Skip to main content

Full text of "CPU MSX Ano 3 No. 34"

See other formats


R E V I S T A 



QUE 



F A Z 



M S X A C O N T ECER 



ANO 3 - N"34 - Cr$ 9K.(XK).00 



MSX VIEW - O 'WINDOWS' DO MSX 



CONSTRUA SU 
MAPPER - 



|i~' ! 



COJVIPACTADORES: 
xicNICAS E PROGRAMAS 



s BATALHA 1917: 
UM FANTASTICO JOGO DE 

ESTRATEGIA 



MAGNAR: 
A NOVA SAFRA DE JOGC 




Esta revista foi composta na 
IBM® LASERPRINTER 4029 MODELO 30 






I jsik[|[i mi in u nnJi/iMci 






SEU PASSAPORTE DE ENTRADA 
PARA A T FENASOFT 
CUSTA APENAS 
USS 2,00 



20 A 29 dE Mho dE 1997 
PAvilhAO dE Exposi^oEs 
ANhEMbi - Sao PauIo 



(•I) 



Do dJA V Ao dift J 1 dE MaIo, seu passaporte para 

A MAiOR FeIrA dE llSlfoRMATJCA do MLNdo, ''^' 
CUSIA ApENAS USS 2,00 (CAIVlbiO TURiSMO dA 

dATA dE ENvio do convIte). Caranta jfl o 

MENOR pRE^O ENViAlvdo SEU CONVJIE AJNdA 
ESTE MES. (Veja TabtU df dAi«) 

Sc VOCE j* possui o CARTAO FENASOFT 

O SEU CARTAO 6" FENASOFT contInua vaUcIo para a 
7" FENASOFT. Todo visitANiE que ja possui o 

3 CARIAO E gUER IROCA'lo pOR QUaIqUER 
" MOTivO, pAQARA tMA TAXA cIe USS 5,00 
^ (CAMbio lURiSMO do diA do pAqAIHEMO). 



VisfTAfAO ds Menores 



m 

I 

e t pRoibidA a eniraJa dE menores de I 6 anos, 

% MESMO gUE ACOMpANhAdoS dos RESpONSAVEis OU 

■§. pORIANdo CREdENCIAl, CONVilE, CARTA dE EXpOSiTOR, EIC. 

IL Se NAO RECEbER, REcIaMe! 

ID 

-a 

g Se voce NAO RECEbsR SEt CARTAO MAqN^iCO ATE O dlA 



1 5/06/95, 5ERAO ACEilAS REcUmAQOES ATE O dlA 50/06/95 







3 

'J 
n ' 

O I 

^ I 



s 



PREENCHA OS DADOS ABAIXO E ENVIE PARA: 

FENASOFT FEIRAS COMERCIAIS LTDA 

AV, OSMAR CUNHA. 251 -9" ANDAR - CENTRO 

CEP; 88015-100 - FLORIANOPOLIS - SC 

TEL: (0482) 24.4305 - FAX: <0d82> 23.5249 

NOME 



aD AuloriaotJe folol DD Recom«r»c*o produToi 

BC AulorlckKte oJfa ELJBqixo onvoMmanTo sm ccnriprcu 

cU AulDrlooae ImjTodQ fI— iNenhum Hnvolvlm«nTo ofn corriproB 



1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 M 




EMPRESA 


M 1 1 M 1 M 1 1 1 1 1 1 1 1 [ 1 1 


ENDERECO 


1 1 1 n 


1 1 


1 1 1 


1 


Mill 


1 1 


1 


1 1 


1 


Mill 


1 1 


1 1 1 


1 





\ 1 


1 


1 1 


1 


CIDADE UF 


CEP 

1 II 1 




1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 [ III 111 


l-l 1 1 


paIs 


TELEFONE 




Mill II 1 1 1 1 




1 1 1 1 1 II 1 


II 1 1 


FAX 

M M 1 




DATA DE NASCIMENTO 

cn CD nil 






4- Quar □ volume de vsndtJt de «jc:i amprsia? 

U35 600 rrMTiaw ou matt gDUSS 1 o 9 rQlha« 

HL U5S 760 a 999 ml 

I r USS SCO o 749 ml 



B _ USi 100 o J99 m»lhfl« 
C ^ US$ 75 Q 99 mllhOm 
DL. USS 50 O 7d mllhOM 
VZ. USS 25 o J9 milhSei 
^□USS 10 o 1A mllhOw 



USS 250 O JW ml 

kUusS ICO o 349 ml 
LUmnnos d« USS lOO m* 



S- Qual a principal 6r«o da oiuo^Qo de suo *T(pr*so? 



_l GovHinomanTor 

- AoricjlUjro. Mlnera^jJo. Pstri^lBa 

- Transtiorlsi 

- Comunlcoijoci 

- Manufaluia 

- Financeko/Conlobiiiaado 
~ Seguroa/HToWllfiirlo 

M*jica/Soudo 

EducQclonal 

induaiMol 
_ CorvTru^o Civil 
J fobficonts o* SofwQ*» 



mG I^BventU cM Soflwore 
N _ Fotxiconfe de Han^wor* 
Q —J r?«veriOo ds Harchi/arA 
p J Fabjlcantft da Perlf*ncos 
^ — ' [?evarida da PsrlTdih^c^ 
D 'fabiicanTo da SuprlmenTc* 
5 -] t^svendcj da Sup'Wiantcn 
1 nSureou da ServJcoa 

V I Jomallsmo 
WD Edtlof a 



T- QucV Mu cofQO nc arT>prsHci onds TiCiPCjIho'? 
J pTBiia«r%t» £nCHralof /SijperlnTandenrB ( 'T 

■ Vkce Praildanls frjGerenle dfl Daporfamanto jP 

S6clo alljCCjntTollar^aMuiaJ'G Kl 

] Gafonra Gwai *DCon3ultor/AM«wo' 

2' QuortTcs ampragddca Tato auo ampr*»a7 



JJepraientonta da Vendos 
Arxjlt3Ta do Suport* 
DIgttpdor 



A_ 



■ matt do 5CCC 
] 1000 o 5000 

750 o W9 
1 500 o 749 



1250 □ J99 
■ ICO o 2-19 
sC 75 o 99 
HUSO a 7J 



25 o -19 
10 d 24 
kCS a 9 

Omano* de fi 



6- Quail CM pitnclpala apllcogoas do computodor no UJP ampfaia? 
ConTotJllkdada 

ComuTiiCQcao 

Garanclomanto da Banco da Dodo) 

Corralo alalrCnlco 

Dask Top/Cod Cam 

Daslgn GrOfico/MulllmidIo 

DM»rLvoK'lmer>tc da opilcaqdai da progrorna 

Controle oa processo/ mom-rfalLifa 

ClanTFTJca /Er loanriorio 

Edtof da Isxloi 

Garandamanto da pre 



E 



«) 

3 
n 

3. 

s 

ID 

» 

3 

(n 

c 



■s. 

O 

a. 

(C 

Z 
o 

t 

3 

3 



MSX 



BONIFS KJO KDITORA LTDA. 

CAIXA POSTAL 11750 

CEP 22022-970 
RIO DE JANEIRO -RJ 

TEL.! (021) 255-4881 

DIRETOR EXECin IVO 

JOSE IDEMAR A. NASCIMENTO 

JORNALISTA RESPONSAVKI. 

DOLAR TANUS 
REGTSTRO 430-RS 

EDITOR TECNICO 

CARLOS ALBERTO HERSZTERG 

CONSULTOR TECNICO 
JULIO CESAR SILVA MARCHl 

ADMINlSTRAgAO 

LUZIMAR GOMES DA SILVA 

EDITORAQAO ELETRONICA 
E ARTE-FINALlZAgAo 

JULIO CESAR SILVA MARCHl 

KEVISAO 

MARCIACHERMAN 

public: I DADE 

ALEXANDRE MARQUES 

ASSINATURAS 

lOcIA HELENA MARCELINO 

CAPA 

FOCUS INFORMATICA 

FOTOLITOS 

HUNICOLOR 

IMPRESSAO 

GRAFICALORD 

DISTRIBUigAO 

FERNANDO CHINAGLIA 

DISTRI BUI DORA 

R. TEODORO DA SILVA, W7 

TEL.:(021)577-6655 







4q(HiDV«, ,4np<«iulm Ot , drmJ-nlm » leWf pndon 
■^ quatqifcf fun 



> i-lH Indr 



toi, *ii;dri prntBLrdwIr dC4 ■-!□■ 



ibdkdo 



tkiA 




DITORIAL 



Prezados amigos, 

Apartir desta edigao. CPU/MSX volta a ser a revlsta do MSX! Exclusiva!! 
Sabemos que o periodo no qual a revista esteve dividida trouxe incertezas 
para os usuarios. Mas tratava-se de uma situagao dificil, como podem lembrar, 
Desse periodo, entretanto, acredito que a revista tenha saido fortalecida, Tanto 
e que apos cerca de urn ano, volta a tratar so de MSX, 

Nao podemos deixar de enfatizar e agradecer o apoio que recebemos dos 
leitores Mesmo aqueles que se sentiram insatisfeitos com o espago cedido ao 
Amiga, nao deixaram de presligiar CPU. Sem esse apoio, e ciaro, a revista 
deixaria de existir ha muito tempo. , . 

N6s, por outro lado, temos tentado renovar o interesse dos usuarios, 
mostrando novas apiicagoes e produtos para a linha, saindo do estlo "nnrcro 
decadents" como ocorreu em outras publicagoes. Afinal, na Europa e no Japao 
o MSX vai muito bem, obrigado! So cabe a nos, usuarios, manter esse interesse 

tambem aqui no Brasil. . 

Por isso, agora mais do que nunca precisamos do apoio dos leitores. 
Colaborem com a revista enviando artigos, programas, MSX Bits, dicas, jogos, 

sugesloes... , j ■. 

Mas.., aguardem! Estamos com novidades que irao surpreender muita 
gente. Por enquanto surpreendam-se com CPU/MSX 34! 

Carlos Alberto Herszterg 



M 

INDICE 



m-yiiiiii'i^-^--^:--^^-^^'-^-^-'''-'^^^ 



NEWS 



CAPA 

MSX View 

O Windows' do MSX 

ARTIGOS 

MSX 2 e MSX 2+ 

Comandos de hardware 

Compactadores 

Tecnicas e programagao . 

Memory Mapper 

Um super projeto em duas partes 

MSX Bits 
interface alternatlva de I/O 



19 



Acelerandoo Turbo Pascal . 

JOGOS 

Bata1haigi7 

Um logo completo para voce digitar 
Magnar 

A nova safra de jogos europeus 

Maze of Gallous 

Knightmare II 



.12 
.25 

_17 
37 

.27 

.37 

38 



CARTAS 
DICAS 



40 



42 



CPU MSX N" 34 - 3 




EWS 



MSX OFFLINE 

LEITOR DE MENSAGENS 



Desenvolvido por Fernardo da Rocha 
Carneiro, o MSX OFFLINE versao 1,22 e 
destinado aos usuarios de modens que 
acessam BBSs, O programa, totalmente 
escrito em Pascal e Assembler, e um leitor 
OFFLINE de mensagens extremamente 
rapido e possui as seguintes caracteristi- 
cas: 

• LeJtura de arquivos " OWK' gerados pelo 
BAmail ou pelo Mkqwk 

• Editor de textos intemo, suporlando ate 
99 llnhas de 70 caracteres cada, com re- 
cursos de 'word wrap' e "export/imporf 

• Arquivos de mensagens com ate 8 Mb de 
texto (resposla ou leJtura - "QWK") 

• Numero ilimitado de mensagens por con- 
fers nc la (area) 

• Novas 'Master Tags", taglines que agora 
podem ler ate 20 linhas de 5B caracteres 
cada, taceis de cnar e de editar 

• Caixa postal do usuario (mensagens en- 
dereqadas a voce) 

• Op9oes de "search" ultra -rap id as, com 
possibilidade de multiplas procuras (area, 
from etc ) 

■ Gravaqao automSOca (opcJonal) das ulti- 
mas mensagens lidas, o que permite a 
leitura postenor, mesmo apos um "reset" 

• Gravaijao da configuraqao, que registra 
o "config" dos drives, alem do ultimo banco 
de taglines usado, que sera carregado 
automaticamenle para a mernona 

Para mais informa^oes, ligue para 
(021) 393-4490, ou envieuma mensagem 
para Fernando Cameiro na area MSX da 
FidoNet (rede nacional de mensagens). 



TECNOBYTES 

DISTRIBUI SORS PARA FM 

Contando com uma vastissima biblioteca 
de musicas para FM, a Tecnobytes esta 
distribuindo gratuitamente parte de seu 
acervo exclusivamente para software hou- 
ses. O intuito dessa iniciativa e suprir o 
mercado, dando opgoes aos usuarios de 
interfaces FM com musicas ineditas re- 
tiradas de jogos pela equipe. As empresas 
interessadas devem enviar tr&s disquetes 
de 5 1 /4, junto com os selos para a remes- 
sa do material, especificando os dados do 
equipamento. A Tecnobytes atendera so- 
mente as cartas que contenham o CGC e 
a inscnqao estadual da firma. 

TECNOBYTES INFORMATICA 

Caixa Postal 79841 
Coelho do Hocha 
Sao Joao de Meriti - BJ 
Cep 25550-970 



COBRA SOFTWARE 
NA EUROPA 



MSX ATACA NO 
VIDEOTEXTO 



ftS«s*->n-'v ■;->:-'.-:-:-:-:-:-:->:v 



A Cobra Software esta sendo repre- 
sentada na Europa pelas seguintes em- 
presas e pessoas: 

• Na Belgica, em Marcinelle, pela lOD, sob 
a dire^ao de Olivier Hustin 

• Na Belgica, em Bruxelas, pela revista 
MSX Forum Magazine, sob a direqao de 
Alexandre Rajszajt 

• Na Sui?a em Lausane pelo Les MSXiens 
Suisse, de Carlos Leitao 

• Na Franqa, em Domerati, por Faveire 
Sebastien 

• Na Franga, em Saint Etienne, por Andre 
Vermel I e 

O objetivo, a phncipio, 6 o de exportar 
softwares e sharewares brasileiros desen- 
voividos com esta finalidade. Atraves 
deste intercambio, a empresa esta 
recebendo quinzenalmente softwares da 
Belgica, Franpa, Suiga, Holanda, Japao 
etc. 



FREE SHAREWARES 
COBRA E CPU 

A Cobra Software, com o apoio de revista 
CPU-MSX, estci oferecendo aos leitores 
dois excelentes programas: 

HHAPSODY desenvolvido pela lOD da Bel- 
gica, para MSX 2.0, FM PAC ou MSX 
AUDIO CHIP. Se vocS nao possui o FM 
PAC nem MSX AUDIO CHIP, podera as- 
sim mesmo apreciar o demo HHAPSODY 
em seu MSX 2,0 sem a tniha musical. 

LABORATdnio DE viRUS programa didalico 
para MSX 1 .0, onde voce podera familiari- 
zar-se com a manipulagao de virus para 
MSX, entre eles: NO DIR, VIRUS MSX, 
SEXTA FEIRA 13, HELL RAISER e CHU- 
PETA. Acompanha a versao shareware do 
ANTI-ViRUS, versao beta, de Felipe Vie- 
cente de Azevedo de Albertao. 

Para receber gratuitamente os 
programas, envie um disquete formatado 
em 40 ou 80 tnlhas e cinco selos "tarifa 
unica" para as despesas de correio e em- 
balagens. 



Rogerio Bello dos Santos 

COBRA SOFTWARE 

RuaChady Muradi, 81 
Jaguare - Sao Paulo - SP 
Cep 05351-050 



J^ esta no ar, em sua segunda ediqao, a 
primeira revista "on-line" do Brasil para 
MSX. A MSX ON-LINE, um projeto pionei- 
ro idealizado por Alexandre Sobnno espe- 
cialmente para o fornecedor de serviqos 
do Videotexto, UNISANTOS (Universida- 
de Catolica de Santos). O acesso e feito 
pela central 1481 comachavePLAVMSX 
no menu inicial 

A revista. ainda em fase de 
implantaijaQ, aceita colaboragoes em 
forma de artigo, dicas e promovera a 
distribuiqao de "demos" internacionais, 
cedidos por Rogerio Bello, da Cobra Soft, 
consultor e colaborabor permanente de 
revista. Figuram entre as materias deste 
periodico quinzenal: analises de software, 
artigos tecnicos sobre o MSX 2.0 e, em 
breve, com exclusividade, analise das 
pautas das proximas ediQoes de CPU, a 
revista do MSX. 

Envie suas colaboragoes para: 

MSX ON-LINE 

A/C Alexandre Sobrino 
Av, Almirante Cochrane, 287 
Embare - Santos ~ SP 
Cep 1 1 040-003 



UM PODEROSO 
EDITOR GRAFICO 

Ainda sem representagao comercial, 
Charles de Rossi divulga seu editor grafico 
com varios recursos, como o "zoom", ani- 
magoes com Sprites e tridimensionals e 
muitomais, 

O autor espera obter contatos para 
representagao e venda do produto. 

autor: Charles de Rossi 

Tel,: (011)432-2394 



FANTASY BBS 

Surge mais uma BBS para os usuarios do 
MSX com modem. E a Fantasy BBS, que 
realmente oferece todo o apoio a linha. A 
Fantasy BBS possui cerca de 1 1 Megaby- 
tes em programas compactados exclusi- 
vamente para o MSX, menus de 40 colu- 
nas (para quem possui MSX 1) rapidos e 
objetivos, alem de oferecer areas especi- 
ficas de programas para MSX 2 e FM- 
Sound. 

Em funcionamento 24 horas por dia e 
agora cadaslrada pelo SysOp Erick 
Oliveira na rede internacional FidoNet 
(node 4:802/31), a Fantasy atende no 
telefone (021) 553-4453, nas velocidades 
300, 1 200 e 2400 bps - 8N1 . 



4 -CPU MSX N^ 34 



SEU MSX 
MERECE O 

MELHOR 

Professional Paint: o melhor editor gmflco da mercado. Pode ampliar e reduzir figuras, Cr$ 530 000,00 

Turbo Animador 3D: excelenta piograma para compu1a?ao grafica ro MSX. Paraca Amiga. CrS 530.000,150 

Professional Data RetriB«e: Urn super banco de dados para voce calaloga; o que quiver. DBase compaliuet, CrS 530.000,00 

Professional Publisher: o msthor sistama Desktop Publishing para MSX, Facil de usar a exlremamante eficierle. Cr£ 530.000.00 

Professional Cards: piograma gerador de carloea comamoralivos. Acompanha disco de shapes. CrS 330 000.00 

Professional Labels; gerador de otiquatas personatizadas para disquetes, cademos, litas do vidao, elc. CrS 280.000.00 

Professional Stripes: cria (aixas promocionais com ate 4,6 metfos, com shapes, alfahelos, etc. CrI 200.000,00 

Professional Putillsher Advanced: os qnalro programas acima leunidos num so produlo. CrS 970.000,00 

Tfie Disk Mechanic: 15 programas para voce ulilizar melhor oseu compuiador. CrS J'lO.OOO.OO 

MSXDisk Press «1: a mellior revisia em disquete parao seu MSX. Arligos. dicas eanallses. CiS 280.000,00 

FaslBack!: super copiador selorial qua formata enquanio copia. Excelante interface grafica. CrS 240,000,00 

MSX Flow Chart: gerador de grafk:os comeiciais e eslalislicos. Compalivel com o SuperCalc 2, CrS 330.000,00 

MSX Poster Maker: cria posters e carlazes am quoslao de minutos, Cenlialiia iexlos aulomalicamente, CrS 330,000,00 

Mulll-Olsplay System: gerador de scrolls para tilmagens am video, alem decolocar 25 efeKos especiaia em lelas, CrS 330.000.00 

Colorindo!: um verdadeira livro de pinljra elelronico para a garalada enUe 3e 7 anos. Cr$ 240,000.00 

Music Stealer: relira lodos os sons e miisicas de jogos padrao MSX. PermKe a edi^ao dos snns. CrS 330.000,00 

Brasil Geografico: alias eia1i6nico com informai;6es sobre cenlenas de cidades brasileiras. CrS 280.000,00 

Master Cruncher: super compacfador de arqurvos para voce economizar o maximo de espa^^ em disco CrS 2B0.00G.00 

Sprite Factory: o melhor e mais completo editor de sprites feito no Brasil. CrS 240,000.00 

Screen To Dos: Irarsforma lelas SCH em .COM para voce incremanlar seus BATs. CrS 210.000.00 

Zorax: primeiro jogo nacional de eqao, Varias tases e inimigos. CrS 240,000,00 

Guerra Fria: sensaciona! wargame para voce jogar com toda a lami'lia. CiS 240.000,00 

A Lenda da Gavea: o melhor a mais consagrado adventure nacionaL CiS 240,000.00 

Desktop Video Guide: aposlila elelrfinlca que ensine Iruques e macelas em vfdao. C(S 160.000,00 

PPaInt Color Fonts #1:fontes coloridas ciiadas no PPaint. CrS 180.000,00 

PPainl Letters #1: alfabelos coloridos e com espagamento ajuslado para o PPaint. CrS IBO.000,00 

PPflinI Padroes: dezenas de padroas e formas de lapis para o PPaint. CrS 1B0. 000.00 

Art Pack l.aeS: conjunlos de figuras para Desktop Publishing ou video, CrS 180.000.00 (cada conjunlo) 

Letters 1, Z e 3; alfabelos para desktop, Mulli-Display ou PPainl, CrS 180,000.00 [cada con junto) 

SuperLetters 1.2e3: alfabslos no formalo shape. Varies lamanhos, CrS 180.000,00 (cada con] unio) 

Borders 1, 2e3; bordas enfeiladas para desktop ou video piesanlalion. CiS IBO.000,00 (cada con junto) 

MlnlShapes 1 e 2: figuras em minlatura para vocfi usar onde quiser, CrS 1 80,000.00 (cada conjunlo) 

X-Raled Graphics: figuras eroticas para desklop publishing ou video. CiS 180.000,00 

600 Shapes: coleijao com 600 figures nos mais variados assunlos. CrS 240.000,00 

Professional Headlirtes: mais alfabelos no toimato shape. Varios tamanhos, CrS 180,000,00 

Amiga Shapes: figuras retiradas do computador Amiga, CrS 180.000,00 

PC Shapes: figuras reliradas do computador PC/XT/AT, CrS 180.000,00 

Spanish Garrtes Shapes: figuras retiradas dejogos espanhois, CrS 1BO.O00.00 

Comics on Disk: figuras da bislorias em quadrinhos para desktop. CrS 180.000,00 

Desklop Surfaces: superlfcies detalhadas para valoitzar seus trabathos em desMop. CrS 180.000,00 

Color Shapes: shapes coloridos para vkjeoproduc^o. CrS 180.000,00 

Color Surfaces: superficies coloridas para videoprodugao. CrS 160.000,00 

Video Fontes: AliabaEos c:oloridos no foimalo shapa para videoproduqao. CrS 180,000,00 

Para Programas em 3 1/2. acrescente CrS 80,000,00 por programa, 
Oespesas postals flxas: CrJ 70,000,00 (com reglstro de seguran^a] 

Os seguinles programas nao rodam em interfaces da mem6(iH (DD Plus, Sharp. Tradeco, DDX 2,0): The Oisk Mechanic, Music 
Stealer. FastBack! e Lenda da Cavea. 



I 





Para fazer seu pedido, envie cheque nominal e cruzado 
nu vale postal a: 

Hitek Computa9ao Sistemas Editora Ltda 
Rua Uruguaiana, 10 si 1602 - Centro 
20050 ■ Hto de Janeiro - RJ 

Malores Informa^oes: tel (021) 252 9023 



Revendedores Aulorizados: 

HS:DigimBr(051}221 7502 
HJ:Takeru (021) 232 0650 



Protejs lofMrare nsckinal. Comprsrvlo original. voc§ compra qialldade a garanu no/ot lanfamantoi. 



Mrtigo 



v*'«->»K**»>X'>M«««««^X* 



MSX2eMSX2+ 



Comandos de hardware 



Julio Cesar Silva Marchi 
Andre LuizRocha Tupinambd 



Desde que Iniciamos esta s^rie, cita- 
mos varias vezes os comandos de 
hardware que os news VDPs possuem. 
Para esclarecer o que 6 isso, vamos nos 
basear em um questJonamento: como fa- 
zemos para manipular o VDP do MSX 1 
em Assembly? Neste caso, possufmos 
duas opqoes, o BIOS do micro e os famo- 
sosOUTs [exatamenteoqueo BIOS taz). 

Entretanto, que tal se nos Ihe pedisse- 
mos para tra^ar uma reta qualquer em 
Assembly? Quem ja passou por isto sabe 
exatamente onde estamos querendo che- 
gar. No MSX 1 nao existe nenhuma rotJna 
apontada pela tabela de JUMPs do BIOS 
destnada a essa apllcaqao (e a muitas 
outras). Apesardisso, multos usuarioscu- 
riosos |a descobnram que deniro do inter- 
pretador Basic existe uma rotna que 6 
usada pelo comando LI NE, destinada exa- 
tamente para este fim. Pronto: o problems 
estaria resolvido. A tal rotina funciona ma- 
ravilhosamente bem! 

Mas para quem pensava que era so ir 
ulilizando esta rotina e tudo bem, mal sa- 
bia que estava criado outro problems {ou 
outros') Isso porque, segundo as regras 
divulgadas pela Microsoft, nuncadevemos 
chamar uma rotina que esteja tora da ta- 
bela de JUMPs, pois corre-se o risco de 
nao encontra-la na mesma posigao de me- 
mofia no BIOS dos micros que forem lan- 
^ados postenomiente, Seu programa s6 
(uncionaria enlao, teoncamente, em mi- 
cros MSX versao 1.x (e oihe la!), Como 
vocd pi3de notar, para nos prog ram ado res, 



as coisas sempre tendem a se compllcar 
cada vez mais, principalmente em uma 
arquitetura que possui a compatibilldade 
como proposta fundamental de marketing. 

Nesse ponlo voc^ entao pensa na se- 
gunda opqao -fazer uma rotina que calcu- 
le cada ponto da reta e o plote na tela - 
como a alternativa final, Se voce realmen- 
te pensou nisto, desculpe-nos por despon- 
t^-lo novamenle, mas poucos consegui- 
ram tal fai;anha com eficiencia. 

Agora, o que isso tudo tem a ver com 
o assunto? Tudo, e claro! Foi pensando 
em solucionar este tipo de inconvenienle 
que OS projetistas da Yamaha resolveram 
incorporar no proprio VDP varias "rotinas" 
para agilizar e facilitar o trabalho dos pro- 
gramadores (as quais algumas ja foram 
explicadas no artigo anterior). 



CbPIA LOGICA 

Se voce entendeu bem o que foi dito at6 
agora, nao tera nenhum problema nas 
aplicaQoes que serao demonslradas 
adiante.Copialogicae exatamente aquela 
usada pelo novo comando COPY do BA- 
SIC (d^ uma olhadinha no manual que 
acompanha o seu micro). Alem de copiar 
parte da tela, esta rotina tambem faz uma 
operaqao logica entre a cor do pixel que ja 
existe com a cor do pixel que iremos colo- 
car. Repare entao que existe uma diferen- 
ga signif caBva entre a atuagao destes co- 
mandos comparados com os de copia 



rapida. Nestes, a copia se processa a par- 
ti r das cores e nao por bytes. 

Na tigura 5 (CPU/MSX N' 33 pag. 9) 
temos uma tabela que mostra as opera- 
qbes logicas com seus nomes e codigos. 

A partir de agora os comandos que 
deverao ser enviados a CMB serao repre- 
sentados de uma forma diterente, por 
exempio: OBxH, onde "x" se refere ao c6- 
digo da opera^ao logica desejada que esiA 
indicado na figura 5 (CPU/MSX N' 33 p^g, 
9) . Nao se esqueqa que nas copias logicas 
cada byte transfenbo corresponde a um 
pixel da tela e nao a um byte da VRAM 
como eram nas copias aceleradas, 

Comando LMMC 

(Transf erencia CPU - VRAM) 

Este comando 6 semeihante ao comando 
HMMC. Para execut^-lo devemos setar; 
DX, DY, NX, NY, os bits MXD, DIX, DIY, a 
cor do primeiro PIXEL em CLR e enviar o 
comando OBxH. Depois que executarmos 
este comando tambem devemos uOlizar 
aquele algoritmo iistado anteriormente 
para translerencia de dados entre a CPU 
e a VRAM (CPU/MSX N» 33 pag. 9). 

Comando LMCM 
(Transterencia VRAM - CPU) 

Este comando e exatamente o inverse do 
LMMC. Ele faz a copia de uma area da 
VRAM para a CPU. Os registradores que 
devemos setar sao: SX, SY, NX, NY, os 




JF - System Informatica Ltda 
Tel.: (011) 964-9053 



Trabalhamos com MSX, TK90X, S700 e CP500 e breve trabalharemos com 
PC e AMIGA. Solicite catalogo sem compromisso. 
MSX - 1.0 e 2.0 - Jogos - Aplicativos - Utilitarios - Megaram 
TK90X - Jogos - Aplicativos - Utilitarios - Lan^amentos 
CP5Q0 e S700 - Jogos - Aplicativos - Utilitarios 



6 - CPU MSX N'' 34 




bits MXS, DIX, DIY de ABG e enviar o 
comando OAOH para CMR. Depots de exe- 
cutado o comando devemos usar aquele 
algoritmo |a mencionado com uma peque- 
na moditicai;ao: ao Jnves de escrevermos 
um byte na port#3, devemos obter o con- 
teudo do regjstrador de status #7, que e 
onde a cor do pixel retorna para voce. 

Comando LMMM 
(Transferer! cia VRAM - VRAM) 

Este 6 outro comando mujto usado, ele e 
a versao logica para o comando HMMM. 
Nele devemos setar os seguintes regjstra- 
dores: SX, SY, DX, DY, NX, NY, os bits 
MXS, MXD, DIX, DIY de ARG e enviar o 
comando 9xH para CMR, 

Comando LMMV 
(Transferencia VDP - VRAM) 

Mais uma versao logica para um comando 
acelerado, HMWV no caso. Para variar, 
funciona exatamente da mesma maneira 
so que agora mais lento, com opera^ao 
logica e sem aquele recurso especial co- 
mentado. Os registradores usados sao: 
DX, DY, NX, NY, os bits MXD, DIX, DIY de 
ARG e o comando 8xH para CMR. 

COMANDOS EXTRAS 

Entramos agora nos comandos que pro- 
porcionam as maiores vantagens dos co- 
mandos de hardware. Com eles podemos 
tazercoisasquenoMSX 1 setazia acusto 



de complicados algoritmos (como traqar 
uma linha por exempio), 

Comando LINE (desenha uma linha) 

Este comando veio soluctonar grandes 
problemas que os programadores de as- 
sembly finham quando quenam fazer aigo 
em modo grafico no MSX 1. Apesar da 
detini^ao das coordenadas da linha serem 
um pouco confusas, este comando prova- 
velmente sera o pnmeiro que voc6s irao 



FIGURA 1 



DIV 



HE NOR 



HAIOR 



«DIX 



{DX,DY) 



testar (pelo menos foi o que aconteceu 
conosco), A definiQao das coordenadas. 
como jci haviamos comentado antes, e um 
pouco confusa e por isto vamos comentar 
o estado dos regisb-adores mais delalha- 
damente, para que as coisas nao fiquem 
muitodificeis, 

Analise a tigura 1 . As coordenadas ini- 
ciais devem ser passadas por DX e DY, O 
tamanho do lado do triSngulo indicado 
como MAIOR deve ir no registrador NX e 
o outro no NY. A cor vai no registrador CLR 
e OS bits de ARG sao: MXD, DIX, DIY e 
MAJ. O bit MAJ e destinado a definKjao de 



qual eixo sera considerado como o maior 
lado indicado em NX. Apos lodo este tra- 
balho e s6 enviar o comando 7xH para 
CMR. 

Comando PSET (Seta um pixel na teia) 

Este comando e um dos mais simples dos 
aqui listados e dispensa maiores comen- 
tarios. Para utiliz6-lo basta setar os se- 
guintes registradores- DX, DY, CLR e en- 
viar o comando 5xH para CMR. 

Comando POINT 

(Retorna a cor de um ponto na tela) 

Este comando, como voces \a devem ter 
reconhecido pelo nome, retorna para vocd 
a cor de algum ponto da tela. Para uliliza-lo 
basta setar os registradores; SX, SY, o 
MXS de ARG e enviar o comando 40H a 
CMR. Depoisdeexecutado, acordoponto 
marcado retoma no registrador de status 
#7. 

Comando 5RCH 

(Procura uma cor na dire^ao X) 

Este comando 6 uma das grandes virtudes 
do novo VDP. Ele era simulado no MSX 1 
para fazer o comando PAI NT de uma area 
da tela. Este comando faz exatamente 
seguinle: voce marca um ponto na telae, 
a partir deste, o VDP procura uma cor ^ 
direita ou h esquerda. Para ficar melhor 
ainda, ^ possivel escolher se desejamos 
que este comando nos indique se encon- 




iM\SX 




MSK 



SOFTWARE 



SE VOCE SO TEM MSX, LIGUE PARA QUEM LtGA PARA VOCE 

Jogos c aplicativos para MSX 1 .(1. 2.0+ c MEG ARAM. Dcskiops Publishing. 

CADs. Emuladorcs para todos os modens. A cada 10 programas mais 2 

gratis. 

Entrcgamos para todo o Brasil c garantimos os produlos. Solicilc catalogo 

gratis. 

So irabalhamos pelo correio. por isso atendemos melhor! 

Rua Chady Muday, 81 - Jaguare - 05351-050 - Sao Paulo - SP - Tel.; (Oil) 819-2706 



CPU MSX N^ 34 -7 



MkTIGO 



trou um ponto igual ou diferente ao 
desejado, isto e, o SEARCH 
(SRCH) pode ir procurando at6 
encontrar um ponto igual ou enlao 
at6 encontrar um ponto diferente 
doespecilicado. 

Para usar este comando deve- 
mos usar os seguintes reglstrado- 
res: SX, SY, MXD, DIX, EQ de 
ARG, a cor em CLR e enviar o 
comando 60H para CMR. Ao fina( 
de sua execugao. devemos ler o 
registrador de status #2 e analJsar 
o bit BD (bit 4). Se ele estiver 
setado, a cor foi encontrada e a 
coordenada X do ponto estar^ 
guardada nos registradores de 
Status #8 e #9, 

Comando STOP 
(Para a execu^ao 
de outros comandos) 

Este comando serve simplesmen- 
te para torqar a intenup^ao de 
qualquer outro comando que o 
VDP esteia executando Para uti- 
liza-io devemos enviar o byte 00 
para CMR e pronto, o VDP estar^ 
livre para ser usada. 

Na flgura 2 temos o mapa dos 
registradores usados pelos co- 
mandos de hardware que foram 
ensinados ate entao. Nas paginas 
seguintes esta o mapa completo 
dos registradores do VDP do MSX 
2 (como fora prometido). Basean- 
do-se no que ja foi dito, sera tacil 
compreender as explicaqdes con- 
tidas ta. 

Se voce tem acompanhado 
esta serie, provavelmente |a esta- 
ra aplo a colocar boa parte de 
suas tdeias em pratica. Se voce |a 
tem algo pronto, mande-nos. 
Qualquer duvida, escreva. . . G 



FIGURA 2 - Registradores utilizados pelos comandos de hardware 



MSB 


7 


6 


5 


•t 


3 


2 


1 





LSS 


R#32 


SX7 


SXB 


sxs 


sx« 


5X3 


SX2 


SX1 


sxo 


sx 


R#3 3 


D 




















SXB 




















R#31 


SY7 


SV6 


SV5 


SV4 


3V3 


SY2 


SY1 


svo 


SY 


R#35 

















Q 


SYS 


SV8 



R#36 


□X7 


DX6 


DXS 


DX4 


DX3 


□ X2 


DXl 


OXO 


DX 
DV 


R#37 














D 


a 





DX8 
















R#38 


DY7 


□Y6 


DY5 


0Y4 


DY3 


0Y2 


DV1 


DYO 


R#39 











a 





c 


□Y9 


DY8 


















R#4 


NX7 


NXG 


NX5 


^X1 


NX3 


NXZ 


NX1 


NXO 


HX 


R#41 





□ 





Q 








D 


Nxa 
















R#42 


NY7 


NV6 


NY5 


NYJ 


NV3 


NV2 


MVl 


NYO 


B#43 





a 














NV9 


NVa 



Ufilizado como entrada de coordena- 
das origem para todos os comandos 
de hardware. 



Utilizado como entrada de coordena- 
das destino para todos os comandos 
de hardware. 



Largura vertical e horizontal da ^rea a 
ser manipulada pelos comandos de 
hardware. 



"*'*'' I [ I I I C3 I cz I ci I CO I CLR — ► Contrala a cor nas SCREENS 5 e 7 



"**■* I I I 1 Q I I I ci I CO I CLR— Controla a cor na SCREEN G 



R#44 C7 CE cs C4 C3 C2 CI CO CLR^ Controls a cor na SCREEN 8 



Registrador usado para passagem 



B*^5| I ImxdImxsI Div I DIX I Eo Imw I fiRG- 



dos argumentos para o VDP. 

— ».lrH]i[^&ctar do lada maior para tornando L4NE 

-pCondi^do para rernnno do CDmanOn SEARCH 

'-»DireQionoeuioX{0=ParHadirQita/l£ParaaesQu«rda] 

-►Direcaa no eixo V (0=Pafa baino / i =Para cima) 

-►SelflC^Q Oe memona para origem {0=VRAM f 1 ^upandad RAM) 

-»5dfl^ADdpnierr>6>iBpara{Jeatina{0±VBAM/l=ExpandHlRAM) 



R#4 6 cfyl3 CM2 CM! CMO L03 L02 LOT LOO CMR- 



Registrador usado para Jndicar ao 
VDP qual comando desejamos exe- 
cutar e com qual opera^ao I6gica 



Ln&ODflTR 



MICROS MSX E PC/AT 

[MPRESSORAS 

DRIVES 

DISQUETES 

PROGRAMAS 



CABOS E FITAS PARA 
IMPRESSORA 
ESTABILIZADORES 
NOBREAKS 

SERVICOS DE EDITORACAO 
ELETRONICA 



ASSISTENCIA TECNICA 



MICROS MSX, MONITORES, FAX, VIDEOS CASSETE E TV! 

Rua Julia Lacourt Penna, 858 - Jardim Camburi - Vitoria - ES -CEP 29090-210 -Tc!.: (027) 327 8517 



8 - CPU MSX N= 34 



Mrtigo 



FIGURA :^ Mapa de bits dos registradores do MSX 2 



RegisI [adores de moda: 

7 6 5 4 



HSB 

111 ' 



DG IE2 IE1 



Mb M4 



M3 



LSB 

Rsgqlrfdor dft ModQ D 



Regialiadares de cor: 



HSB 



I BL I lEO I Ml I MZ I I SI | MAG | '^•"■«» oa MaK. 1 
RM I MS I LP I TP I CB I VR I |sPO I BW | B«g»r.a«a.Moaog 
n** I LN I O I SI 1 SO I ' ""^ ' ' 



Eo -NT DC \R»aimta<iaavoaD3 



* I ndcadw de negBc^o iogico 



RW: BAO-SempteO: 

Bri 1 -Usado para selegao do modo fM3); 

Bh 2 - Usado para seJei;aado modo (M4); 

Bil 3 - Usado para selei;ao do tnodo (M5); 

B* 4 - HabiBa a interrup^o da Scanning Line hoiiionlal pEI). 

Bit S - Habllila a interrupi^o do lighlpen (lEZ); 

Bit 6 - Sela o Cohr Bus eomo enlrada B cotoca OB dados na VRAM (DG); 

BK 7 - Sempre 0. 

R#t : Bri - Modo do Sprite (MAG : O^Normal / 1 =Eslendida); 
Bri I -TamantiodoSprrie [SI 0=6)18/ 1 = 16x1^): 
Bri 2 - Sempie 0. 

6>1 3 - Usado para sele^o do modo (M2): 
Bit 4 - Usado para Belegao do modo (Ml); 
Bit 5 - Habilila a intefrup<^o de Scanning Line hori?on1al (lEO); 
Bit G - Usado para alivar/desalivBr a tela (BL ; O-inatiua / 1 -aliva); 
Bit 7- Sempre 0; 

R#S: Bit - Seleciana visualizaqfio em cotoridD/lons de cinza (BW : O=ccriarido 
/ 1 =PB); 
Bil I - Desabilria od Sprries (SPD), 
Bil Z - Sempre 0: 



"•7 1 TC3 1 TC2 1 TCI 1 TCO | BD3 | BD2 | BDl | BDO 




f "* 1 TZ3 1 TZZ 1 TZ1 1 T20 1 BC3 | BCJ | BCl | SCO | 




"■'3 1 0N3 1 0N2 1 ON1 OfJO 1 OF3 j 0F2 | OF1 | OFO | 




nKo |oIo|o|o|d|o]o|o| 




"'?< |o|o|i|i|i|o|i|i| 




'"^ |o|d|q|o|o!i |d|i 1 



LSB 

Cor do mno 

CofOoBKlK 
PMDdoManli 
Color Burn 1 
iCoKirBuni: 
CotarBu'mia 



- TC3 at6 TCO Espscificaacor do texlo nos modos TEXT 1 e TEXTZ; 

- BD3ala BDO Nos rtxxlosTEXT 1 e TEXT-2 especiticaa coi delundo. noa 

oulros rrrados especilica a coi da borda. 

- TZ3 a\6 TZO: Especitica a coi da frenle do BImk. 

- BC3 at6 BCO Especriicaacor de (undo do Blink: 

- ON3 ate ONO Especilica o perbdo do Blink aceeo; 

- 0F3 ate OFO: Especriica o penbdo do Blink apagado. 

Otis: Ss zeiarmns lodos os bils dos registiadores RiVZO. RDZI aR#2Z, o sinaJde 
calof buist da saida de video cornposlo sera apagado. 

■ RegisliosdeconliDlede video . 

MSB 7 6 5 4 3 2 10 LSB 



«"0 V3 



V2 



vr VO H3 H2 



HO *ru*«i^ 



"•" IL7 IL6 IL5 IL4 [L3 



1L2 



111 



ILQ InlvTupliJp* 



Bil3-Seleckinaolipo[lo VRAM (VR ;0=16Kpoi I ou 4 bits / t =64K por 1 on ""M | 007 | DO S | DO B | DOJ | 003 | 1X32 | D01 | DOQ | sCHOll 
4 bits): 

BH 4 - Sela Color Bus para enlrada (CB ; 0=Saida / 1 =Entrada); 

BitS-Conirolodacor (TP OiTtansparenle/ I =PaleHe); - V3 ale VQ- Controtevedical de video usado peki SET ADJUST(K,y); 

Bri 6 - Habilita a Ughtpen (LP); - H3 a16 HO Conliole tiorizonlal de video usado pek) SET ADJUST(x.yl; 

Bit 7 - Conlrole de CMoi Bus e habilriagao do mousa (MS : 0=Bus eomo saWa - IL7 at* ILO. Esperatica a linha de inlerrupi^o do scanning One : 

e mouse inaiivo/ 1=Bue eomo entrado e mouse Blivo|, - DO7a1eDO0 Define a primeira Jinha da tela - usado peto SET SCROLL do 

MSX 2.: 



R#9. Bri - Ouado t , seta DLCLK para enlrada. OuandnO sela DLCLK para 

saida (DC}: 
Bit 1 -Ouando 1 , seleclona modo PALM (313 tinhas) Quando 0, seleciona 

o modo NT5C (262 linlias) Ambos para saida RGB TNT), 
B/iZ~ Ouando I , mostia dues lelas gialicas inlercambiaifas no inleilace (4Z4 

ponlos). quando 0, mostra apenas uma tela (212 pontes) (EO); 
Bri 3 - Quando 1 . inleilace ligado. Ouando 0. interlace desllgado; 
Bil 4 -Seleciona modos simurianeos (SO). 
Bil 5 - Selecbna modos simurianeos (SI): 
BH 6 - Sempre 0; 
Bit 7 -Ouando 1. sela o conlador lioiizonlal de ponlos paia 21? Ouando 0, 

sela o conlador horizontal de pantos para 192 (LN), 



Reglslradoies de acesso: 
HSB 7 6 5 

"■1*1 — Z — I — Z — I — I — 



LSB 



A1S A15 A14 P*anifl»WFW« 



R.I5[--^ 

Rtiel o~ 



S3 sz 



S1 



so Portxro paiB S"n 



C3 C2 



CI 



CO PotKto pwB P*n 



HUT All 



nSS RS4 RS3 RSZ RSI RSO PonBropMH'o 



Regislradores de enderoqo: 
HSB 7 6 5 4 

R«S 



H>3 

RIIO 

RIl 

Rill 



o 



A13 



A14 



A1G Al5 A14 AI3 



A12 All AID AB 



AI6 A15 A14 



A13 A12 Alt A10 



A16 A1S A14 



A12 All 



AB I A7 



A16 A15 



A13 A12 



A9 AB 



A16 



A13 AlZ 



LSB 



A10 



A6 



1 TUtIa dg cow (LOW! 



j\f4 TAtwIa d* cfiTH (HIGH] 



A11 Ta»lailapaar<S» 



A7 | iMrB dotSprmlLOWl 



A1S 



An 



PDFmiip«Qa(»5piiTaB 



- HK14 : Seleciona a pagina da VRAM /Extended RAM a set acessada; 

- RM15 : Seleciona qual o rogisliador de Slalus seia lido; 

" Rtf16 lndic:a qual Palelle sera acessada Para tanio, r^oloca-se numero 
da Palelle no Re 16. em seguida. envie pela Porl#2 os nrveis dever- 
metho e azul (os bits de a 2 conlem o azul. os bris de 4 a 6 
vermelho e o bil 7 nao lem significado). Em seguida envie o nivel 
de verde lainbem pela Port«2 fljils de a 2) Observe que o vaior 
regbttador 16 e auto-inciemenlavel, do signilica que se desjaimos 
acessar a prbxima Palette, basta apenas enviar os dados da cor para 
ela da mesma lorrru que foi lerio no pnmeiro acesso (primevo os ni- 
vels de azul e veimelho e depois o nrvel de verde pela PorlirZ) 
-Ri»17 

RS5 ate RSO: Salecbna qual o legistradoi sera escrrio (mAtodD co- 

nbecido eomo acesso mdiielo): 
All; Indica o auloincremenlo desle regslrador. QuarHio I , esia desabill- 
lado e quertdo asta Piabilitado 



CPU MSX N" 34 - 9 



^ 



TIGO 



FIGURA 3- Mapa de bits dos registradores do MSX 2 (continuaqao) 



*"'" 1 F 1 SS 1 C 1 NumerodoS'Spfila | 




*" 1 FL 1 LPS 1 Identillca^aoflDMSX-VIDEO | FH | 




^■^ 1 TO 1 VR [ HFl 1 BD 1 1 1 1 1 EO 1 CE 1 




^" 1 XT j X6 j X5 1 Xa 1 X3 1 X2 1 XI 1 xo 1 




^" 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 XB 1 




S'S 1 V7 1 Y6 1 V5 1 V4 Y3 1 YJ 1 Y1 1 YD 1 




^" 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 [ YB 1 Y8 1 




Sf7 1 C7 1 CS 1 C5 I C4 1 C3 C2 CI [ CD | 




S« 1 BX7 1 BX6 1 BX5 BXt [ BX3 | BX2 | BX1 BXO 




sM 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 ' 1 BXa ]( 



S#1 



S«2: 



negialiadores da Status: 
MSB 7 6 5 4 3 2 10 LSB 

EqitfvBleiVPPf-lt 
EquTualedYDPI-Z) 
Eg<IvaIeAVDP(-3| 
Eqwala i VQP(-4) 
£(].».»» *WIP(-51 
Eqinale i i/OP(-e| 
EquivaMiVDP(-7| 

EqmaMlVDF'l-B) 

EqLJlvalaaVDP(-51 

Brts de a 4 - Usado para indicar o numeio do SprKe oxcedenie; 

Bit 5 - IndicadQi deeoloao de Sprites (C), 

Brt 6 - Usado pata indjcar a existencia de Sprites excadentes (55): 

BH 7 - indicador de inleiiupi;ao. A cada inlBrrjpgao do VDP este bit e selado. 

Este bri a analiaado pnncipajrnente pela roTina de Intarprata^ao 

de teclado para aaber se foi cliamada por uma Interrupi^aa do 

VDP do l.po lEO (F); 
Bit - Indjcadof de pnleiiiiptjao do lipo lEI (FH). 
Bitsde 1 a5-Numerode identFrica^o Bo lulSX VIDEO (100): 
BH B - SB a lightpen esliver alivB. BSle bil cortrola se o contalo esta 

alivo ou nac. 5e □ mouse es live r alivo. esle conlmla obolao ? 

(LPS), 
Bil 7 - Se a ligMpen estiver lecebendo sinal luminoao, esle bit sera com- 

parado com IE2 a se ambos estiverem setados sera enviada 

uma ordem para tiabiJilap a jrlerrupi^ao de leilLra para a 

lighlpen (FL) 

Bit - Ouando 1 , o VDP esia execulando um comando de hardware. 

Ouando 0. □ VDP esIa iivre (CE): 
Bil 1 - Indica em qua! dos barcos de 64Kb da VRAM o VDP deva Irabalhar 

(EO 0=bancoO. libancB I). 



8il Z - Sempra 1 : 

Sir 3 -Sempra 1: 

Bit 4 -Indicadar de tesultado do comando 5RCH. (BO. O^pedido naoen 
cenlrado. 1 =pedido enconlrado). 

Bil 5' DurarAte a interrupc^Bo IE I esle brt esta setado (HR): 

Bit 6 - Durante a irterrnpgao lED esle bit esta selado (VR): 

Bit 7 - Qjando esle hrl esta setado. indica que o VDP esia pronto pars 
tlansfer^ncia de dados (TR jsado peJos comandos de 
hardware) : 

5jV3: Ouando a yig/i^en estiver alFva. esle registrador guarda a parte baixa 
(LOV^ ria coordenada X do ultimo ponio deleclado Ouande o rnouse 
eGliver ativo. este indica a parte baixa da coordenada X aluai desle. 



smo: 



S#4: 



SW5: 



S#6: 



se?. 



SHS: 



S09' 



□jando a lighlpen estiver allva, este regislradoi guarda a paile alia 
(HIGH) da coordenada X do lillimo ponIo detectado. Ouando o mojse 
, estiver alivo, este indica a parte alia da cooidenada X alual desle: 

Ouando a f^fifpsn esliver ativa. esle reglslradorguarda a parte baixa 
(LOW) da caordenada Y do ijltimo ponio detectado. Ouando o imuss 
esliver alivo, esle indica a parte baixa da coordenada Y atual desle: 

Ouando a /^/tfparfsstiver ativa. esle regrslrador guarda e parle alia 
(HIGH] da coordenada Y do ultimo ponio deledado Ouando o mouse 
estiver alivo. esle indica a parte aha da coordenada Y atual desle. 

Este regislrador serve apenas para Q comando POINT. Nele reloma a 
cor do ponIo selecionado. 

Regislrador de uso exclusivo do comando SRCH Nele retorna a parte 
baixa (LOW) da coordenada X da cor enconlrada. 

Regislrador Iamb6m de uso exclusivo do corrianda SRCH. flele retorna 
a parte alta (HIGH) da coordenada X da car ancontiada; 





HI-TOP MSX CLUB 










r.^-7'*rA^->'j. r^-i'i..r^p 






O HI-TOP MSX CLUB e urn clube c 
mercado dos micros MSX no Brasi 
ou simplesmente que ajudar o MSX i 

HI-TOP MSX CLUB 

iiua Emilio Andrelli, 163 

CEP 13.610-000 - Leme - Sao Paulo 


riado com o objetivo principal de incentivar 
1. Se voce tern alguma ideia, sabe programar 
1 se reerguer, basta escrever para: 

Q-707 - BL "A" - ap. 106 - Cruz Novo 
CEP 70655-071 - Brasilia - DF 


10- 


CPU MSX N» 34 





1^ CLASSIC ik 



FONE: 

(Oil) 875-4644 



solicite 

catAlogo 
completo 



SOFT 



ENDEREQO: RUA JOAO CORDEIRO, 495 

FREGUESIA DO 6 - SAO PAULO - CAPITAL 

CEP 02960-000 



ADQUIRA SEUS PROGRAMAS POR SEDEX A COBRAR 

voce FAZ O PEDIDO POR TELEFONE OU POR CARTA E SO PAGARA AO RECEBE-LO NO CORREIO 
TEMOS PROGRAMAS PARA MSX, AMIGA E PC XT/AT 



COMOADQUIRIRNOSSOSPRODUTOS. PE?A POR TELEFONE OU RELACIONE EM UMA FOLHA DE PAPEL OS 
PRODUTOS QUE DESEJAINDICANDOOC6dIGOEO NOME DOS PROGRAMAS. REMETEREMOS SEU PEDIDO 
EM 3 DIAS UTEIS A LISTA ABAIXO E DE PROGRAMAS PARA O MSX 



coleqAo 1 

ANIMAL WAHS, BANK PANIC, ATLETIC 
LAND. GROGS REVEND, SPIRITS. 
HUNDHA 

COLEgAO 2 

THEXDER, THE GOOMIES, RAMBO 1. 

pippols, eggerlano, mistehv, 
lazy jomes 

coleqAo 3 

FROGGER. EL MUNDQ PERDIDO. THE 
CASTLE T, WONDER BOY, ALE MOE, 
INDIANA JONES 

COLEgAO 4 

GUN FRIGHT. GOODY, K VALLEY. □■ 
BERT, COSA ^JOSTRA ULTRAMAN 

COLECAO G 

ALPHA ROIO. EXemON, ZORN 1. 
BOSCONIAN, LUTA LIVRE. VOLLEY 
KONAMI, AMERICAN TRUCKS 

COLECAO 6 

NINJA 1. ROLLERBALL. MAX SINUCA. 
ZANAC 1, HYPER RALLY, TWIN BEE 

COLEpAO 7 

WEST. PATRULHA LUNAR, GHOST 
BLISTER. ELEVATOR ACTION. 
PADEIHO MALUCO. TENNIS KONANl 

COLEgAO 9 

BOXING KONAMI. GOLF KONAMI. 

hyper sports 2. soccer konami. 
basquete, bmx simulator 

coleqAo 13 
north helicopter. ace of aces. 
f.15 strike eagle, spttfire 40, the 
train game, flight path 

Coiegao no dlBCD SV. - Cri GO. COO, 00 
Cole;3o no aisco 3V> - CrS 90.000,00 
Ha compra de lOcolscoes, ganhe um ^ 
Qrdtls com o disco. 



PROGRAMAS PARA MSX 



JOGOS ESPECIAIS 

BATMAN THE MOVIE 
OS INTOCAVEIS 
CHASE HO (COMPLETO) 
AFTER BURNER 
GREMLINS 2 
DOUBLE DRAGON 2 
EROTIC SHOW 
PORN6 AMIMADO 1 
PORN6 ANIMADO 3 
OPERATION WOLF 

JOGOS PARA MSX 1 
NORMAL 

MEGA PHENIX (4 POR DISCO] 
AUTOCRAS 
ZONA 
GENGIS KHAN 
SPACE COMBAT 
TARTARUGAS NINJA 
SUPER MARIO BROS 
CONTINENTAL CIRCUS 

JOGOS PARA MEGARAM 

33 - HYD LINDE 2 (MSX 11 

3J- DRAGON SLAYER IV 110) [MSX1) 

35 - MITSUME (MSX 1] 

36 ■ MALAYA (IDJ [MSX 2) 

37 ■ GIRLY BLOCK (1D1 (MSX 21 

38 - ANIMAL WARS 2 (ID) (MSX 2) 

39 - AMERICAN SOCCER (MSX 2) 

EOUCATIVOS MSX 1 

All . CURSO DE BASIC 
A12 - CURSO !• E 2' GRAUS 
A13 - CURSO 1' E 2' GRAUS 2 
A34 - O PC ETA 

017 - CURSO DE INGlES 

018 - CORPO HUMANO 1 

019 - CORPO HUMANO 2 

063 - PAlSES DA AMERICA 

064 - PAlSES DA EUROPA 



PREgOS AMIGA: 

JOGO: CrS 35.000,00 

DISCO ZVz = Cr$ 65.000,00 

MAIS DESPESAS POSTAIS Cr$ 80.000,00 



BANCO DE DADOS MSX 1 

037 - DATA BANK 
16S - IDEA BASE 
19S - HOT DATA 

072 - MALA DIRETA 
190 ■ MALA DIRETA 3 

073 ■ MALA POSTAL 

LINGUAGENS 

AOB - COBOL 
A33 ■ MUMPHS 
A55 . TURBO PASCAL 
A08 ■ PROLOG 
006 . ASSEMBLER 

009 - BASCOM 

010 ■ BASIC CP 

060 . HOT ASM 
063 - LISP 
069 - LOGO 

076 - MBASIC 

PLANILHAS MSX 1 

089 ■ PLANILHA ELETRONICA 
100 ■ SONY CALC 
157 . HOT PLAN 
15B - MSX CALC 
A33 . MULTIPLAN 

EDITORES DE TEXTO MSX 1 

061 ■ HOT TEXTO 
063 - IDEA TEXTO 
003 - SCED 

A;9 - MSX DUAD 

077 . MSX WORD 1 8 
179 ■ REAL TEXT 
A30- MSX WORD 3 
A31 - MSX WRITE 
A35 - PRINT XPRESS 

AS7 - WORD STAR 40 COLS 
A5a - WORD STAR 64 COLS 
ASS - WORD STAR 60 COLS 



EDITORES GRAFICOS MSX 1 

019 - CHEESE 

□ 3H - DESIGNER PENCIL 

003 - DRAWN a PAINT 

007 - EDDY 2 

048 - EDITOR DE SPRITES 

056 - GRAFICOS 2D 

057 - GRAFICOS 3D 

058 ■ GRAPHIC ARTISTIC 
05B . HOT ART 

082 - NEW ART 

090 . PRINT LAB 

099 . SISTEMA GRAFICO 

103 - SPRITE MAKER 

117 - CARTOON 

158 - GRAFICO DE BARRA 

181 - QUICK DRAW 

193 ■ DYNADATA 

204 - ARTVISION 

A02 - CAD CAM MSX 

A19 - GRAPHIC MASTER 

A30 ■ GRAFICOS COMERCIAIS 

EDITORES MUSICAIS 

076 - MASTER VOICE 

079 - MUSIC STUDIO 

050 - MUSIX 

097 - SINTETIZADOR TALKER 

101 -SOUND MSX 

lOfl - SUPER 3YNTH 

113 - VOX 

110 -WHAM MUSIC BOX 

118 - COMPOSITOR 
143 ■ PSG 

148 - MUSIC HALL DEMO 
168 - CAIXA MUSICAL 
A556 - VIDEO HITS (»»] 2 [3D1 
A90 -PLAY BACK DEMO 

DISCO 5V, = CiS 30 000.00 
DISCO 3'/i = CrS 85 000,00 

+ DESPESAS POSTAIS Crl BO 000.00 



PREgOS MSX 

JOGO: CrS 30,000,00 

QUALQUER PROGRAMA 

MAIS CORREIO Cr$ 80.000.00 



^g^^Temos mais de 1500 titulos, sempre as ultimas novidades 



ALIEN GREED 2 (1 MEGA ) (PB) (2D) 

ANOTHER WORLD 2 (FLASH BACK) 1 MEGA) (PB) (4D) 

BEST OF THE BEST (PANZA KICK BOXXING 2) (2D) 

CURSE OF ENCHANTIA [1 MEGA) (PB) (■ID) 

STREET FIGHTER II (1 MEGA) (PB) (4D) 

GOBLINS 2 (30) 

JOE 4 MAC (PH) [3D) 

PUTTY (3D) 

THE SECRET OF MONKEY ISLAND II (11D) 

TOMATO (PB) (2D) 

WESTLEMAMA 2 (PB) (3D) 

MAQUINAMORTIFERA III (1 MEGA) (ID) 



NIGEL MANSELL GP (2D) 
GLOBAL EFFECT (3D) 
FIGHTER DUEL (2D) 
RAIL ROAD OF TYCON (20) 
X-PILOT (P5) (ID) 
SUPER SEYMON (ID) 
DISCOVERY (2D) 
SHADOWWORLDS(2D) 
METAL LAWN (PB) (ID) 
ASSASSIN (1 MEGA) (PB) (2D) 
SYRYX (2D) (PSVGNOSIS) 
SPACE SHUTTLE (ZD) 



LOTUS III (2D) (1 MEGA) 
TETRIS PRO (PB) (ID) 
WILDWHELLS (1D) 
CAPTAN DYNAMO (PB) (ID) 
MC DONALD'S LAND (PB) (ID) 
PIMBALL FANTASIES (PB) (3D) 
PREMIERE (PB) (3D) 
FIRE AND ICE (2D) 
TRODOLERS (ID) 
200L (2D) (1 MEGA) 
PAPER BOY 2 (ID) 
AQUATIC GAMES (ID) 




TIGO 



Compactadores 



Tecnicas e programas 



Miguel Freitas 



INTRODUI^AO 

A crescente necessidade de se arma- 
2\jz.er\ar informa^oes nos computadores 
faz com que constanlemente sejam de- 
senvolvJdos novos disposjtvos de arma- 
zenamento de dados. Acompanhando 
esta evoluqao, os programadores sempre 
desenvolvem novos programas que con- 
seguem economizar espaqo nos discos. 
Esses "milagrosos" utilitanos sao os cha- 
mados compactadores, 

Quem pensa que um disquete de 
720 Kbytes so pode center 720 WDytes 
esta enganado.. Quero dizer, em parte! 
Sempre ha uma maneira de tornar este 
espa?© "maior". Existem programas que 
conseguem colocar dois, tres e ate quatro 
discos em apenas um, uttlizando varios 
maceles. 

Se voce acha que isso e privilegio dos 
usuarios de oulras maquinas como o PC, 
vou mostrar que nao e verdade. Embora 
seja uma tareta que precise de mem6ria e 
velocidade, o MSX pode compactar e des- 
compactardados, sim! 

Atualmenie ja existem varios compac- 
tadores para o MSX, alguns deles criados 
para o MSX, como o Master Cruncher, e 
outros trazidos do CP/M. Os usuarios de 
modem utilizam muito estes programas 
como uma forma de diminuir o tamanho 
dos arquivos, tornando a iiga^ao telefonica 
manor e consequentemente mais barata, 

Vou tenlar explicar um pouco da teoria 
dessas tecnicas. 

Run -Length 

Compactagao por repetigao. Nesta tecni- 
ca, que e a mais simples, os dados sao 



compactados quando existe a repetiqao 
de bytes, ou seja, se o programa enconlra 
vinte letras "A" em um texto, ele pode 
substituir isto por algo como "20A", Quan- 
do o programa estiver descompactando o 
arquivo, para que este possa ser lido de 
maneira normal, ao encontrar um codigo 
'20A" ele sabera que no arquivo final isso 
devera ser substiluido por vinte letras "A". 
Esta tecnica de compactaqao, embora ex- 
tremamente simples, 6 muito facil de ser 
implementada e pode ser muilo util na 
compactai;ao de desentios que possuem 
muitas repetiQoes de cores, Este metodo 
j6 fol utilizado nos Winchesters de PC (os 
RLL) para aumentar a capacidade de ar- 
mazenamento. 

Lempel-Ziv- Welch (LZW) 

Esta tecnica, desenvolvida por trSs pes- 
soas. e muito utilizada atualmente, conse- 
guindo um desempenho muito melhor que 
a Run-length. Aqui, a compactai^ao e feita 
com a repetiqao de peda^os em um arqui- 
vo. Veiamos o exempio deste texto: 

"A voz preguigosa, com sua inllexao li- 
geiramente itonica, despertou muitas 
lembrangas de Van Aldin. Ele tinha 
charme - sempre livera charms. Ele ob- 
sen/ou atentamente o genro." (Agatha 
Christie) 



poderia ficar: 

"A voz pregui9osa, com sua inflexao li- 
geiramente ironica, despertou m*tas 
*mbran5* ' V* Aldin. E" tinha char* - 
sem* 've* '. * obs*u at*a* o genro." 



No lugar dos asteriscos o compactador 
colocaria algum codigo para informar algo 
como "este trecho ja existe na tabela no 
lugar X", economizando desta forma va- 
rios bytes, sem perderas informagoes. 

Como vocg deve ter percebido, quanto 
maioreotexto, melhor pode sera compac- 
tagao com esta tecnica. A medida que o 
compactador vai lendo o arquivo, vai mon- 
tando uma tabela com o que ele ja conbe- 
ce e sempre procura se os novos dados 
existem nesta tabela. Com um arquivo 
grande, o compactador tera um "vocabula- 
rio" de trechos do arquivo bem rico, Esta 
tecnica e utilizada, por exempio, nas telas 
9r^ficas",QIF"doPC. 

Huffman 

Esta tecnica tambem e muito uClizada 
atualmente nos mais diversos compacta- 
dores, Embora seja uma tecnica de "dCHS 
passos" - ou seja, hS a necessidade do 
arquivo ser lido duas vezes -, esta tecnica 
pode ter um desempenho muito bom. 

A tecntca consiste em criar sequencias 
de bits de tamanho variavel no lugar dos 
codigos normals de 8 bits. Se o arquivo a 
sercompactados6possuirc6digos ASCII, 
cada byte ocuparia apenas 7 dos B bits, 
possibilitando uma economia real de 
1 2.5%. Se voce quiser utilizar apenas le- 
tras maiusculas no arquivo, voce usaria 
cerca de 100 dos codigos ASCII de a 
255. Assim pode-se economizar 40% do 
arquivo, caso os bits nao utilizados forem 
aproveitados por outros caracteres. O 
Huffrnan pode, por exempio, armazenara 
letra "a" [a mais utilizada na lingua portu- 
guesa) em apenas um bit: "T. economi- 



PE(.'A CATALOGD gratis 1>0K 
CARTA OU TELEFONE. 
,\TENDEMOS TODO O BRASiL! 

OUTROS SERVICOS 
EM PC 

■ Diglta^ao ilc teitos 

• Mala Direta Arte Final 

• Scaneamcnto de imagcns 

■ Marcas c Logatipos, Folhctos, 
Catalugos e Apottilas 




saFTNEW informAtica 

RUA MIGUEL MALOONADO, 173 

JARDIM SAO BENTO ■ CEP 025;4-05D 

SAO PAULO . SP 

TEL FAX: (011) 858-1527 

ATENDEMOS DE SEGUNDA k SEXTA DAS 9 QO AS 
17 30, E AO sABADOS DAS 9 00 AS 13 00 



SUPER PROMOPAO: 



MSX 1 E 2 

JOGOS/APLICATIVOS/UTILITARIOS 
VALIDA para GRAVAgAO EM DISCO. 



12 -CPU MSX N^ 34 



Mrtigo 



zando assim 87,5% do espaijo normal da 
letra "a ", 

Para decidir como proceder a compac- 
taqao, o compactador vai pnmeiro ler todo 
o arquJvo, contando quais sao os bytes 
mais usados. Apos isto, ele vai mortar 
uma especie de tabela com os codigos 
binarjos de cada byte. Esta tabela sera 
gravada no arquJvo destino para uma pos- 
terior descompactaqao. Enlao o compac- 
tador voltara ao inicio do arquivo e cada 
byte novo sera transformado em uma se- 
quencia de bits com urn tamanho variavel, 
que sao gravados no arquivo, 

Pode acontecer que um arquivo fique 
maior do que era. Isto ocorre quando o 
arquivo original usa muitos bytes diferen- 
tes e com poucas diferen^as entre as fre- 
qu^ncias de bytes, 

O QUE EXISTE PARA O MSX 

Podemos separar os compactadores em 
dois tipos: os que geram arquivos aulo- 
descomp active IS e os que compactam o 
arquivo para armazenamento que, para 
ser utilizado, deve pnmeiro ser descom- 
pactado com oulro programa paraestefim. 
O primeiro tipo e amplamente utilizado 
nos micros IBM PCs, em programas como 



o Stacker que deixam lodos os dados com- 
pactados no disco e qualquer acesso que 
sejafeitoaelepassaporum compactador 
ou por um descompactador, Este tipo de 
programa pode gerar alguns problemas 
para o usuario, mesmo no PC onde os 
programas costumamutilizar as rotinas do 
DOS para acessar o drive ou o HD, No 
MSX, onde cada program adorlaz sua pro- 
pria rotina de acesso ao drive, indo direta- 
mente no tiardware, este tipo de compac- 
tador nunca funcionaria para todos os 
programas. For isso, so contiego dois pro- 
gramas que tazem algo do genero: o Mas- 
ter Cruncher e o PMARC que falarei adian- 
te. 

O Master Cruncher foi desenvolvido 
para o MSX e possui toda uma apresenta- 
gao grafica que o micro merece. Nao obti- 
ve inlormaQoes quarto ao metodo utiliza- 
do na compacta^o, mas a julgar pelo 
baixo desempenho na compactagao de 
textos, imagine que sejao Run-Length. Ele 
possui opqoes para compactar e descom- 
pactar arquivos e e acompantiado tambem 
de dois modules ".BIN" e ".COM" que, se 
carregados antes do programa, podem 
descompacta-lo automaticamente quando 
for executado. Este programa 6 muito util 
com telas gr^ticas (como as do Graphos 



3) que podem ser chamadas pelo Basic, 
ocupando menos espaqo em disco, mas 
sem perder as imagens. Nao inclui os re- 
sultados dos testes com o Master Crun- 
cher porque alem das taxas de compacta- 
qaoserem muito baixas, elenaofuncionou 
corretamente no meu drive de 720 Kbytes. 
Entre os compactadores do outro tipo, 
no qual os dados precisam ser descom- 
pactados por um programa antes de se- 
rem utilizados, existem diversas opqoes 
para o MSX, 



SQUEEZE 

Este compactador, trazidodo CP/M, utiliza 
o metodo Huffman. Apesar de nao apre- 
sentar taxas de compaclagao muito boas, 
OS tempos de compactagao e de descom- 
pactagao ficaram entre os melhores. Pare- 
ce ser o mais antigo compactador para 
CP/M-foifeitoem 19S4. 

Os arquivos do programa sao 
SQ111.COM eLISQl20 COM, para com- 
pactar e descompactar, respectivamente, 
Os arquivos compactados no SQUEEZE 
ficam com um Q no meio da extensao. Por 
exempio, COM vira COM, LNK vira LQK e 
assim pordiante. 






COLEpAO 1 

HAMMER BOY1, AFRI- 
CAN TRAIL, CHUMY, 
OS INTOCAVEIS, ME- 
GA PHOENIX, ZONA 



COLEQAO 2 

HAMMER BOY2. FROG 
.GALF.GENGISKHAN, 
THE MAZE. MOUN- 
TAIN BIKE RACER 



COLE?A0 3 

AUTO CRASS, FINAL 
WAR , T ARTARUGA NlfJ- 
JA, WINTER HAWK, SU- 
PER MARIO BROS 2 



APLICATIVOS PROFISSIONAIS 

DESKTOPS, PLANILHAS, BANCO 
DE DADOS, EDITORES GRAFICOS, 
PROGRAMAS PARA ABERTURAS 
DE ViDEO, FOLHAS DE PAGAMEN- 
TO, E yUlTOS 0UTR03, 



COLECAO 4 

TEST DRIVER 2. SAR, 
SITOPONS, SAINT 
DRAGON, SPACE 
COMBAT 



COLEgAO 5 

HYPER SPORTS 1, HY- 
PER OLYMPIC 1, HY- 
PER RALLY, MUTANT 
ZONE, QCERT, HERO, 
FOOT VOLEY 



COLECAO 6 

ROLLER BALL. FREDDY 
HARDEST 1, RALLY X. 
OHMUZ, SATAN 1, 
HYPER SPORTS 2 



JOGOS MSX 1 ESPECIAL J 

CALIFORNIA GAMES, BAR- 
BARIAN 2, RUNNING MAN, 
SHtNOBI, 1942, SUPER LAY- 
DOCK, TOUR 91 , BARTMAN2 



COLECAO 7 

HYPER OLIMPIC 2. 
ROAD FIGHTER, KING'S 
VALLEY, KNIGHT MARE, 
HOSTAGES, GULKAVE 



COLEQAO 8 

HYPER SPORTS 3, 
FISCAL DEESTOOUE, 
FRAME, TIME PHOT, 
TETRIS.TENIS 



COLEgAO 9 

TANK BATALLION, 
SOCCER, SATAN 2, 
RAMBO 1. ASTRO MA- 
RINE CORPS 2 



COLECAO 10 

CAPITAO TRUENO 2, 
PACMAN. PING PONG, 
PITFALL 2, DAMAS. 
ANIMAL BASKET 



COLEQAO 11 

CAPITAO TRUENO 1, 
CASTLE 1, CIRCUS 
CHARLIE, CANNON 
FIGHTER. BILHAR 2 



SOLICITE 

CATALOGO 

GRATIS 



FAQA SEU PEDIDO POR CARTA OU TELEFONE. REMETEMOS SEU PEDIDO 2 DIAS UTEIS NO MAXIMO 
CASO QUEIRA COMPRAR TODOS OS JOGOS OU APLICATIVOS MSX1, GANHE 50% DE DESCONTO. 
MSX FORgA - Rua Pedro Americo. 378/07 - Catete- CEP 22211-20Q-Riode Janeiro- RJ-Tel.: (021)265-9265 



CPU MSX N^ 34- 13 



Mrtigo 



GEL CRUNCHER 

Este lamfaem veio do CP/M e 6 utilizado 
pelos usuanos tie modem ha muito tempo. 
Nao consegui descobhr o m6todo utilJzado 
por ele. O tempo de compacta<;ao e de 
de scorn pactaqao e mui to bom , informando 
sempre sobre o andamento da compacla- 
gao Os arquivos sao CRUNCH.COM e 
UNCR COM 

Os arquivos compactados pelo 
CRUNCH assumem um Z no meio da ex- 
lensao, como um DZC, de DOC. 



SHRINK 

Este compactador foj obtJdo atraves de um 
tonte em C que compilei no MSX. ^ um 
compactador LZW puro. com um sjstema 
bem simples de detecqao de erros. Como 
foi fetto em C, o tempo de compacta^ao e 
de descompactagao e absurdamente alio 
A laxa de compressao no entanto ficou 
bem proxima a do GEL CRUNCHER. Os 
resultados dos testes deste programa fo- 
ram omitidos, embora ele consiga uma 
taxa de compressao tdentica a do ARK 
[que segundo a propria documentagao 
usa tambem o metodo LZW), os tempos 
de compactaqao sao trSs vezes maiores 
que OS do ARK. Acho que ele so vale 
mesmo para fins didaticos, por Isso se 
alguem quiser os lontes, e so entrar em 
contato comigo aft^aves de CPU. 

ARK/UNARC 

Outre compactador de CP/M, compalivel 
com o ARC do PC, que obteve uma taxa 
de compressao Igual a do SHRINK. Se- 
gundo documentagao do programa ele 
tambem utiliza o metodo LZW. A principal 
vantage m deste para os outros compacta- 
dores e que ele permits a compactai;ao de 
varies arquivos em apenas um, sem ne- 
cessidade de um "linker" para fazer isto. 
Na hora de descompaclar, o usuano pode 
selecionar os arquivos desejados. Os ar- 



quivos sao ARK.COM, que compacta ar- 
quivos gerando um "ARK", e o 
UNARCCOM, que descompacta arquivos 
".ARK" e "ARC" (do PC). Uma odservagao 
quanto ao UNARC: A versao analisada por 
mim apresentou alguns problemas na des- 
ccmpressao de pacotes com muitos arqui- 
vos, lalvez por alguma incompatibilidade 
entre o MSXDOS e o CP/M onde ele foi 
desenvolvido. 

LZH CRUNCHER 

Este compactador 6 bem recente. Foi de- 
senvolvido para CP/M a partir de tontes em 
C que toram distnbuidas pelos autores do 
programa original, Haruhiko Okumura e 
Haruyasu Yoshizaki. O metodo e chamado 
de LZHut, que e o LZSS [??) do Okumura, 
modificado pelo Yoshizaki para lambem 
fazer o Huffman, Nao obtive maiores infor- 
magoes sobre como seria este novo meto- 
do, pois ainda nao consegui esses fontes 
em C, mas imagine que o LZSS seria uma 
evolugao do LZW, ou uma evolui;ao da 
ideia dos dois pnmeiros autores do LZW, 
LempeteZiv. 

Quanto a taxa de compaclagao, e mui- 
to melhor que a do GEL CRUNCHER e, 
segundo o autor do programa, poderia ser 
usado ate para compactar arquivos ja 
compactados no GEL CRUNCHER Os 
resultados mostraram que ele consegue 
cfiegar bem proximo ao ZIP, com a vanta- 
gem de poder ser gerado no MSX. O ponto 
fraco dele e a velocidade, pois e muito 
mais lento que os outros programas. Os 
arquivos do programa sao CRLZH COM 
(compactador) UCRLZH.COM (descom- 
pactador) e um TYPELZH.COM (visualiza- 
dor, opcional) Apds compactar um arqui- 
vo no CRLZH ele fica com um "Y" no meio 
da extensao. Segundo informa^bes que 
me foram passadas por quern trouxe este 
programa para o Brasil, ja existe uma nova 
versao superior a essa versao 1.1. Vamos 
aguardar e ver como ficou o programa. 

Uma caracteristica importante do LZH 
CRUNCHER e que seu descompactador 



Taxa de compressao - Arquivos Texto 






III III 

7i\ uh m 



crDii rrinTi prrarr 



Taxa de compressao - Arquivos OJnarios 



1 ISk 
B97v. 








• TSK 






tin K» 


■ fcZK. 






Si iS! 1 


m'J'fX- 


1 


■i|3 


Ml 


■ 1 gr.- 




III 


t. gg ES. 



ll7l» CFUnctl ITT'BPI 



Tempos de Compacta^ao 



i 



I 



f*l:1i J*ltii pmrnrc 



Tempos de Descompactagao 



5f 

rv ST 

o 

S" 



I 



liill 

■ i H? I?; 



uncrln incTvidi pnei: tnsri 



^^t^^(C(i>C< NEWSTAR MSX LTDA ;VtV.,\.> JV 

PERIFERICOS - MODEM - DRIVES - CAPAS - MEGARAM - CABOS - LIVROS - REVISTAS 
- IMPRESSORAS PC/MSX - COMPRA VENDA E TROCA DE COMPUTADORES - PC 
AT286 - DISCOS 5 1/4 E 3 1/2 - FITA K-7 - INTERFACE - JOYSTICK - TECLADOS - ETC 

PROMOQAO COMPUTADORES LINHA MSX 
PROMOQAO CPU-TECLADO 1.0 / 1.1 / PLUS / DDPLUS / 2.0 

t; R.VVACAO JOCOS EM DISCO P/MSX Of PC 

siMPLts CrS in.noo.oo TEMOS JOGOS EM FITA K-7 CONSULTE DE SEG./DOMINGO 

ESPECIAL C'rS l?. 000. 00 

MEGAR.Wl frS 15 000.00 

PC APLICATIVO CrS 60 000,00 Td.: (0! 1 ) 41 8-8538 - CEP 09870-000 ATK 21 .00 

Jdtms t'C CrS 25 Oot),oo Av, Taboao, 27(10 C-57B - [J. Suisse - SBC - St' 



14 -CPU MSX N' 34 




(UCRL2H) tambem descompacla arqui- 
vos gerados pelo GEL CRUNCHER e pelo 
SQUEEZE. 

LHRD 

A partirdo mesmo fonte utilizado para criar 
o LZH CRUNCHER, foi elaborado, tam- 
bem para CP/M, o descompactador do 
LHARC do PC. Este descompactador, no 
entanto, esta restrtto a uma versao mufto 
aniiga do LHARC, sendo dificJI enconlrar 
arquivos que tenham stdo compactados 
nesta versao (1.1). 

Como eu mesmo nao enconlreJ arqui- 
vos nesta versao. nao fiz nenhum teste de 
temportaxa de compressao com este pro- 
grama Nao e um programa muito utjl, ja 
que o PMEXT (vislo adiante) pode des- 
compactar arquivos do LHARC, mesmo da 
versao mais recente. 

UNZIP 0.99 

Esta versao estranha do UNZIP foi criada 
para CP/M e parece ser compativel com o 
PKZIP versao 1.1 do PC. Emborasejaum 
programa lento, escnto em C, ele pode ser 
muito Otil, pois o ZIP e urn padrao muito 
popular no PC e sua versao 1,1 ainda e 
mutto utilizada. Possui a mesma vantagem 
do ARK, ouseja, um arquivo '.ZIP", gerado 
no PC. pode ter vanos arquivos dentro 
dele e estes podem ser descompactados 
separadamente. 

Pelas informaqoes que obtlve, a cna- 
dora do ZIP do PC, a PKWARE. divulga os 
fontes apenas do UNZIP para estimular 
que seiam criados UNZIPs em oulros mi- 
cros. Por isso aparenlemente nao existe o 



ZIP para o MSX, mas segundo alguns 
conlatos de CP/M nos EUA e no Canad^ 
o ZIP 2.04 ja estaria pronto para CP/M. 
Esta versao, quefotlan^adarecentemente 
para PC, parece ser a que melhor compri- 
me OS arquivos. 

AparentementeoZIP 1.1 ebaseadono 
metodo Huffman, mas nao obtive qualquer 
confirmaQao "oficial" a respeito disso. 

Os arquivos que compoem o UNZIP 
0.99 sao UNZIP.COM, EXPLODE.OVR, 
UNSHRINK.OVR e UNREDUCE.OVR, 
sendo estes overlayschamadosdeacordo 
com o metodo utilizado na compactaqao. 



UNARJ 2.30 

Este programa eu mesmo adaptei para o 
MSX atraves alguns fortes. Por ser um 
programa totalmente escrito em C, e muito 
lento e infelizmente so roda em micros 
MSX2 (ou superior) ou em um MSX1 com 
Megaram (estou preparando uma versao 
para Memory Mapper). Isso porque, por 
ser um padrao bem sofisticado, baseado 
no metodo Huffman e com algumas me- 
Ihonas, precisa de mais de S4 Kb de RAM 
A taxa de compressao do ARJ 2.30 e 
melhor que a do ZIP e do LZH. 

O ARJ tambem pode colocar vanos 
arquivos em um so e o UNARJ do MSX 
pode selecionar os arquivos que devem 
ser descompactados. O programa e com- 
posto de apenas um arquivo, o 
UNARJ.COM. Ahl So para justificar os 
tempos obtidos nos testes, como nao ter- 
minei a versao para Megaram, tive que 
testar com a versao para VRAM, onde o 
acesso e mais lento do que na Megaram. 



Aposlo que a versao para Megaram sera 
mais rapida do que o Unzip! 



PMARC/PMEXT 

Este compactador/descompactador. que 
consegui pouco antes de fechar o artigo, 
foi realmente a grande revelaqao. Eu, que 
ja utilize compactadores ha um bom tem- 
po, ao testar este programa, achei fantas- 
tico. De autoria do japones Yoshihiko 
Mino, este programa obteve um taxa de 
compressao praticamente identica a do 
ARJ 2.30. Pelo que pude observar, o pro- 
grama parecer ulilizar o mesmo algoritmo, 
talvez melhorado. do LHARC versao 2, 1 3 
do PC. Este programa pode empacotar 
varios arquivos em um so. como o ARC, 
gerando umaextensao PMA. 

J^ o PMEXT (descompactador) pode 
descompactar '.PMA", ".LZH' (do PC) e 
■ COM". Talvez oleilortenhaestranhadoo 
" COM", mas ai esta uma das novidades 
deste programa: ele pode montar arquivos 
"self -extract", ou se|a, autodescompacta- 
veis - um arquivo que pode se descom- 
pactar, cnando varios outros' Assim vocd 
nao precisa usar sempre o PMEXT. po- 
dendo levar um programa para alguem de 
torma compactada sem precisar levar o 
descompactador! Alem disso, tanto o 
PMEXT quanto o arquivo '.COM" (self-ex- 
tract) podem executar um arquivo com- 
pactado sem precisar cria-lo em disco. 

Q unico inconveniente do 
PMARC/PMEXT e que, por ser um com- 
pactador bem complexo, a descompres- 
sao e execuqao de um programa se lorna 
um processo muito lento. 





COMUNICATION PROGRAM < 



CONHECA O MAIS CQMPLETO PROGRAMA 

DE COMUNICACAO JA DESENVOLVIDO PARA 

MODEMS DA LINHA MSX! 

PRINCIPAIS CARACTERISTICAS : 

PROTOCOLO XMODEM CRC / LISTA DE TELEFONES / 
DISCAGEM SEQUENCIAL PARA BBS / COMUNICAQAO COM 
MODO CHAT / RELOGIO SIMULADO MESMO EM MSX 1... 

Para adquirir esta maraviiha, envie cheque nominal no 
valor de (DC)US 10,00 a Hermano B. V. de Freltas Fliho. 
endere?ado a BONUS RIO EDITORA LTDA. Coixa Postal 
11750 Cep 22022-970 Rio de Janeiro - RJ 
Especlfique a marca do seu MODEM CDDX ou TELCOM). 
Para Disco de 3 1/2 Inclua CDC)U$ 1.00. Converta os 
volores para Cruzeiros no dia do envio do seu pedido, 



CPU MSX N^ 34- 15 




O PMARC possui dois modos de ope- 
raqao: o normal e o de alta velocjdade 
(opgao /H). No modo de alta velocidade, 
em bora obtenha-se urn a taxa de compres- 
sao um pouquinho menor, tica cerca de 
1 5% mais veloz. Veja a tabela de compa- 
ra^ao de velocidade dos compactadores. 
No pacote do programa vem ainda um 
"concatenador'dearquivoscompactados, 
e alguns arquivos de documenla^ao... em 
lapones (alguem quertraduzir?). 



ARQUIVADORES 

Para poder compactar v^rios arquivos em 
um so, em programas como o LZH CRUN- 
CHER, foram criados alguns "arquivado- 
res'.Oamaisutilizadossaoo LINKER, que 
trabaiha com um formalo propno, desen- 
volvido por Darci Marcondes Filho, e gera 
um arquivo ".LNK" com os arquivos esco- 
Ihidos e o LBR, um padrao muJto utilJzado 
no CP/M. 

Para montar um LBR existem vanos 
programas, como o NULL). O arquivo 
"INK' pode ainda ser compactado, mas, 
se for precise retirar apenas um arquivo do 
LNK, sera necessano descompactar o ar- 
quivo inteiro e reticar todos os arquivos do 
pacote. Ja no LBR, os arquivos devem 
entrar no LBR ja compactados. Dessa for- 
ma, e possivel selecionar apenas um para 
descompacta^ao (nada impede o usu^no 
de compactar um LBR |a montado, mas 
isto naoe comum), 

Alem destes programas especificos 
para alguns padroes, existem alguns pro- 
gramas como o LT29.COM que descom- 
pactam em varies metodos. O LT, pode 
descompactar arquivos gerados no 
SQUEEZE, no GELCRUNCHERe no LZH 
CRUNCHER, dentro ou fora de LBRs. 



CONCLUSAO 

Levando em conta os resultados de tem- 
po/desempenho obtidos nos testes e a 



operacionalidade dos programas, pode- 
mos dividi-los segundo sua adequaqao. 

O PMARC pareceu realmente ser o 
melhor Embora nao seja um programa 
muito rapido como o CRUNCHER, eletem 
uma taxa de compressao excelente, pos- 
sui recursos de arquivar varies arquivos 
em apenas um. criar "self-extracts" e dois 
modos de operagao. Como programa mais 
complete para o MSX ele merece uma 
alengao muito especial. 

O GEL CRUNCHER apresentou-se 
como um programa muito rapido e com 
uma boa efjciencla. Muito bom quando 
necessita-se compactar algo sem perder 
tempo. 



O Master Cruncher, embora apresente 
resultados balxos em taxa de compressao, 
e recomendadoparatelas, que nao podem 
ocupar muito espa9o e ao mesmo tempo 
devem poder ser visualizadas a qualquer 
momento. A vantagem dete em relaqao ao 
PMARC e que o arquivo pode ser raplda- 
menle des compactado. 

O UNZIP, o UNARJ e tambem o 
PMEXT podem ser muito uteis para trocar 
dados entre o PC e o MSX, com uma taxa 
de compressao muito afta. □ 



Miguel FmHas (em 14 anos e cursa a 8* sene do 1° 
grau E auTof dn programa de comunicai^o MSXANSI 
e pode ser erconlrado pelas BBSs da Fidonel no Hio 
da Janeirn 



LISTAGEM 1 



10 ' Programa exsinpla para demonstcar a 

utiliza^ao 
20 ' do m*todo Run-Length em arquivos t 
exto . 

30 ■ Para a revista CPU, por Miguel Fre 
itaa 
40 • 

50 ■ Para que haja uma boa redugao no t 
amar^ho, o arquivo 

60 ' deve conter repeCi^oes da bytea. c 
omo poc exempioi 

70 ' " ". 

SO ' 

90 MAXFILES=;iCLE 

100 PRINT "Run-Length para arquivos -te 

xto":PHIWT 

110 PRINT "1 - Compactar arquivo" 

120 PRINT "2 - Deacompactar arquivo" 

130 PRINT "3 - Ver arquivo compactado" 

140 PRINT "4 - Haaic" iPRINT 

150 PRINT "Escolha:-; :AS-INPUTS(n 

160 IF HS<"1' OR AS>"4" THEN HUN 

no IP ftS = -4" THEN ENO * 

180 IF RS='2" THEN JIO 

190 IF AS="3" THEN PRINTiLINB INPUT "No 

ma do arqulvo:"iNfiS:NBS="cEt:-:GOTO 330 

200 PRINT:LINE INPUT "Nome do arquivo f 

□ ntH :",-NAS 

210 LINE INPUT'Nome do arquivo daatino: 

"iNBS 

220 OPEN NAS FOR INPUT AS #1 

230 OPEN NBS FOR OUTPUT AS #2:CNT - 0:S 

S = ""!TE " 0:TS - 



240 IF EOP(l) THEN IF CNT = 1 THEN 300: 

ELSE GOTO 2 60 

250 TE - TE • J:AS=INPUT5(1,*1);IF AS = 

SS THEN CNT = CNT *■ 1 : GOTO 240 
260 IF CNT>2 THEN PRINT #2 , CHRS ( 255 [CKB 
S(CNT)SS;:TS = TE * 3iCNT = 1:S6 - ftSlG 
OTO 240 1' maximo de 255 repeti^oea (1 
byte) 

270 IF CNT=1 THEN PRINT |(I2,SS;:TE - TS 
* 1 

280 IF CNT^2 THEN PRINT #2,SSSSr:TS = T 
S + 2 

290 ES = ASiCNT = l:GOTO 240 
300 PRINT #2,SS ; :CLOSE!PRINT "Arquivo o 
riginal i"TE: PRINT "Arquivo compactado?" 
TS:PRINT "Total economizado : "TE-TS ! AS=1 
NPUTS(l) :RUN 

3J0 PHINTiLlNE INPUT "Nome do atquivQ £ 
onto!"iNftS 

320 LINE INPUT "Nome do arquivo destino 
:";NBS 

330 OPEN HAS FOR INPUT AS #1 
340 OPEN NBS FOR OUTPUT AS 1*2 
350 IF BOF(l) THEN PRINT: CLOSE; PRINT "O 
Kl":ftS=INPUTS(l|!RON 

360 A5-INPUTS[l,*l)lIF AS = CHRSI255) T 
HEN 380 

370 PRINT #2,AS;:GOT0 350 

380 G=RSC(INPUTS(1.*1)1!AS=INPUTS|1,#1) 
390 POR F = 1 TO G:PHINT #2 , AS i : NEXT :GO 
TO 350 



/v\^^^vy 



S.O.S. MSX 

A melhor Solugao 
ao Menor Custo 



Assistencia Tecnica 

Micros MSX e PCXT/AT 

Pefif6ricos: recupera5ao de drives, impressoras, monltores e terminals 
Servipos avulsos ou contratos {com garantia) 

Faga ja um orgamento e resolva seu problema... 
Ligue (011) 210-2288 (tel.) ou 211-3673 (fax) 

Av, Brigadeiro Faria Lima, 1766 - Cj. 91 - Pinheiros 
CEP 01452 - Sao Paulo -SP 



16 -CPU MSX N' 34 



nlsx BIT. 



Interface 
alternativa de I/O 



Adriano C. R. da Cunha 
Fernando Blanco 



AcredJto que, assim como eu, mujtos 
leitores de CPU nao conseguJram 
montar satisfatonamente o Projelo Hard- 
ware. Para contomar o problema, apre- 
sento aqui uma modesta interface de I/O 
para seu MSX. Possui oito canais de saida 
e seis de entrada (expansivel para vinte 
canals). 

Os canals de entrada utillzados sao os 
do joystick e para saida utilizamos a inter- 
face da impressora. Na figu- 
ra 1 esta o esquema do pro- 
jeto, 

A leitura das portas e feita 
com a funqao STICK e 
STRIG do Basic ou 00D5H e 
00D8H do BIOS, O envio de 
sinais e feito com um numero 
binario de oito digitos, sendo 
' para saida ligada e para 
desligada, via porta 91 H. O 
programa da listagem 1 ilus- 
tra eSte procedimento. 

Na figura 2 temos diver- 
sos cjrcuitos de sensores 
para serem utilizados pela in- 
terface, Caso o clfcuito utilizado 



nao necessite de alta corrente, pode- 
se usar a tonte do micro, caso contra- 
rio sera necessario o uso de uma fonte 
externa 

Quase todos os circuitos do Pro]e- 
to Hardware funcionarao {apenas os 
que usem menos de 7 ou 9 portas), 
bastando para isto algumas modifica- 
Qoes apenas. Q 



FIGURA 2 





■ AdnudordepoUflca 

■ Sosor ife calDT 

■ Sertotiihvt 
-SffitoribsiidiilKiti 

■ Smnrilrliii 

■ SffiaordtCalUdtlu 
-SconrikpcH 



FIGURA 1 




LISTAGEM 1 



10 CLSiPHINT'lnEerf ace 

altecnHtiva":PRIHTiAS="00000000":POKE 

6HFCAB,255 

20 INPUT'Ler ou EBCceVBr' :SS lIF ES='l-" 

THEN GOTO 60 

30 INPUT-Porta (l-S)",-P:INPOT"Seta cm 

ResHta"; SS 

40 HIDS(AS,9-P,1)-CHRSUB-(SS="S"|): 

A=VAX.("SB"*AS) 

50 OUT SH91,A:GOTO 10 

60 INPUT'Porta (1-6)";P:P=P->P-1;IF P<5 

THEN P^STIOKIP) 

70 IF P=5 THEM P-STRIGfl) ELSE IF P^6 

THEN P=STHIG(;) 

80 ftS (0 |='Betada" iAS( 1 j-'reBetada" iPBI 

NT"Porta "! 

90 PRINT AS(-(P-0)) jPBIBT:GCfTO 10 



iram^ [t^^o^ n^si 



DRrVE 5 1/4 

PLACA 80 COLUNAS 

MODEM DE COMUNICAQAO 

IHPRESSORAS 



- FORMULARIOS CONTINUOS 
. ETIQUETAS 

- D1SQUETES 5 1/4 E 3 1/2 
. JOYSTICK MSX 



- ARQUIVOS 

- CAPAS EM GERAL 
■ CABOS EM GERAL 

- FITAS PARA IMPRESSORAS 



Catafogo complete Cr$ 5.000.00, Atendemos todos os estados em 2^ ^oras via SEDEX Pa^^^ fazer seu pedido, 
envie cheque nominal com carta detalfiada para MSX-SOFT INFORMATICA, 




%Oft 



Maim RJ - Av 38 de Setembto 726 Lj 11D - VILA SHOPPING - HJ - CEP 20551 - TEL (D!!) 5?7.3«4 - FAX 234-0775 
■filial Curltiba Av 7 de SeWmbro 3 146 Lj 20 - SHOPPING SETE ■ CURITIBA - PR - CEP BOO'O ■ TEL (Wl) 232-0399 
Filial S3o Paulo Rua Luis Goes 1 466 3^2 e 3 - VILA MARIANA - SAO PAULO - SP CEP 04043 - TEL (Oil) 579-8050 



CPU MSX N^ 34 -17 






Este bichinho vai dar o que 
falar... Ou melhor dizendo! 
O que tocar... O que bater... 
O que voce quizer fazer com 
9 Canais de Audio Stereo. 




Caracteristicas Principals do FM Sound Stereo 



• 9 canais de audio stereo (FM) 

• Compativel com MSX-Music (FM PAC e outros) 

• Soma-se aos 3 canais do PSG 
(totalizando, 12 canais stereo) 

• O PSG possui chave on-ofF 



• 2 Saidas RCA - (Aux. do equipamento de som) 

• Compativel com MSX 1, 2, 2+ e Turbo R 

• Acompanha Manual 

(aux. na Programafao Basic e Assembly) 

• Superior ao modelo Japones em qualidade sonora. 



A relacao de softwares abaixo fazem parte de um grande e variado acervo compativel com FM Sound Stereo 




Akambe dragon. Aleste 1 -2-3, Animal s Wars 2, 
Arcus2e3, Bural, Columbus, Dragon Slayer 6, 
Dragon Quiz, Emerald Dragon, F1 Spirit 3D 
Special, F1 Time Pilot, Famlle Parodic 2, Feed- 
back, Fray, Gouvelllus 2, Great Test Driver, Hy- 
defos. Illusion City, Jump Hero 2, Kaguerou 
Melftyu, Laydock 2*, Mid Garts, Magnar, Mon 
Mon Monster, Nyar^, Nyancle Racing, Pacmania, 
Palaclo,Pnantasie3, Pipe lineDegorby, Pink Sox 
1 a a, Pyou Pyou, Playball 3, Princess Maker, 
Psycho World, PsI-o-Blade, Quinpl, Randar2 e 
3, Rune Worth, Rune Master 1 e2. Sea Sardine, 
Seed ot Dragon, Sorcerlan, Super Cooks. Super 
Zellster, Suchaughauan, Tetrls 2, Thexder 2, 
Twinkle Star, Undeadline, Usa Jong, Valls2, Xak 
1 , 2 e 3, Xevious. 




APLicirrivos 



Beppin, Bcf Disk Station 1 a 8, Cheat Disk, Club 
Guide Disc 1 a 6, Club Picture 1 a 10, Crackbird 
FM Demo, Disk Special TiSOFT 1 a 6,Dante 
Constructor 1 e 2, Disk Album 34, Disk Station 
Special 1 a 8, Disk Station 1 a 35, Disk PAC 1 a 
3, Disk Pac Eifo Sort, Disk Fan 1 a 36, Demo do 
Sony HB-F1XDJ1, Demo Dragon Disk 1 a 12, 
Fac Demo 2, Fac Soundtracker 1 e 2, FM Basic 
Collection 1 a 6, FM TiSoft Collection, FM POP 
Col[ection,Fm Fac demo. Future Magazine! a 6, 
Lighting Demo, Mgsel Driver, Myadock. Opil Driv- 
er, Peach Up 1 a a, Synth Saurus. Saurus Lunch 
1 a e. Studio Fm Promo, Sum Pac 1 e 2, Synth 
Power 2, The Ultimate Rax Demo, Turbo Sma 



Um Produto Exclusivo 




Informagdes T^cnicas c/Tecnobytes 

Cx Postal 79841- C. Rocha 
S. Joao de Merit! - CEP:25550-970-RJ 



Informagoes Gerais e Vendas 

Takeru Software 
Tel:(021) 231-2335 






-^Kf'iyxf-ffi'K-Ki-K(<-KWK 



'APA 



MSX View 



O ^Windows' do MSX 



Edison Antonio Pires de Moraes 



SeguJndo a tendencia mundiat de inter- 
faces graficas, o padrao MSX conta 
atualmente com v^ios sJstemas operacio- 
nais graftCDS, como o Easy Working, o 
SuperDOS e o EasyDOS para MSX2 car- 
regado com o MSXDOS 2.2. Entretanto, o 
ambiente operacional grafico padrao dos 
micros MSX, criado pela ASCII/Microsoft, 
e o MSX View que roba somente nos mo- 
delos MSX Turbo R sob o MSXDOS 2.3. 
MSXView e dividido em um modulo prin- 
cipal, o VSHELL e em quatro modulos 
basicos: ViewDRAW {Desktop Publis- 
hing), ViewTED (processador de lextos), 
ViewPAINT (editor grafico bit-mapped) e o 
PageBOOK System (gerenciador para 
desktop publishing) que se divide em tres 
submodulos: PageEDIT, PageLINKe Pa- 
ge VIEW. 



VISUAL SHELL 

Ad carregar o MSXView, o primeiro m6du- 
lo que aparece e o VSHELL (Visual 
SHELL). Atraves do VSHELL pode-se fa- 
zer qualquer operaqao do MSXDOS 2 com 
muito mais facilidade, atraves de menus 
■pull-down", bastandocolocaroapontador 
sobre a op^ao desejada e teclar o botao 
esquerdo do mouse ou GRAPH-fSELECT 
no teclado Qualquer opi;ao pode ser can- 
celada com o botao direito do mouse ou 
GRAPH+STOP no teclado. Para mover o 
apontador pelo teclado, pode-se usar 
GRAPH+SETAS. Observe afigura 1 para 
entender melhor o VSHELL, 

1 - icones corresponds ntes aos arquivos 
do diretorio ou subdiretorio atual. Esses 
icones podem ser trocados de lugar, edi- 
tados etc. 

2 - Drive atual. No total, podem haver ate 
oito drives, de A: ate H:, sendo que o drive 



H; 6 reservado pelo sistema como Ram- 
Disk, 

3 - Nome do subdiretorio atual, 

4 - Versao do VSHELL. Ao colocar o apon- 
tador sobre essa op^ao e seleciona-la, 
aparecera o seguinte menu: 

DRIVE SELECT 
LOAD 
FILE INFO 
DISK INFO 
FORMAT DISK 
PRINT FORMAT 
PRINT 
QUIT 

Atraves desse menu, pode-se selecionar 
o drive, obterinformagoes sobre o disco ou 
sobre um arquivo previamente seleciona- 
do, formatar o disco, selecionar o tamanho 
do papel para a impressora (normalmente 
tamanho e o A4) e outros, Pode-se tam- 



bem sair do VSHELL e voltar ao 
MSXDOS2 atraves da opqao QUIT. 
5 - View. Ao selecionar essa op<;ao, apa- 
recera um menu com os arquivos que sac 
executaveis sob o VSHELL (da mesma 
tormaque os arquivos "COM" sao execu- 
taveis sob o MSXD0S2). Alguns arquivos 
javem com o MSXView, valendo deslacar: 

SYSTEM - Seleciona mouse ou teclado, 
inclusive com graduagao de "sensibilida- 
de" de deslizamento do mouse. 
PRINTER - Seleciona uma entre 15 im- 
pressoras de padroes diferentes Destas, 
14 sao impressoras de 24 agulhas, A im- 
pressora "default" e a FS-PCl da Panaso- 
nic, uma impressora colorida de 4S agu- 
lhas e com resolugao de 400 dpi, 
semeliiante a de impressoras laser. Entre- 
tanto, outros filtros de impressoras podem 
ser adicionados para adaptar o MSXView 
as impressoras de 9 agulhas comuns no 



FIGURA 1 



VSHELL 1 XX 



EDIT TOOL SHOW 



EXTRAS 



. A VHOME 



HUN-DIStt ♦ 



■10 



A DIGIMER da a maior forca para seu MSX 

DiGimER 




MIDI MSX 



Interllga o MSX ao 

teclado musical, 

permltlndo a edl9ao 

d« partlturas 

e mlxagens^ 

' Em cartucho, ' — ^ 

des envoi ve o 
racioclnio. 



i 



IMPRESSORA GRAFICA 



*Elgln LADY 90 

^Citizen SX-200 

( colorida) 

^Manuals em Portugufis 

*Acentuaf ao completa 



^^ 



REMETEMOS PARA 
TODO O BRASIL 



A LoJ'a da Inforf^i^a 
PCLAMIGfe HITEK 

R.Cel. Vicenta, 459 

Centro - Porto Alegre- R5 

Cep 90.030-041 

R: (051)221.7599 



CPU MSX N= 34 -19 




'APA 



Brasil, embora com grande perde de qja- 
lidade do resultado final. 
SCREEN - Muda as cores da tela (Inlcial- 
mente de fundo branco com caracteres 
pretos) e laz o ajuste de tela, como o 
comando SET ADJUST do BASIC. 

Existem vanos outros arqulvos execut^- 
veis, como o CLOCK que exi be urn rel6gto 
de pontelros na tela, o CALENDAR, que 
exibe um calendano. o MEMO, que e uma 
pequena agenda eletronica, alem de vd- 
rios ouCros. 

6 - EDIT. Essa opijao e normalmente usa- 
da apos a seleijao de um arquivo. Ao ser 
selecionada, aparecera o segulnte menu: 

MAKE DIRECTORY 

RENAME 

DELETE 

COPY 

MOVE 

SELECT ALL 

CANCEL 

Como se pode ver, e aqui que esta a 
malona das funi^oes de arqulvos realiza- 
das pelo MSXDOS2. Pode-se copiar, re- 
nomear, apagar arquivos etc. 

7 - TOOL. Essa opgao permlte o acesso 
aos outros modules do MSXView. Esses 
modulos sao programas integrados que 
fazem com que o MSXView nao seja ape- 
nas um ambiente operacional gr^fico, mas 
um sistema integrado que permite o pro- 
cessamento de textos, inclusive em japo- 
nes.portuguesouqualqueroutra lingua no 
mesmo arquivo, edigao de graticos, um 
sistema de desktop publishing, alem de 
outras fungoes que podem ser integradas 
pelos tres subm6dulos do PageBOOK 



System. As fen'amentas que estao dispo- 
niveis nessa opgao sao as seguinles: 
DRAW, TED, PAINT, PAGEEDIT, PAGE- 
LINK e PAGEVIEW. Esses tres ultimos 
perlencentes ao PageBOOK System. 

8 - SHOW Ao selecionar essa opqao, 
aparece o seguinte menu: 

ICON 

NAME TYPE 
SIZE DATt 
ORGANIZE 
STANDARD 

Este 4 um menu para a seleqao do fomiato 
de apresentaijao do diretorio pelo 
VSHELL. Ao selecionar ICON, o diretorio 
6 apresentado atraves de icones. As ou- 
tras quatro opgoes (NAME, TYPE, SIZE e 
DATE) servem, respectivamente, para 
apresentar o diretorio organizado por or- 
dem de nome, Bpo, tamanho ou data, Nes- 
ses quatro casos, os arquivos sao mostra- 
dos no mesmo (ormato do MSXDOS2 e 
nao por icones Para ver o diret6rio da 
forma como esta no disquete, use a opgao 
STANDARD. Aopgao ORGANIZE reorga- 
niza OS arquivos. 

9 - EXTRAS. Essa opgao da acesso a 
apenas outras duas, o VOLUME NAME, 
que e o nome do disquete atual e pode ser 
aiterado atraves dessas opgao, e a ICON 
EDIT. Essa opqao permite editar o banco 
inicial de 19 icones. Pode-se tambem de- 
leta-fos, amplia-los etc. Vale ressaltar que 
OS icones do MSXView representam grafi- 
camente as extensoes dos arquivos do 
MSXDOS2. Assim, por exempio, um arqui- 
vo executSvel sob o VSHELL deve ter a 
extensao '.DA' e o icone respectivo e uma 
pequena flecha apontando na diregao da 
palavra View. Um arquivo ".COM" e repre- 



sentado pelo desenho de um microcompu- 
tador com os caracteres "A' na tela. Se 
uma extensao nao e reconhecida pelo 
VSHELL, aparece um ponto de mterroga- 
gao. Entim, os icones sao reflexo direto 
das extensoes dos arquivos do 
MSXDOS2. 

10 - Esse 6 o nome do disco corrente. O 
nome pode ser moditicado pela opgao an- 
terior [VOLUME NAME) ou atraves do 
MSXD0S2 pelo comando VOL. 

11 - Quando o diretorio 6 muito grande e 
nao cabe inteiro na tela, pode-se usar essa 
opqao para fazer um scroll vertical do dire- 
torio, para que todos os arquivos possam 
servistos. 

Esse e um resume das fungoes do 
VSHELL. Vale ressaltar que quando carre- 
gado na memoria, o VSHELL fica inteira- 
mente residente, evitando que o disco de 
sistema seja solicitado a toda hora. Alias, 
todos OS modulos do MSXView fleam intei- 
ramente residentes na mem6ria. 



ViewDRAW 

Ate agora, faiamos apenas do VSHELL, 
que e o modulo basico do MSXView. Va- 
mos falar um pouco do ViewDRAW. 

O ViewDRAW e um editor para Des- 
ktop Publishing com graficos vetonais. 
Com ele pode-se editar uma tela que de- 
pois pode ser impressa em papel, normal- 
mente no tamanho oficial A4, embora ou- 
tros tamanhoseste|amdisponiveis. Como 
a foiha toda nao cabe na tela, pode-se 
fazer um scroll vertical ou horizontal para 
se ter acesso a toda a pagina editada. Ate 
10 paglnas podem ser editadas simulta- 
neamente. 

Toda a ediqao pelo ViewDRAW e feita 
atraves de vetores. A ediqao vetonal pos- 



De a partida do sen 
computador com o 

BKPDOS 2.6 



: BB . 



Dispondo de diversas op96es de 
inslalai^BO, o usiiario do BKPDOS pode 
configurar o programa para trabalhar 
com o periferico desejado: SO colunas, 
MEGARAM Disk, Drive de acesso por 
porta ou memoria e monitores coloridos 
ou monocromaticos. 

Totalmente interativo com o usudrio, 
osistema disp6e de diversos tipos de in- 
terfaces. 



Dentrc os diversos modulos do siste- 
ma, lemos a possibilidade de fazer back- 
ups de discos, calalogos dc dirctorios, 
formatafao e reformata9ao de discos com 
cria9aodc labels, restaura^aode arquivos 
e dirctorios e diversas oulras. 

Denlreas ferramentasmaisavanfadas 
para manuten9ao/edi9ao de discos, o edi- 
tor agora trabalha diretamente com mne- 
monicos Z80 e texlos, alem de dispor de 
proccssos de busca, impressao, atribui- 
9ao de offset, opera93o em varias bases 
numericas, etc... 



^KPDOSj 

|g| 



parti Efeluar Sen Pedido, Eiivie 
Cheque Nominal no Valor de 
CrS 600.000,09 a: 

Julio Renato Scares Velloso 

Rua Figueiredo MagathSes, 2I9/3IS 

Copacahana - CEI" 22040 

Rio de Janeiro - RJ 

Pam Disco deiVi. Inclua CrS SO 000, 00 




'APA 



suj jnumeras vantagens em relaijao a edi- 
gao direta na tela, com um gasto minimo 
de memona e com uma incrivel faciljdade 
para a cotreqao de erros. Mas o que e 
edJqao vetorial? Podemos dizer que e uma 
edjgaoatravesde'janelas' Paraseescre- 
ver um texto, por exempio, abre-se uma 
janela no video detamanhosuticiente para 
conter esse texto. Dentro dessa janela, o 
texto pode ser editado como em um pro- 
cessador de textos comum. Porem, cada 
janela so pode conter um tjpo de letra. 
Para escrever um litulo para esse texto, 
com letras maiores, deve-se abrir outra 
janela. Essas "janelas" podem ser movi- 
das a vontade por toda a pagina ate esta- 
belecer-se o lugar mais adequado. 

Alem disso, o VIewDRAWtambem per- 
mite a ediijao de linhas, retangulos, circu- 
los, ellpses etc., que podem ser preenchi- 
dos com varJos tipos de texturas e movidos 
Ijvremente por toda a pagina, como as 
janelas de texto. 

Inicialmente, conla-se com um banco 
de apenas 1 1 tlpos dilerente de letras, mas 
que podem ser ampliados indefinidamen- 
te. Conta-se lambem com sete tipos de 
formatos (ilalico, vazado, sombreado etc.) 
que podem ser misturados uns com os 
outros e com 10 tamanhos diferentes de 
caracteres, independente do tamanho ori- 
ginal, desde 8x8 pontos ate 32x32 pontes. 
Alem disso, o texto pode ser ajustado a 
esquerda, direita ou no centro da janela 
respectiva. 

Uma caracteristica inleressante do edi- 
tor de textos do ViewDRAW e que as letras 
nao ocupam sempre o mesmo espaqo na 
janela. Num editor comum, um "j' ocupaa 
mesma largura que um 'm', por exempio 
oito pontos horizontals. No ViewDRAW, 
um T ocupa bem menos espai;o que um 
"m", proporcionando um espaqo mais uni- 
forme entre as letras e um resultado final 
bem mais elegante. 

ViewPAINT 

Outro mbdulo do MSXView e o View- 
PAINT. um editor graflco "bit-mapped ", no 



estilo tradicional. Nao hi muito o que co- 
mentar sobre esse modulo. Ele tem tudo o 
que todo bom editor grifico tem. Pode-se 
editar linhas, pontes, circulos, elipses, re- 
tangulos e a partir desses recursos, criar 
figuras mais complexes, inclusive com a 
ajuda do "zoom". Hi tambem a possibilida- 
de de escrever algum texto, preencher 
uma area com inumeros tipos de texturas 
diferentes etc, Enfim, o ViewPAINT e um 
poderoso editor grifico com inumeros re- 
cursos e que pode ser integrado aos ou- 
tros modulos do MSXView atraves do Pa- 
geSOOK System, 

ViewTED 

Mais um modulo do sistema, o View- 
TED e um editor de textos com modernos 
recursos de edigao. Um detaihe que o 
difere de outros editores de texto e que ele 
usa o set de caracteres Kanji JIS1 e JIS2 
do micro, possibilitando o acesso a cerca 
de seis mil Kanjis (que fazem parte do 
alfabeto japones), aos alfabetos grego e 
russo completos e as centenas de carac- 
teres especiais, podendo assim editar tex- 
tos em japones, chines, grego, russo, in- 
gles etc. Nem mesmo o nosso amado 
portugues foi esquecido, |a que ha carac- 
teres acentuados disponiveis. Trata-se de 
um processador de texto com recursos 
modernos e poderosos, 

PageBOOK 

Os tres modulos seguintes, o PageEDIT, 
PageLINK e PageVIEW fazem parte do 
PageBOOK System Esses modulos ser- 
vem para integrar os outros modulos do 
MSXView. Por exempio, o ViewDRAW, 
apesar se ser um poderoso editor de Des- 
ktop Publishing, nao aceita os tradicionais 
shapes ou figuras para ediqao. Assim, 
atraves do PageBOOK System podemos 
insenr tiguras editadas pelo ViewPAINT no 
ViewDRAW. Esse e apenas um dos inu- 
meros recursos que o PageBOOK System 
oferece. Cada um dos tres subm6dulos 
permite operaqoes distintas, desde a edi- 



gao ate a montagem final de todos os 
modulosintegrados. 



CONCLUSAO 

O MSXView nao e apenas um ambiente 
operacional gralico, mas um verdadeiro 
sistema integrado com poderosissimos re- 
cursos o que dispensa a aquisiqao de mui- 
los softs que normalmenle seham neces- 
saries para se trabalhar com um 
microcomputador. 

Para finalizar, vale aqui ressaltar que o 
segundo modelo MSX Turbo H, o FS- 
A1GT da Panasonic ji vem com o 
MSXView residente, na forma de uma 
"ROM-DISK", designada por 'C:",ondees- 
tao gravados todos os 35 arquivos que 
compoem o MSXView. Existe tambem um 
quarto "drive" interno, designado por "D:" e 
chamadodeSRAM-DISK,qjeeumaRAM 
mantida a bateria, be apenas 1 6 Kbytes, e 
que serve unicamente para guardar acon- 
figuraqao atual do MSXView, ja que a 
ROM nao pode ser gravada. Apesar do 
desperdicio de drives, ainda assim sobram 
tres para serem conectados {E;, F e G:) 
para acoplar-se, por exempio, mais dois 
drives externos e um Winchester. oitavo 
drive, designado por "H," e reservado peio 
MSXDOS2 como RAM DISK, Alem destes, 
evidentemente, existem ainda os drives 
"A:" e "B:". 

Ja para o pnmeiro modelo MSX turbo 
R , o FS-Al ST, o MSXView deve ser obtido 
em disquete. Dos tres disquetes que com- 
poem o sistema, o primeiro deve ser man- 
tido desprotegido contra gravaqao, pois o 
sistema faz constantes atualizaqoes no 
mesmo, da mesma faz na SflAM-DISK do 
FS-Al GT. 

Na Europa ja existe uma versao em 
ingles do MSXView, mas, ao que eu saiba, 
esta ainda nao chegou ao Brasil Apenas 
aversaoemjaponesapareceu por aqui. E 
claro que a versao do Al GT e em japones. 
Mas a versao em ingles nao deve demorar 
muito para chegar por aqui. Q 



APLICATIVOS PROFISSIONAIS Tiilo. Grifieo. EMprcn, Vidf o Ele (MSXl 
NOVIDADES MSX 1 Barbirmi II. Cilltotma. Running Man. Shinobfti. Tom 91 

CrS I'D DDO.OO cada. com diacc 



SHOT SOFT MSX / PC / APPLE 



1 - BLOODY 


1 - AFTER 1 


i - BOUNCE 


4 - WESTBANK 


i - HAUNTED 


BUR AN 


AFTERI 


STRANGE 


SHERIF 


BLOWUP 


JAKE 


XENON 


FINAL 


lAWS 


OUTT 


RAM 


SYNDROME 


STRIP PLAV 


MOT I 


PINBALL 


MOT 3 


OBLITtHATOR 


BOUNKEN 


SWINO 


MAZE 


MIDDLE 


SK.1TE DRAGON 


VORTEV 


' TENSION 


HABBILTT 



Cadi Pack com disco 5 1/J. Cii dl OOQ.OO Si^ra mais dcipasas 

Livro dc Dicas para MSX i, 1 c Msgmsm Plt(o ,sn, mats despeias: CrS lOQ ODO.OO 
PromOfiD de Jofios Til 8 000, OQ - Aplic.livoi a pjoil de Crl 10 000, OQ 
SallcUt Cailoga Compltla CrMi (2000 piogramci) 



NOVLDADES PC: 

KING yllEST IV SPACE QtT.ST V BATTLE CHESS LOml 

BATMAN RETHR-NS AMAZON X-WI>C 

MARIO CKOSS MISSING PATRIOT . B."H" »■"!"- 

Sullclit calilnge cumpliio (ISOO prtiramm) 



PaEHmenlD/CvrraipondriicLA 

I . Valt PfliHI ™ nom. at DEIISDKTE BATISTA SOUZA FILHO. Pan ■■(tncli f 

corrrto Largo da Michado - RJ. 



2 - rhvqiit N»piliiil rm pome do n'aiBV 



RUA ANDRADE PERTEN CE 50/106 - CATFTE - RJ - CEP 22220 - Tel.: (021) 22S-1198 

CPU MSX N^ 34 - 21 



EMPIRE INFQ^MA TIC A MSX 

SERIElMASTER 



MASTER CODER SUPER CRIPTOGRAFADOR £ 
CODIFICADORDEARQUIVOS". BIN". COMELEVOcI 
PODERA INSERIR SENHA DE ACESSO EM SEUS 
PROGRAMAS, COM ISSO EVITARA O USO PQR 
PESSOAS NAO AUTORIZADAS. 



MASTER BUFFER 768 : O MELHOR E UNfCO 
COPIADOR para MSX 2.0, QUE UTILIZA A M^GARAM 
DISK 766 PARA COPIAS COM UMA UNICA TROCA, 



MASTER FORMAT 2.0 : O MELHOR FORMATADOR DO 
MERCADO, CAPA2 DE FORMATAR UM DISCO EM 
ATE8SEGUNDOS(PARA180Ka), ALEMDEFORMATAR 
2DISC0SSIMULTANEAMENTE. PODE-SE ESCOLHER 
TAMBEM OUTROS VARIOS PADROES DE FORMA- 
TAQAO, ALEM DE ACELERAR A UTILIZAQAO DO DISCO 
ew OPERAQOES DE LEITURA-GRAVAQAO. 



NOVIDADES DASERIE MASTER 



MASTER SCANNER : SUPER PROGRAMA PARA 
RETIRAR AS MAIS VARIADAS TELAS £ AlFABETOS 
DOS PROGRAMAS QUE UTILIZEM A SCRESN 
PERMITE A MIXAGEM DE UMA TELA COW OUTRO 
ALFABETO. 



MASTER MRU . EXELENTE PROGRAMA EDUCA- 
CIONAU PARA QUEM QUER APRENDER OU ENSINAR 
NOSSOes DE FISICA, NA AREA DE MOVIMENTO 
RETiLiNEO INiFORME, COM DESENHOS PARA MAIOR 
INTERAC^OOO ALUNO 



MASTER PROTEC 1 INCRiVEt^ PROTSTOR D^ 
ARQUIVOS ". BIN'' UTfLIZA UMA PfJOTEQAO 
INOVADORA DESENVOLVIDA PELA EMPIRE, PARA 
QUENENHUM COPIADOR DE MSXOUieMPC POSSA 
COPIAR O ARQUIVO TRAVADO.. 



MASTER SCANNER PLUS : O MELHOR PROGRAMAS 
PARA RETiRAR TELAS GRAFICAS DE DENTRO DE 
SEUS JOGOS, ATEM^ESMO OS INCRiVElS GRAFICOS 
DOS JOGOS MEGAROM, INCLUSIVE OS JOGOS DA 
KONAM& POSSI,E3[L;fTA A GRAVAgAO EM FORMATO 
GRP E .SCR , PROItAS PARA SEREM UTILIZADAS 
EM BASIC Oy NO Siu EDITOR PREFERIDO. 



MASTER TRANSFER . EXCLUSIVG E'lNED I TO 
COPIADOR DE PROGRAMAS TRAVADOS COPlA 56% 
DOS PROGRAMAS DO MERCADO ALEM DE PERMlTiR 
A TRANSFERENCIA DE DISCOS QRAVADOS EM 360K 
PARA 720K E VICE VERQA TS^ipO APEiMAS 1 OU 2 
DRIVES DE 720K - 5 1/4 ALEM D^'blVERSAS OPQOES 
nAO ENCONTRADAS em NENHUM OUTRO COPIAOOR 
DO MERCADO. 



MASTER GRAFICiS'vi^' SUPER COLETANEA DE 5 DIS- 
COS REPLETOS DE TELAS GRAFICAS RETIRADAS 
PELO MASTER SCANNER PLUS. 



LANgAMENTO #RA O PROXIMO SEMESTRE 



MASTER COPY COPIADOR DEFINITIVO PARA SEU 
MSX COM ACESSO NUNCA VISTOS ANTES POR 

NENHUM MICRO. ACSUARDEM I 



MASTER PROTECT 2 . IDENTlCO AG MASTER PRO- 
TECT 1, AGORA PARA ARQUIVO" COM^^." SYS" 



rbMOS TAMBEM, PROGRAMAS, APLICATIVOS E 
JOGOS PARA M^iiiRAM (MSX 1.1 E 2,0) E JOGOS 
MORMAIS E ESPEtili^lS, 



PROMOpAO ESPECJAL 

PARA COMPRAS ite CRS 1 ,000.000,00 A CRS 1.990,000,00- DESGONTO DE 10% 

DE CR$ 2,0.0.0.000,00 A CR3 2.499.000,00- D^SCONTb DE 15% 

ACIMA DE CRS 2.500.000,00^ DESGONTO DE 20% 

COMO FA2ER SEU PEDJDO- 

CALCULE O PREQO DOS Pi^OGRAMAS, UTILIZANDO O DESGONTO dUANDO HOUVER E REALIZE 
DEPOSITO NO BANCO BAM.iHl.NDUS AG'O305 SAO JOSE DOS CAMPOB CONTA CORRENTE-243892 
OU CHEQUE NOMINAL E CF^|||iXift/f NOMf DE MARCOS DANIEL BLANCO DE OLIVEIRA. 

ii;i;i?RE?OS VALIDOS ATE O FINAL OE MAIO; 
PREQO DOS PRd«|!RAMAS : CRS 25D.OQ0,O0 EXETO MASTER GRAFIC CR$ 350 

OS PROGAMAS DA SERIE MASTER S6 FUNCIONAM EM iWTERFACES PADRAO CDX-2 

EMPIRE INFORMATICA MSX UTOA. 

RUA FRANCISCO PAES, 229/164 - CEP 12.210-904 - SAO JOSfe DOS CAMPOS - SP 

RudoU Arthur Frans Gutlich TEL: ( 0123 ) 41-5370 - Marcos Daniel Bianco tie Oliveira TEL: ( 0123 ) 41-5775 



JAmalise 



'»>W«*»»»«(««- 



MSX ANSI 



O maximo em comunicagoes 



Sempre que urn bom software e lan- 
gado para o MSX, podemos consta- 
tar que este micro ajnda tem muJto a 
oferecer e os produtores de soft estao 
ai, com a corda toda, Uma boa prova 
dJsso e o langamento de um dos mais 
complelos softs de comunica^ao para a 
linha MSX, o MSX ANSI de Miguel Frei- 
tas. 

O MSX ANSI foi feito visando pratici- 
dade e contotio ao usuarJo, mas nem 
por Isso deixa de ser um excelente e 
completo soft de comunjca^ao. 

CARACTERiSTICAS GERAIS 

Dispondo de menus apresenlados atra- 
ves de janelas e com fun96es acessa- 
das de forma objetiva e direta por Hot- 
keys. MSX ANSI possui lambem 
Macro-keys, frases prontas de ate 80 
caracleres. 

As Macro-keys sao muito iiteis ao 
acessar uma BBS, onde, em vez de 
djgltar seu nome todo, senha etc, entra- 
se com uma macro pre-def Inida. Ou ain- 
da, basta comandar uma Macro-key 
com seus dados para cadastrar-se On- 
line em uma nova BBS, tornando-se 
desnecessario digitar todos os seus da- 
dos manualmenle, 

Outros dels recursos muito uteis e 
interessantes sao a discagem e a res- 
posta aulomalica, embora alguns mo- 
dems nao possam ser beneficiados por 
estes recursos, por questoes de hard- 
ware, 

Aversao do MSX ANSI aqui analisa- 
da e compativel com os modens TEL- 
COM e DDX, mas a versao do pr ograma 



para o TM-2 da Gradiente estara dispo- 
nivelem breve. 



CONEXOES 

O MSX ANSI faz uso de todas as velo- 
cidades apresentadas em seu menu de 
sele9ao, com exce^ao da velocidade de 
75/1200 BPS (Bits Por Segundo), que, 
assim como a discagem e a resposta 
automatica, nao esta dispomVel em al- 
guns modems. 

Na velocidade de 75/1 200, o usuario 
recebe a 75 BPS (lento) e transmite a 
1200 BPS (rapido). Ja na velocidade de 
1 200/75 ocorre exatamente o oposto, ou 
seja, o usuario recebe a 1200 BPS e 
transmite a 75 BPS. 

Nas velocjdades de 300 BPS exis- 
tem dois padroes, 300 Bell (padrao ame- 
ricano) e 300 CCl'n' {padrao europeu), 
quetambem estao disponiveis. Pode-se 
oplar pelo modo "origem" ou "tesposta", 
que geram tons diferentes, possibilrtan- 
do que os micros conectados recebam 
e transmitam dados stmuttaneamente. 

A conexao pode ser feita de duas 
formas: difetamente, atraves de uma 
op^ao do menu principal, ou atraves da 
discagem automatica, onde o usuario 
pode discar para mais de um niimero. 
Para isto o MSX ANSI conta com um 
banco de 20 numeros de BBS definiveis 
pelo usuario. Assim. se o primeiro nu- 
mero estiver ocupado, o modem disca 
para o segundo e assim por diante, ate 
que se consiga uma conexao. 

O MSX ANSI e dotado do protocolo 
XMODEM, o que possibilila a transfe- 
rencia de arquivos On-line. Trocando 
em miudos, isto petmite a troca de pro- 



gramas pela linha telefonica. O protoco- 
lo XMODEM usa o padrao CRC (Cycli- 
cal Redundancy Check) para a veritica- 
gao dos dados. Essa checagem e teita 
para que se possa certif icar que o arqul- 
vo transf erido nao sof reu danos por "im- 
purezas" na linha telefonica. Se algum 
problema for detectado, o XMODEM 
corrige o erro, Existem protocoios mais 
recentes e complexes que o XMODEM, 
porem esle e o mais tradicional e o mais 
usado no padrao MSX. 

Ao contrario dos protocoios mais 
modernos, o XMODEM requer o nome 
do arquivo que sera enviado ou recebi- 
do, o que nao ocorre naqueles protoco- 
ios, que informam este nome ao outro 
micro. Para facilitar esta operagao, o 
MSX ANSI procura algum nome de ar- 
quivo vatido que esteja na tela e o assu- 
me como default. 



OUTRAS CARACTERiSTICAS 

O soft e muito versatil, permitindo que 
se use tanto a tabela original de carac- 
teres MSX, como a tabela padrao PC. A 
tabela do PC e util para visualizar as 
telas como elas sao constituidas origi- 
nalmente nas BBS, 

Esta disponivel ainda o recurso do 
relogio, que funciona como um "timer", 
onde pode-se selecionar uma deteimi- 
nada hora para o MSX ANSI iniciar a 
discagem automatica, mas este recurso 
so funciona em maquinas que possuem 
relogio real. 

E possivel armazenar em um buffer 
as ultimas 48 linhas recebidas, que po- 
dem ser visualizadas a qualquer mo- 
mento durante a conexao. Outra manei- 



SEVOCEPENSOU 



HAVIA MORRIDO, SE ENGANOU!!! 



Quinzenalmente, a UNISflNTOS (Univvrsidade Catolica de Santos, coloca 
no ar, pelo VIDEOTEXTO da TELESP, na central 1481, uma revista editoda por 
Alexandre Sobrino, programador e estudioso na area de MSX. Para acessd-la, 
tecle, no Menu Principal da central 1481. a chave PL(1Y*MSX. 

E mais: agora, essa iniciativa recebe o apoio de CPU. Seu nome: "MSX ON- 
LINE". Destino: e TELA DO SEU MICRO. CPU e MSX-ON-LINE: uma dobradinha 
que voce tem que conhecer. 



CPU MSX N^ 34 -23 



w«J!?B?>aM »iw»Ky->m^>j 

fAnalise 



-i^rwK-xoxoM^f 



ra de armazenar o lexto e utilizando uma 

op9ao para gravar em disco tudo o que 
vjer para tela. Alem disso, pode-se en- 
viar um lexto pronto, no formato ASCII. 
Se o usuario possuir uma impressora, 
pode copiar nela tudo que tor recebido 
na tela. 

Uma op9ao muito util e a apresenta- 
930 do diretorio. Quando solicttada, esta 
op^ao exibe o nome do arqujvo, tama- 
nho, numero de blocos, tempo de trans- 
ferencia (em 300 e em 1200 BPS) e o 
espa90 llvre no disco. 

modo HOST, um outro recurso do 
MSX ANSI , pode ser atJvado dttetamen- 
te, ou ainda habiiltar a resposta automa- 
tica. Desia torma, o usuario pode ate 
sair de casa e deixar o micro ligado em 
stand by, caso esteja esperando por um 
download ou por um upload (transmJs- 
sao ou fecep9ao de um arquivo respec- 
tivamente). 

O video pode ser configurado de 
duas formas: com 40 colunas por 24 
linhas ou 80 colunas por 25 linhas (so 
disponivel para maquinas MSX 2 em 
diante). Na parte inferior do video existe 
a IJnha de status onde e exibida a confi- 
gura^ao atual do MSX ANSI. Teclando- 
se "Shift", esta linfia mostra oulras infor- 
ma96es. 



No modo CHAT, o MSX ANSI divide 
o video em duas partes. Na parte supe- 
rior, so aparece o que for recebido e na 
parte inferior so o que for enviado, per- 
mitindo que os usuarios dos micros co- 
nectados enviem e recebam caracteres 
simultaneamente, sem haver "aquela" 
embolapao na tela que ocorre nos softs 
tradicionais. 

Outra caracteristica interessante do 
MSX ANSI e a de tocar miisicas para 
avisar ao SysOp {System Operator), 
quando Ihe for pedido um CHAT a partir 
do menu HOST, que houve uma cone- 
xao bem-sucedida atraves da discagem 
automatica ou amda para alerlar sobre 
fim da transferencia de um arquivo. 

A tecia "Select" e de grande impor- 
lancia, pois com ela pode-se voltar para 
o menu principal em qualquer ponto do 
soft, mesmo durante uma comunica9ao, 
permltindo que se fa9am as alteragoes 
necessarias, sem que a linha caia. 



OAN5I. ENFIM 

O ANSI e um padrao do American Na- 
tional Standards Institute que define va- 
ries codigos de controle para o trata- 
mento do video. E muilo util nas BBS, 



por exempio, em situa9des nas quais o 
usuario precisa fazer uma aHera9ao na 
tela sem ter que reescreve-la totalmen- 
le. Para isto e so ativar o ANSI para que 
seja feita a altera9ao local, sem que a 
tela tenha que ser toda refeita. 

Entretanto, na velocidade de 300 
BPS, e recomendavel nao usar o ANSI 
todo o tempo, pois isso tornara a comu- 
nica9ao muito lenta. ANSI deve ser 
ativado no "TimeBank", nos jogos On- 
linee nos demats servipos que oferecem 
este padrao, Ja que o ANSI e de grande 
importancia e utilidade para melhorar a 
operacionalidade dos softwares que o 
utilizam. 

Acompanham o MSX ANSI um ma- 
nual digital detalhado com chamadas 
em hipertexto, um programa que calcula 
OS pulsos e OS minutos das chamadas 
que o usuario faz com o MSX ANSI, 
alem do custo da ligagao, segundo o 
padrao Telebras de cobranga, e outro 
que faz estatisticas do uso do modem. 

Resumindo: O MSX ANSI e simples- 
mente fantastico! E ver para crer! □ 



Analise e texto final: Vinicius Beftrao. 




Fim de textos e impressos em geral 
sem acentuagao. 

CHEGOU 



J^-^^-^oe<llCA<x 




Paia fazer seu pcdido envic chcqueno- 

minai e cruzado 3; 

Sclliach X Duaric Llda. 

(Classe A - Sislcmas) 

R. ManocI Serafim, 1265 

CEP 93220-250 - Sapucaia do Sul-RS 

Fone; (051)474-1523 



i- '^'-IM^iif 



Compalivcl com lodas as iniptcssotas qui- tcnliam back-^acc. 

Liguc o MSX. insiis o disco no diivu c prunlu. 

ACENITJACAO PlilU't-lTA 

riL\Li ill! piii^Jin.-i L-m iliiicns dt 5 I 4 - L'tS 1 Jll. (Hit!. 1)11 
i'li:,.! ill' |ii.i|.'.i.fmiii'in ili'iiK ik '12- ^ai."^tL'Jilai CtS MHI(](J,(10 

PRO YEJA SEU PATRIMONiO 

Use software original, 
Recuse o pirata! 

Estamos cadastrando revendas em todo o Brastll 



AlUiincnIc rccomcndada para 

imprcssorns El'SON. CIllZEN 

ou guul<ju(;riniporlDda. 

Faz com que o DBASE ImprJnia 
com accnlua^iio pctfelta! 



24 - CPU MSX W 34 




Memory Mapper 



Um super projeto em duas partes 



R. Pontes 
Roberto SUva 



Muitas vezes o usuSrJo compra jogos 
ou aplicativos, mas apos varias ten- 
tatJvas malsucedidas de roda-los, acabam 
achando que seu micro estcL com defeJto. 
Entretanto, apos oulros testes, constatam 
que seu equipamento esta funcionando 
perfeitamente. Surge en!ao a indignaqao e 
a revolta, pois ao voltar k softhouse para 
reclamar, recebe uma resposta irritants: 
"Seu micro nao tern Memory Mapper e 
sem essa expansao os programas nunca 
irao radar". Com isso o usuano se questo- 
na se vale a pena comprar mais uma ex- 
pansao de memoria, outra expansao se- 
melhante a Megaram. veiha conhecida 
dos usuarios do MSX. 

A verdade, porem, e que essa "nova" 
expansao e a verbadejra expansao de me- 
moria para MSX. A seguir vamos enume- 
rar algumas vantagens de possuir uma 
Memory Mapper interna; 

• A Memory Mapper segue a risca o pa- 
drao MSX, sendo reconhecida pelo siste- 
ma como expansao real de memoria, o 
que nao ocorre com a Megaram. 

• Nao ocupa os slots externos, ja tao es- 
c as SOS nos nossos micros 

• t utilizada por 95% dos pragramas euro- 
peus. que sao inumeros e nao apenas uma 
meia diJzia, como e o caso da Megaram. 
Dentre eles podemos destacar os seguin- 
tes: 

Dynamic Publisher 
Ease 



Final Graphics 
Video Graphic Philips 
The Animator 

• Todos OS jogos de Megarom ja estao 
adaptados para Mapper Boa parte i« stes 
jogos, alem de aplicativos, demos e ufilita- 
nos |a se encontram disponiveis no Brasil. 

• Muitos jogos de Wegarom (de onde se 
originou a Megaram) utilizam interfaces de 
som diferentes do PSG (chip de som inter- 
no do MSX) como eo caso da Konami, que 
usa o sec, e de outros fabncantes que 
utilizam o FM. Mas em se tratando de 
Megaram fica impossivel utilizartais inter- 
faces |a que os dois slots externos do 
micro foam ocupados {um com a Mega- 
ram e outro com a interface de drive). JA 
com a Mapper interna tal inconveniente 
nao ocorre, pois ela nos deixa um slot livre 
no qual podemos conectar um cartucho de 
sec ou de FM, permitindo assim ouvir a 
thiha sonora original. 

• A Mapper pode ser manipulada em Basic, 
coisa que nao e possivel com a Megaram. 

• Seu acesso e raptdo, lacil e eficienle 
como ja foi descnto em artigos antehores. 

• Ja que a Memory Mapper descrila neste 
artigo e de instalagao mtema, boa parte do 
circuito necessano a montagem da Map- 
per |a esta conttda no proprio micro. Com 
islo, reduz-se drasticamente o numero de 
componentes e, consequentemente, o seu 
cuslo final. 



DESCRIQAO DO PROJETO 

Nosso pro|eto e uma Memory Mapper de 
256 Kbytes, de instala9ao interna, para 
micras MSX 2 e MSX 2*-, que ira ocupar o 
slot do banco de RAM de 64 Kbytes, subs- 
tituindo-o por outro de 256 Kbytes. O usua- 
rio pode estar se perguntando porque ape- 
nas no MSX 2 e MSX 2+? A resposta e 
simples: o BIOS (ROM) destes micros ini- 
cializa os registros da Memory Mapper 
sem OS quais com certeza ocorrena um 
belo "crash" no sistema. O BIOS do MSX 
2+ vai ainda mais longe, nos mostrando 
em sua inicializa9ao o tamanho da Mapper 
com a mensagem "Main RAM. tamanho". 
No nosso caso aparecera: *Main RAM 
25GKbytes". 

A Memory Mapper divide o banco de 
256 Kbytes em 16 blocos de 16 Kbytes 
cada e para gerenciar estes blocos a Map- 
per dispoe de 4 registros (RO a R3) de d 
bits cada. Estes registros podem conter 
um numero de a 1 5 que correspondem 
ao numero de blocos do banco de 256 Kb. 
Os registros sao acessados pela CPU 
atraves de portas nas qu^s podemos ler 
ou escrever: 



Registro 


Porta de acesso 


RO 


FCH 


R1 


FDH 


H2 


FEH 


ns 


FFH 




Vai £icar com 

essa cara ou vai 

ligar pra nos? 



Jogos p/ AMIGA e PC. Pe9a cotalogo 



TRISTAN 

ULTIMA UNDERWORD 

WORD CIRCUIT 

X-WING 



MAD-TV 

GUY -SPY 

DOBBLE DRAGON III 

AMERICAN GLADIATORS 



nm pe noo inuios en cAikoQo 



glgabum software 



CPU MSX N** 34 -25 



MRl 



■^^»^w*w*w«^■-^^« 



TIGO 



Cada um dos quatro registros 6 responsa- 
vel pelo gerenciamento de uma pagjna de 
memoria, a saber: 



Registro: 


Paglna 


RO 


Pag. 


R1 


Pag. 1 


R2 


Pag. 2 


R3 


Pag. 3 



Paraque um determinado registroda Map- 
per aponte para jm determinado bloco do 
banco de 256 Kb basta escrever na porta 
de acesso do respective regjstro o niimero 
do bloco a ser "mapeado". 

Por exempio, vamos supor que o usua- 
rioqueJraqueapaginaOl de memoria seja 
o bloco numero 08 do banco de 256 Kb, O 
respons^vel pelo "mapeamento" da p^gi- 
na 01 e o registro R1 da Mapper e sua 
porta de acesso e FDH. Portanto basta 
que o usuano escreva nesta porta o nume- 
ro do bloco, ouseja: 

OUT 6HFD,0B 

Em um MSX sem a Mapper interna as 
linhas de endereqo Al5 e Al4 (azem a 
sele^ao das paginas de memoria: 



A15 


A14 


Paglna 








Pag. 





1 


Pag. 1 


1 





Pag. 2 


1 


1 


Pag. 3 



Com a Mapper interna instalada, as linhas 
Al 5 e A1 4 passam a selecionar os regis- 
tros da Mapper (RO a R3) que por sua vez 
selecionam os blocos do banco de 25G Kb. 

A15 A14 Registro 
RO 

1 Rl 

1 R2 
1 1 R3 



FUNCIONAMENTO 

Na figura 1 temos o diagrama em blocos 
da Memory Mapper interna de 256 Kbytes. 
Nesta figura podemos notar que o circuito 
basico da mapper possui: 

* um decodificador de I/O (Dec) 

• quatro registradores (Regs) 

■ um multiplexador (MPX) 

■ um circuito auxiliar de Refresh (AuxRfsh) 

O Z80 ao executaf uma operate de leitu- 
ra ou escnta (IN/OUTl nas portas de nu- 
meroE &HFC a &HFF, taz com que o de- 
codificador (Dec) envie um sinal de nivel 
logico "0" para os registros da Mapper, 
permitindo que estes sejam acessados 
peloZSO. 

Quando estes registros nao estao sen- 
do acessados pelo Z80 passam a ser se- 
lecionados pela linhas de enderegos A15 
a A14 e OS dados contidos nestes sao 
enviados ao multiplexador (MPX) que os 



transformam em linhas de endere9amento 
muitiplexadas MA8 e MA7. Que tambem 
sao parte inlegrante do circuito auxiliar de 
refresh. 

banco de 256 Kbytes e constituido 
por oito mem6nas dmamicas (41256 ou 
epuivalente). Estas memorias caracten- 
zam-se pelo armazenamento temporano 
dosdados (por fra^oesdesegundos). sen- 
do necessano que se faija periodicamente 
um "reavivamento" antes que os dados se 
percam. Para isto existe o Refresh. 

O Z80 possui internamente um circuito 
de Refresh que prove um "reavivamento" 
de ate 64Kbytes. O circuito auxiliar de 
refresh [AuxRfsh) faz com que esle se 
estenda ate os 256Kbytes. 



Na pr6xima edi^ao publicaremos a 
conclusao do projeto, com o esquema 
completo para voce montar sua Memory 
Mapper. □ 



FIGURA 1 



A14-A15 

A0-A1 

Barrs de dados 
da CPU 



2 



2 



Raglslradores 
(RO a R3) 



fl2~A.7- — 7^ 



Ml 



lORO 



DEC 



Z 



A6 



MPX 



MAS 



MA7 



AUX RFSH 



M-SELECT 



RFSH 




7°Fcnoy>Ft 

FEIRA INTERNACIONAL DO SOFTWARE, 
DO HARDWARE E SERVIQOS D EINFORMATICA 
20 A 23 DE JU I_ JH O D E 19 3 3 
A. N H E l\/l B I - 3AO P A. U L O 

fmfl-MOS UMfl VISITil - BtVISTfl CPU HUH P-3g. 



26 -CPU MSXN=34 



UOGO 



Batalha 1917 



Um jogo completo para voce digitar 



Sergio Cardoso Santos 
Renato Ferreira Barges 



Ojogo Batalha 1917 foi elaborado pe- 
los aulores, em 1 986, vjsando acres- 
centar maJs uma opqao aos apreciadores 
de logos de estrategia. Na epoca a Gra- 
djente chegou a analisar o programa, mas 
apos a sua aprova^ao, surgiu a necessi- 
dade de ao menos um dos autores viajar 
a Sao Paulo a fim de demonstrar o progra- 
ma, alem de corrigir pequenos defeitos 
que ainda exisliam. Infelizmente os res- 
pectjvos cursos de engenharia freqiJenta- 
dos pelos autores os impedJram de se 
ausentarem por um periodo major; deste 
modo a ideia de comercialtzaqao foi rele- 
gada a um segundo piano. O programa e 
razoavelmenteex1enso,sendoconstitu[do 
pela parte do programa em BASIC e pelos 
blocos em Linguagem de Maquina. O pro- 
grama na sua forma Integral contlnha tela 
de apresentaqao e voz. Entretanto, Isto 
significaria mais 20K de linguagem de ma- 
quina para a digjtaqao. Por este motive, 
nao serao apresentadas suas 11 stag ens, 

A MONTAGEM DO JOGO 

programa BASIC da I jstagemi deveser 
digitado e salvo em disquete com o nome 
de BAT.BAS, atraves do comando 
SAVE"BAT BAS". 

O programa da listagem 2, serve para 
auxiliar a digltaqao das rotinas em Lingua- 
gem de Maquina da listagem 3. Apos digi- 
tar, salve este montador e execute-o. 

Pnmeiro o programa pergunta o ende- 
reqo inicial do bloco, Deve-se entrar o en- 
dereqo inicial do bloco que esta sendo 
digitado. Como exempio, no case do bloco 
BAT! ASM, deve-se entrar EOOOcomo en- 
dereqo inicial. A partir dai deve-se digitar 
OS codigos hexadecimais, contorme a lis- 
tagem, 

A cada 128 bytes digitados, o compu- 
tador exibe na tela a soma parcial destes 
dados. Com isto e possivel verificar se 
houve erro na digitagao Casoasomanao 
coincida com a apresentada na revista, 
tecle duas vezes ENTER e comece de 
novo (execute o programa novamente) a 
partir do endereqo logo a seguir do ultimo 
somatorio. No fim do bloco tecle duas ve- 
zes ENTER e confira o somatorio. 



Ouando todos os blocos ja estiverem 
gravadoscomseusrespectivosnomes.so 
resta entrar o programa BASIC abaixo. 
Digite-o, grave-o como "BAT.RUN" e exe- 
cute-o. Bom divertimento. 

10KEYOFF : CLS 
20BLOAD"BAT1 ASM" 
30 BL0AD"BAT2.ASM",R 
40 BLOAD"BAT3 ASM",fl 
50 BL0AD"BAT4.ASM",R 
60 RUN "BAT.BAS" 

INSTRU^OESDOJOGO 

OBJETIVO 

objetivo do jogo e simples e similar ao 
xadrez. Cada jogador tem como objetivo 
avanqar seu exercito em dire^ao ao exer- 
cito inimigo visando destruir o rei adversa- 
rio. 

EXERCITOS 

Na parte superior da tela fica disposto o 
exercito vermelho, enquanto na inferior o 
preto. 

Cada exercito e composto de 30 pe- 
gas 

1 REI 

5 CANHOES 

8 INFANTES (divididos em dois 

grupos de 4) 
8 CAVALEIROS (divididos em dois 

grupos de 4) 
S TANQUES (divididos em dois 

grupos de 4) 

As peqas possuem uma hierarquia no que 
diz respeito a forga em combates. Esta 
hierarquia e mostrada de forma crescente 
na lista acima, islo e, os tanques sao as 
pe^as mais resistentes, enquanto o rei e a 
mais fraca. 

CENARIO 

O cenario e sorteado no inlcio de cada 
jogo, o que impede que o ]ogo tcme-se 
monotono, pois a cada nova partida dife- 
rentes estrategias deverao ser.usadas. O 



cenario e constituido por lagos, florestas, 
minas e arames farpados. 

LAGOS 

Os lagos podem ser facilmente reconheci- 
dos pela sua cor azul e o movimento de 
suas aguas. Nenhuma pega consegue 
atravessa-los, devido a profundidade. 

FLORESTAS 

As florestas sao constituidas por pinheiros 
verdes. Por serem florestas muito densas, 
so OS tanques conseguem desbrava-las, 
abnndo caminfio para que o resto do exer- 
cito atravesse, 

ARAMES FARPADOS 

Os arames farpados sao pretos e so po- 
dem ser atravessados por tanques, 

MINAS 

As minas [vestigios de guerras passadas) 
sao losangos pretos espalhados pela tela, 
Evidentemente, todas as pegas podem 
tentar atravessa-las, entretanto estarao 
correndo o risco que explodam . Devido ao 
tempo, muitas destas encontram-se desa- 
tivadas, entretanto e impossivel reconhe- 
ce-las sem experimentar, 

bOssola 

No centro da tela fia um retSngulo preto 
que deve ser usado como bussola durante 
o jogo. Nele encontram-se numeros que 
representam os oito pontos cardeais, 
Caso o jogador queira deslocar sua pega 
diagonalmente para cima e para direita 
(nordeste) devera teclar o niJmero 9 quan- 
do for solicitada a diregao no rodape da 
tela Para facilitar as ]ogadas, a bussola 
tem mesmo formato do teclado numerico 
de alguns MSX Para nao mover uma de- 
terminada peqa tecla-se na sua vez. 

PEQAS 

Depois de responder a diregao do movi- 
mento, o jogador devera determJnar a dis- 
tancia que a peqa deve se mover, Eviden- 
temente um cavaleiro tem uma (acilidade 
de deslocar-se muito maior que a de um 
rei, portanto cada pega tem seu limite m^ 



CPU MSX N= 34 - 27 



UOGO 



ximo de deslocamento que 6 moslrado no 
rodape da tela. Os limites sao: Cavaleiro - 
5, Infantes - 4, TanqueseCanhoes- 3, Rei 
- 2, Os canhoes sao de grande valor para 
o jogador, pois alem de movimentarem-se 
como as outras peqas, possuem a capacl- 
dade de disparar sobre o exercJto Inimigo, 
evideniemente com um certo llmite de al- 
cance (8) Na realidade, o disparos dos 
canhoes nem sempre sao precisos, por- 
tanto nunca confie exageradamente neles. 

DUELOS 

O exercilo preto subira em dire^ao ao ver- 
melho e esle descera, de modo que em 
algum momento haver^ o choque de pe- 
^as. Neste choque, o computador emits 
sons que indicam o sucesso ou fracasso 



do ataque. Quando o som for agudo signi- 
ficar^ que a pega que atacou fol derrotada. 
Caso o sinal seja grave, esta peqa fol a 
vencedora do d jelo. A fim de dar um maior 
toque de realismo ao jogo, existe um des- 
gaste das peqas, isto e, num primeiro due- 
lo e mujto provavel que um cavaleiro ga- 
ntie de um infante, entretanto neste duelo 
ele perde reslstencia, de modo que num 
outro, ele pode perder at6 de um rei. Exis- 
tem ainda os soldados que se destacam 
na guerra, assim sendo e muito dificil (mas 
nao impossivel) que um infante ganhe de 
um cavaieiro de primeifa, 

SELECT 

Atecia SELECT possibilita que o jogo seja 
salvo ou carregado [em disquete), que a 



jogada de uma determinada pe9a seja 
anulada ou ainda que a tela seja impressa. 
Evidentemente a impressora deve ser pa- 
drao. □ 



Sergio Cardoso Santos. Cutsa o B" periodo 
de Engenharia de Sislemas e Compula^ao na 
UEHJ, Trabaiha basicamenle com linguagem 
C e Assembly. Tern conhecimenlo em Basic, 
Pascal, C, Assembly, Dbase, Lotus, CAD. 
DOS B Windows. Possui jm MSX 2 e um 
AT386 SX25, com SVGA, impressora e mo- 
dem. 

Renato Ferreira Borges Cursa o 9° pen'odo 
de Engenharia de Computaqao na PUC, Tem 
conbecimento em Basic, Pascal. C, C++, As- 
sembly. Prolog, Lisp, Windows, DOS, Unix e 
Motit. Possui um MSX 1,1 e um AT386 DX33 
com SVGA, impiossora e modem. 



LISTAGEMDOJOGO 



BATALHA 1917 



PBOGRAMA DESENVOLVIDO POF 

— SERGIO CARDOSO SANTOS — 

- REHATO FERREIRA BORGES 



10 
11 
12 
13 
14 
IS 

2 SCREEN, , OiONSTOPGOSUB6 552 3:STOPON:ONERRORGOT06 
552 7;POXE6HFBBl, : POKESHFCAB, 1 iDEFUSRl^tHEOSJ iVPO 
KEBASE|5)*705,189 

3 ONINTERVAL=10GOSUB10000!DEFINTA-Z;EIHZ(7B) ,X( 7 
8) ,G(7 8) ;AS=CHRS{SB0B) 

60 A-IKT(RND( 1)*26)*1:Z=A 

70 B=INT(RND(-TIME)*12)+5:X=B 

80 C=IHT[RND( l)'5)+3 

90 D-lHT{RWD(-TIME)*7)+3 

100 E-INT[RND(-TIME)*2)+1 

110 F=INT{RND(-TIME)'2)+1 

120 VPOKE339,24a 

130 FORXX=lTOD 

HO FORZZ = 1TOC 

150 IFB>160FB<6 OR Z<10R Z>29THEN 190 

160 LOCATEZ,X:PRIKTAS 

170 IFE=1THENZ''Z + 1ELSEZ-Z-1 

ISO NEXTZZ 

190 lFF=lTHENB=B+lELaEB=B-l 

300 Z=A:X=B:KEXTXX 

210 W=W+l! IFW<10AHDAS=CHRS(fcHDB ) THEN6 

220 AS=CHRS(SHE01 :IFW<15 TBEN60 

230 AS=CHRS(SHE8) 

240 F0RC=lTO15 

250 A-INT[RND(1)*28)-H 

260 B=1NT(RND( 1)'21)+I 

370 LOCATEA,B:PRIHTAS 

280 NEXTC 

390 TFAS=CHRS[SHE8)THENAS=CHRS(&HE9) !GOT034 

3 00 ifas=chr$ (she9 )tbenas = " '':goto24 
310 ifas=" -thenas=" ":goto240 

32 LOCATE12, 9 ; PRINTCHRS ( SHEO ) ;CHRS ( SiHEO ) ;CHRS(SH 
EO);CHFS(fiHEO);CHBS[SHE0): LOCATE 12, 13 iPRlNTCHRS (S. 
HE0);CHRS(SHEO),-CHRS(fcHE0);CHRS(&HEO);CHRS[SHE0): 
L0CATE12, 10!PRINTCBRS(SHE0);CHRS(SH96);CHRS(tiH97) 
; CHRS ( SH98 ) ; CHRS ( 6HE0 ) 

33 1 L0CATE12 , 1 1 : PRINTCKRS { SHEO ) ; CHRS I 6H93 | ;CHRS ( S 
H94 I ;CHRS(SH9 5 ) ;CHRS(SHE0) :L0CATE13 , 12 : PRINTCHRS ( S 
HEO);CHRS[SH90);CHRS(SH91) ;CKR$[SH92) ;CHRS(tHEO) 
330 ' 

34 Z(0)=16+32;Z[2)-45+32:Z{3)=44+32:i{4)=13+32!Z 
(5) = 12 + 32!Z(7)=52 + 33:Z(8|'51 + 32!Zl9)=20t-32;Z(10) = 
19+32!Z(12)-41+32!Z(13)"4 0+32:Z(14)=9+32!Z[15)=8+ 
33iZ(n)=56+32;a(18)=55+32!Z[ 1 9 )-24+33 : Z [30 )=23+3 
2!Z{22)=37*33:Z(23)=36+32:Z(24)=5+32!Z(25)=4+32 



350 Z(27)=60+32!Z(28)=59*32!Z(29)=2B+32:Z(30)=2 7+ 
32!Z(33)=110+32!Z(33)-lll+32iZ(34)-112+33iZ(35)=l 
13+32;Z[361=114+32:Z(3 8)=72 0-32:Z(4 0)=6B4-32:Z(41) 
=685-32 ;Z142)=716-33:Z(43)=717-32:Z(45)=691-32:Z| 
46)=693-33!Z[47)-733-32!Z{4B)=734-32iZ(50)=680-32 

360 Z(S1)-6B1-32:Z(52)-712-32:Z(53)=713-32:Z(60)- 
676-32:Z(61)=677-32rZ(62)=708-32iZ(63)=709-32:Z(6 
5)=699-32:Z(66)=700-32;Z(67)=731-32:Z(68)=732-32; 
Z(55)=595-32:Z(56)=696-32:Z(57)=727-32:Z(5B)=728- 
32!Z(70}=622-32:Z(71)-62 3-32:Z[72)=624-33:Z(7 3)=6 
25-32 

361 A-RND(l)*I0-5:X(0)-7+A:X[3B)=7+A:FORA-2TO5:B- 
RND( 1 )"10-5iX[A+4 3)=35+B;X(A)=25+B!NEXTA!FORA=40T 
O43:B-RND(l)*10-5:X(A)=25+B:K(A-33)-25+B:NEXTA:FO 
RA=12TO15:B-RHD[l)*10-5:X(A)=20+B:X(A+43)-20+B:HE 
XTA:FORA=5DTO53!B=RND[l)*10-5:X(A)=20+B:X(A-33)'2 
0+B;NEXTA 

362 FORA=60TO63:B=RND(l)*10-5!X{A)"]5+B:X(A-33)-l 
5+B:NEXTA:FORA=32T03 6!B=RND( 1)*10-5;X(A) = 10->B:X(A 
+ 3B) = 10-»B:NEXTA:Z(74) = 626-32:FORA=22TO25:B''RND(l)* 
lD-5:X(A)=15+B:X(A+4 3)-I5+B:NEXT 

363 

FORA=0TO78:G[A)-6:NEXTA:RESTORE363:DATAl,6,ll,16,2 

1,26,31,37,39,44,49,54,59,64,69,76 

3 64 FC>RA=1T016!READB: Z ( B ) =- 1 : X ( B ) =0 : NEXTA 

3 70 GOSUB380!GOSUB390;GOSUB400!GOSUB410!GOSUB420! 
GOSUB4 30!GOSUB435 : GOSUB4 4 : GOSUB4 5 ! GOSUB52 ! GOSO 
B460!GOSUB4 70!GOSUB480iGOEUB490;GOSUB500:GOSUB510 
: INTERVALOH : GOTOl 

380 1FX( D)>DAHDX(0)<31THEHVPOKEBASE(5 )+Z( ) , SHFO; 

RETURN3 9 FORA-2T05 : IFX [ A ) >OANDX ( A ) <3 1 THENVPOKEBA 

SE(5)+Z[A),SHF1;NEXTA;RETURNELSEHEXTA:RETURK 

400 FORA=7TO10!lFX(A(>0AHDX(A)<31THENVPOKEBASE(5) 

+Z [A ) , iHF5 ; NEXTA : RETURNELSEHEXTA: RETURN 

410 FORA-12TO15:lFX(A)>0ANDX(A)<31THENVPOKEBASE(5 

1 +Z ( A ) , &HF2 ! NEXTA : RETURNELSENEXTA : RETURN 

420 FORA=17TO20:lFX(A)>0ANDX(A)<31TKEKVPOKEBASE[5 

) •Z(A),iHF6:NEXTA:RErURNELSENEXTA:RETURM 

4 30 FORA-22TO25:IFX(A)>0ANDX|A)<31THENVPOKEBASE[5 
) +Z ( A I , SHF3 : NEXTA : RETURNELSEHEXTA : RETURN 

4 35 FORA=27TO30:IFX(A)>0ANDX(A)<31THEHVPOKEBASE(5 

) +Z( A ),SHF7; NEXTA: RETURNELSEHEXTA: RETURN 

440 FQRA=32T03 6: IFX( A)>0ANDX(A) <3 lTHENVPOKEBASE(5 

1 +Z (A) , &HF4 ! NEXTA iRETURNELSENEXTA: RETURN 

4 60 IFX(381>0ANDX(3B)<31THENVPOKEBASE(5)+Z(3a],6H 

FB 

4 60 FORA='40TO43:IFX(A)>0ANDX(A)<31THEHVPOKEBASE[5 

) +Z( A ],SHF9: NEXTA iRETURNELSENEXTAl RETURN 

470 FORA-45T048: IFX ( A) >OANDX ( A )<31TKEtJVP0KEBASE( 5 

)+Z(A) ,SHFD: NEXTA IRETURNELSENEXTA! RETURN 



28 - CPU MSX N" 34 




ASO FORA=50TO53:IFX(A)>0ANDX(A)<31THENVPOKE8ASE(5 

)*Z( A ),SHFA:NEXTA;RETURHELSENE)(TA! RETURN 

A90 FORA=^5TO58:IFX(A)>0AHDX(A)<31THENVPOKEBASE(5 

) +Z [ A ) , t HFE : KEXTAi RETURHELSEHEXTA : RETURN . 

5 00 FORA-60TO63!lFX(A)>0&NDX(A)<31TKENVPOKEaASE(5 

)+Z(A) ,sKFB:NEXTA:RETURKELSENEXTA: RETURN 

510 FORA=65T068:IFX|A)>OAHDX(A)<3JTHEHVPDKEBASE(5 

) +Z ( A },tKDOiNEXTA:RETURNELSeHEXTA: RETURN 

520 FORA=70TO74 ! IFX [ A)>0ANDX(A)<3 1TKENVP0KEBASE( 5 

] +Z [ A ) , 6KFC : HEXTA ! RETURNELSENEXTA : RETURN 

1000 ' 

1010 IF YY=OTHENXXS=CHFS(SHF0)ELSEXXS-CHRS(tiHF8) 

1020 GOSUB2B90: 1=2 ;GOSUB 2600 

1030 IP G=0THEH1090 

1040 RB=Z[VV):FORY-1TOU 

105 GOSUB26SO:IFRR<OORRR>736THEN1090 

1060 IFCH<>32AHDCH<>tHE9THEKWW-0:GOSUB60000!lFWW= 
1THEN1090 

1061 IFRR>704THEN1090 

1070 POKEBASE(5)+3(YY),32!Z(YY)-RR 

1071 A''USRl(2):GOSUB25030!lFCH=&HE9TliEHGOSUB65500 
10 75 IFYY-0THEHGOSUB380ELSEGOSUB4 5 

108 NEXTY 
1090 GOSUB2B90 
1100 ' 

1109 YY=YY+2 

1110 FORA=YYT0YY-'3: IF X(A) = 31THENNEXTA! ¥¥=YY+3 : GO 
TOI280 

1120 IF¥V<6TKEHXXS''CHRS(fiHFl)ELSEIFYY<llTHENXXS-C 
HRS(tHF5)ELSEIFYY<4 4THENXXS=CHRS(SHF9)ELSEXXS=CHRS 
(&HFD) 

1130 GOSUB2890 

1131 I=3!GOSUB 2500 

1140 IF G=0THENYY-YY-t3!GOTO1270 

11^0 TT-2:GOSUB50000 

1220 RF=Z(YY) : FOBY=1TOU:GOSUB2 660 : IFRR<0ORRR>735T 

HEN1260 

1230 IFCH032 ANDCHOSHDS AHDCH06HE8 ANDCHOSHE9 
THE(IWW-0:GOSUB60000!lPWW-lTHEN1260 

1231 IFRF>704THEH12 60 

1210 IFX(YY)>0ANDX(YY)<31THENfi=USBl(2) :GOSUB2 5030 

! VPOKEBASE(5)+Z[ YY) ,32: Z(YY)=RR: IFYY<6THEHGOSUB39 

OELSEIFYY<11THENGOSUB4 0ELSEIFYY<44THENGOSIIB4 6 0EL 

SEGOSUB4 70 

1241 IF CH=SHE9THENGOSUB65500 

12 50 NEXTY 

1260 IF X(YYi-l)<>0THENYY=YY*l:GOTO1220 

1270 GOSUB2890 

1280 IFYY«:=5THENYY=7:GOTO1110 

12 9 IFYY<=4 3AHDYY>39TKEHYY=4 5!GOTO1110 

1300 ' 

1309 YY=YY+2 

1310 FORA=YYTOYY+3;IFX(A)=31TKEHNEXTA!YY=YY+3;GOT 
O1490 

1320 IFYY<16THENXXS=CHRS[SHF2)EI.SEIFYY<21THENXXS = 
CHRS(6HF6)ELSEIFYY<5 4THEHXXS=CHRS(tHFA)ELSEXXS-CH 
RS[SHFE) 

1330 GOSUB2890 

1331 I=5:GOSUB 2600 

1340 IF G=0THENYY=YY+3:GOTO14S0 

1350 TT=2!GOSUB50000 

1420 BB=Z( YY) ! FORY=lTOU 

14 30 GOSUB2660!lFRR<0ORRR>735THENl4 70 

1440 IPCH<>32AHDCH<>SHE9THEHWW=O:GDSUB6O0O0!lFWW- 
1THEN1470 

1441 IFRR>704THEH1470 

14 50 IPX) YY)>OAHDX( YY)<31THENA=USR1(2) !GOSUB25 30 

:VPOKEBASE(5)*Z(YY),32:Z(YY)-RR!lFYY<16THENGOSUB4 

10ELSEIFYY<21THENGOSUB42 0ELSEIPYY<54THEHGOSUB4a0E 

LSEGOSUfl4 9 

1451 IF CH=SHE9THENGOSUB65S00 

14 60 NEXTY 

1470 IP X{YY+l)<>0THENYY=YY+l:GOTO1420 

1480 GOSUB2890 

1490 IFYY<=15THENYY-n:GOTO1310 

1500 IFYY<=53AHDYY>4 9THENYY-55:GOTO1310 

1510 ■ 

1519 YY-YY-t2 

1520 FORA=YYTOYY + 3:IF X(A)-31TBENNEXTA:YY=YY->3:GO 
TO1700 



1530 IF YY<26THENXXS=CHRS(SHF3)EI.SEIFYY<31THE»XXS 
=CHBS(SHF7)ELSE1FYY<64TKEHXXS-CHRS(<.HFB)ELSEXXS-C 
HBS(*iHDO) 

1540 GOSUB2890 

1541 I=4:GOSUB 2600 

1550 IF G=0THEHYY-YY-i-3:GOTO1690 

1560 TT=2 :GOSUB50000 

1630 RR=Z(YY| :FORY=lTOU 

164 GOSUB2 660:IFRR<0OBRR>7 3 5THEH1680 

1650 IFCH<>32AKDCK<=-fiHE9 THENWW=0!GOSUB60000 : IFWW 
-1TKEH1680 

1651 IFRR>704THEN16eO 

1660 IFX(YY)>OANDX(YY)<31THENA=USR1(2):GOSUB2 5030 
:VPOKEBASE(5)+Z{YY),32:Z(YY)=RR!lPYY<26THENGOSUB4 
3DELEEIFYY<31THENGOEUB4 3 5ELSEIFYY<65THENGOSUB500E 
LSEGOSUB510 

1661 IF CH=6HE9THENGOSUB65500 
1670 NEXTY 

1680 IP XtYY'l )<>0THEHYY=YY+1 [GOTO1630 

1690 GOSUB2890 

1700 IFYY<=25THENYY=27:GOTOl520 

1710 IFYY<=63ANDYY>5 9THEHYY=6 5:GOTO]520 

1720 ' 

1730 YY-YY+2:FORA=YYTOYY+4:IF X ( A)=31THENNEXTA! YY 

-YY+4!SS=SS*4:GOTO 2060 

1740 IF YY<37THENXXS''CHBS[SHF4)EI.SEXXS-CHRS(*HFC) 

1750 GOSUB2890 

1751 I-3:G0SUB 2600 

1760 IF G=0TBENYY=YY*4:GOTO1870 

1770 TT=3 iGOSUB50000 

1810 RR=Z(YY)!FOBy=lT0U 

182 GOSUB2660:IFRR<OORRB>735THEN1B60 

1830 IFCH032AMDCHO&HE9 THENWW=0 : GOSUB60000 i IFWW 
=1THEN1B60 

1831 IFRR>704THEm86O 

184 IFX(YY)>0ANDX(YY)<31THENA-USR1(2) 1GOSUB2 50 30 

:VPOKEBASE(5)+Z(YY),32iZ(YY)=RR:IFYY<37THENGOSUB4 

4 0ELSEGOSUB52 

1841 IF CH=SiHE9THEHGOSUB65500 

1850 NEXTY 

1860 IF X(YYi^l)<>0THENYY=YY + l!GOTOlfll0 

1870 GOSUB2890:GOSUB2a90 

1880 FORA='YY-4TOYY!lPX(A) = 31THENNEXTA:GOTO2060ELS 

ELOCATE0,22:PRINT"Dire?ao";CBRS(iiKBD).-"do";C:HRS[i 

HBD);"tirD";CHRS(SHBD);"7";CBRS(tiKBD);CHRS(iHBD); 

CHRS ( SHBD) ; CHBS [ SHBD ) ; CHRS ( SHBD) ; CHRS ( SHBD] ;CHRS ( S 

HBD);CHBS[iBBD);CHRS(*iHBD) ; CHRS I &HBD) ; CHRS ( SHBD) : 

1890 SS=YY-4 :PL=0;LP^1:GOSUB30000! IP(ASC(IS )>SH2F 

ANEASC1IS)<SH3A ANDASC(IS)<>SH35)THENG-VAL(IS|E;LS 

E1880 

1900 IP G='0THENSS=SS + 4 :GOTO2050 

1901 IF (G-70BG=40RG=10RG=8)AKD(G[SS)=90RG(SE|=60 
RG(SS)=3ORG[SS)-2)THENGOSUB5 5100:GOTO 1909 

1902 IP (G-9OBG=6OBG=3ORG=2)AND(G[SS)-10BG(SSl=40 
RG[SS)=70BG[SS)=8)THENGOSUB65]00 

1909 FORA=SETOSS+4!G(A)=G:NEXTA 

1910 LOCATEO, 22 !PRINT"Alcance"; CHBS (SHBD); "7";CHR 
S { SHBD ); CHBS (SHBD);" 1-8 ";CHR5(iHBD); CHRS (6HBD);CH 
RS [ SHBD); CHRS ( SHBD 1 ; CHRS [ SHBD) ; CHRS ( SHBD) ; CHBS ( SB 
BD ) ; CHBS (SHBD ) ; CHRS ( SHBD ) jCHRS ( SHBD ) j CHRS ( SHBD) ;C 
HRSISKBD); 

1915 PLS=CHRS(ASC(MIDS(STRS(G),2,2) )+SH5F) 

1920 LP=l:PL-l!GOSUB3 0000:U=VAL(lS) i IFU<l0RU>BTHE 

N1910 

1930 RB=Z(SS)!FORA-1TOU:IFX(SS)-31THEN204 

1940 GOSUB2660 

1943 IFRR/32=(RR\32)THENGOSUB3920:GOTO 2040 

1944 IFRR>1/32=(RR-H\32)THEHGOSUB3920!GOTO 204O 
1950 NEXTA 

1960 L=INT(RND(-TIHE)-8) : IPG<>4ANDG<>6THEHIFL-=2TH 

ENL-32ELSEIFL=3THENL=-32ELSEL=0 

1965 IFG=40RG=6THENIFL=2THENI.=-IEI.SEIPL''3THEHL-1E 

LSEL=0 

1970 RR=RR+L;CH-VPEEK(BASE(5)*RR) 

1971 IF (CH>SH8F ANDCH<SH9A)0RCH=SHDB OR (CH>SH2C 
AHDCH<122 )ORCH=lfi9THENGOSUB3 92 0; GOTO 2 04 

1980 VPOKEBASE(5]+RR,S.HF:IFCH=SHE0THEHA=USBl(2)iG 

OS1IB25 02 0ELSEA=USB6[01 :GOSUB3 92 

1990 IFRR<0OBBB>704THEN2 04 

1999 IF CH<SHFO ANDCK<>SHD0THEN2001 



CPU MSX N' 34 - 29 



A Nemesis acaba de provar mais uma vez o scu 



lor pelo MSX... 



'Pla est^ lanfando com exclusividade, a grande 
novidade do ano em termos de software para 
esta linha. Trata-se da nova versao do maior 
"best-seller" nacional, o "MSX PAGE MAKER". 

■r o "MSX PAGE MAKER DeLuxe" que 

incorpora diversas implementa^oes ineditas 
no mercado, tomando-o comparavel aos 
melhores produtos intemacionais criados para as 
linhas Amiga c PC! Vcja alguns de seus recursos: 

IV/i'aior velocidade de operagao; instalafao 
automatica com ou sem "MEGARAM 
DISK"; novos modules para confec^ao de faixas 
gigantes e posters de criafao imediata; novas e 
mais complelas fun96es de desenho; novas 
op96es de bordas de pagina com possibilidade de 
redefinigao e carregamento de bordas 
personalizadas; novo sistema de manipula9ao de 
"shapes" com cria9ao, rota^ao, reversao, incdito 
movimento ponto-a-ponto. 

r\ novo "MSX PAGE MAKER DeLuxe" 

imports textos criados em outros editores 
como o "MSX WRITE"ou o "WORDSTAR", 
com filtro de acentuayao e caracteres de 
controle. Importa tambcm toda a variedade de 
fontes de alfabetos, figuras e "Clip-Arts" 
existentes para a linha MSX e PC. 

Cun, o "MSX PAGE MAKER DeLuxe" Ic 

diretamente discos de letras e figuras do PC 
no padrao "PRINT MASTER", "PRINT SHOP" e 
"NEWS MASTER". Acredite se quiser! 



c^LjecJ^i, 



VLxe 



As paginas criadas no "MSX PAGE MAKER 
DeLuxe" podem ser gravadas em formato 
compactado, o que economiza espa9o nos 
disquetes. Podem ser impressas em 3 tipos de 
resolu^ao, inclusive em resolu^ao de "plotter". 
As paginas podem ser impressas tambcm atravcs 
micros da linha PC, 

Ce voce ja possui uma copia original do "MSX 

PAGE MAKER", voce nao pode deixar de 
atualizar a sua versao per uma pequena parcela do 
valor de tabela. Mas se voce ainda nao possui um 
"MSX PAGE MAKER", aproveite para entrar no 
fascinante mundo do "desk-top publishing" com 
seu MSX. Voce vera que nunca foi tao facil criar 
cartazes, trabalhos escolares, cart5es pessoais e 
festivos, propagandas em geral, estorias era 
quadrinhos, "fanzines", etc. 

r\ "MSX PAGE MAKER DeLuxe" funciona em 

disk-drives de 5 1/4 ou 3 1/2 conectados a 
qualquer MSX nacional ou importado, e vem com 
um completo manual de instru^oes. 

pre^o de lan^amento: Cr$ 250.000,00 em 5 1/4 e 
^ Cr$ 280.000,00 em 3 1/2. Se voce ja possui uma 
versao anterior, envie o disco com a mesma, e 
inclua um cheque de Cr$ 150.000,00 para a 
NEMESIS INFORMATICA LTDA. no endere?©: 
Caixa postal 4.583 Cep 20.001-970 • Rio de 
Janeiro - RJ. Ou venha diretamente ao nosso 
"Show-Room" na Rua Sete de Setembro, 92 sala 
1.203 - Centre - Rio de Janeiro - RJ. 




Mobile 



Se o seu MSX anda desanimado, Mobile nele ! 



O Mobile e o mais novo programa de animagao em cores 
ja desenvolvido para a linha MSX. Com ele, voce pode 
soltar a sua imaginagao e criar animagoes com efeitos 
sonoros incriveis. O mobile acompanha ainda 4 progra- 
mas adicionais para o seu melhor aproveitamento : 



Pincel : 

Conversor de telas padrao 
Graphos, Eddy 2, Graphic 
Master, etc., para serem 
utilizadas pelo Mobile. 

Shazam : 

Converte shapes padrao 
.SHP para sprites, a fim de 
serem utilizadas no Mobile. 



Batuta : 

Sonorizador de Animagoes. 
Com ele, voce pode sonorizar 
suas animagoes sem nenhuma 
dificuldade. 

Doutor : 

Com esse utilitario, voce 
pode converter as fontes 
(letras) do aquarela para 
se adaptarem ao Mobile. 



O Mdbite acompanha 03 disquetes -»- 
manuat complete e detalhado + os 
4programasauxiliares acima citados 

Tudo isso par apenas: 

Cr$ 390.000,00 



Voce nao precisa pagar nada adiantado \l Envtamos 
o seu M6bi!e atraves do Sedex a Cobrar, e voc6 s6 
ira pagar quando recehera sua encomenda e retira- 
la no correio mais pr6x)mo de sua casa. 
' Disponivel somente na versao 5 1/4 . 

Fone: (011) 871.0329 



Microgames Technology Ltda. : Cx.Postal; 1 51 02 - Cep: 01 599-970 - S.Paulo/SP 



UOGO 



2 000 FORA=0TO75!lFRR=Z(A)THENZ(A)=-liX(A)-31:PLS= 

CHES(S»F);SWAPXXS,PI.S!FORR=lTO2 4:GOSUB3 890:NEXTRi 

SWAPPLS.XXSiGOTO 2001ELSE NEXTA 

2001 IF X(0)=31ORX{38)-31THEN6al00 

2020 VPOKEBASE(5)+RR,32 

2030 IF CH-BHEO THENVP0KEBAEE(5 )+RR, CH 

2040 IFX(SS-H)<>0THENSS-SS+l!GOTO1930 

2050 GQSUB3890 

2060 SS=SS+38:YY"YY+2!lFYV>73THENyY-0 

2061 GOTO 1000 

2 6 LOCATED , 22 : PRINT"Direeao " ; CHRS ( iHBD ) ; " 7 " ; CHR 

S(SHBD);CHRS(SHBD);CHRS(fiHBD) ; CHRS (SHBD) ; CHRS ( SHB 

D);CHRS(fcHaD);CHRS(SHBD);CHRS(&HBD);CHRS(SHBD);CH 

RS ( SHBD ); CHRS ( SHBD); CHRS (SHBD);CHRS(*iHBD); CHRS (SH 

BD ); CHRS ( SHBD ); CHRS (tHBD);CHRS(iiHBD); CHRS (SHBP): 

2610 LP=0:PL=0:GOSUB3 0000:IF(ASC{IS)>SH2FAKDSSC(I 

S!<SH3A AHDASC(IS)<>SH351THENG-VAL(lS|ELSE2 600 

262D IF G-OTHENRETUFN 

2635 IF (G=70RG-40RG=10RG-8)AND{G(Y¥)=90RG[YY)=6O 

RG[YY)=3ORG(Y¥)=21THENGOSUB65100!GOTO 2 62 9 

2625 IF (G-90RG=60RG=30RG=2)AND(G{YY|=10RG(YY)=4O 

RG(YY)-7ORG(YY)=B)THENGOSUB65100 

2629 IF YY=0ORVY=38THEMG(¥Y)''GELSEFORA=YYTOYY+4!G 
(A)-G:KEXTA 

2630 LOCATE0,22:PRINT"Distancia-;CHRS(tHBD);"J";C 
HRS(iiHBD);CHRS(SHBD);"HAX>";MIDS(STFS(I),2,l) jCHRS 
( KHBD ) ; CHRS ( SHBD) ; CHRS ( &HBD ) ;CHRS ( &HBD) ; CHRS ( IHBD) 
;CHRS{6HBD] ; CHRS [fcHBD); CHRS (SHBD) 

263 9 PLS-CHR$(ASC(MIDS(STRS(G),2,2) )+SH5F) :PL-1 

264 LP=0:GOSUB3 000:U-VAL[IS):IFU<lORU>ITHEN2 630 
2650 FETURH 

2660 IFG-BTHENRR=RR-32!RT=-32 

2670 IFG'9THEKRR-RR-3l!HT=-31 

2680 IFG=6THENRR=RR+1:RT=1 

2690 IFG-3THEHRR=RR-i-33!RT=33 

2700 IFG-2TKENRR=RR+32:RT=32 

2710 IFG=lTHENRR-RRt31:RT=31 

2720 IFG=4THENRR=RR-1:RT=-1 . 

2730 IFG=7THEHRR=HR-33!.RT'=-33 

2740 CH=VPEEK{BASE{S)*RR) 

2 750 RETURN 

2 890 CS = "00D"-i-HEKS(8*ASC(XXS) ) : BS-RIGHTS (CS , 4 ) : PO 

KESHE0CB,VAL("SH''+RIGHTS (BS.2 ) ) iPOXESHE0CC,VAL| -S 

H-+LEFTS(BS,2))!U1=USR1(1) : RETURN 

2900 KS=31:GOSUB2B90jA-USRH2) 

2 901 ZA=l!A=0!B=13:D=0:E=13:CLS:IFX(0)=31ANDX(3B) 

-31THEN65000 

2905 IF X(0)-31TKENV=2:GOTO2930 

2910 IF X(38)-31THEHV=l:GOTO2930 

2920 IF YY=0 THEN V=1ELSE V=2 

2930 CLSiLOCATE3,3!PRINT"0 EXERCITO VEHCEDOR E O" 

2 94 LOCATE10,7:IFV-1THENPRIKT"VERMELKO"ELSEPRINT 

- PRETO-:GOTO3010 

2 950 gS=""!FORC=2TO10;IFX(C)>0ANDK(C)<31THENGS-GS 

■fCHRS ( tHFl ) ! HEXTCELSENEXTC 

2 960 FORC=12T020;IFX(C)>OANDX(C)<31THENGS=GS+CHRS 

{ SHF2 ) ! NEXTCELSENEXTC 

2 97 F0RC''22TO3niIFX(C)>0ANDX(C)<31THENGS=GS'-CHRS 

( SHF3 ) : NEXTCELSENEXTC 

2 980 FORC=32TO36;IFX(C)>0ANDX(C)<31THENGS-GS->-CHRS 

{ &HF4 ) ! NEXTCELSENEXTC 

2 990 A-[2 9-LEN(GS) )/2:LOCATE13,B-2!PRINTCHRS(tHF0 
) iLOCATEA, B! PRIMTGS ! IFZA-lTHEHE=E+5 ! ZA-ZA+2 

3000 IFZA'2THEH 3D60 

3 010 GS = " " -. F0RC=4 0TO4 B ! IFX ( C 1 >OANDX ( C ) <3 ITHENGS-G 
S+CHRS ( 6HF9 ) : NEXTCELSEHEXT 

302 FORC-50T058:IFX(C)>OANDX(C1<31THEHGS=GS+CHRS 

(SHFA) : NEXTCELSENEXTC 

3030 FORC=60T068:IFX(C)>DANDX(C)<31THENGS=GS+CHRS 

(SHFB) [NEXTCELSENEXTC 

304 FORC-70TO74:rFX[C}>DANDX(C]<31THENGS=GS+CHRS 

(fcHFC) [NEXTCELSENEXTC 

3050 D=(2 9-LEN[GS) ) /2 :LOCATE13,E-2 sPRINTCHRS (SHFB 

1 [LOCATED, El PRINTGS : JFZfi=lTHENZA=ZA+l : B-B+5 !G0T02 

950 

3 051 IFX(0)=31ANDX[38)-3]THEN65ni0 

3060 FORA-lTOlOOOOsNEXTA 

3870 CLS[LOCATE4,9[PRINT"OUTRO JOGO ? (S/N)" 

3880 A=USR1(4 ) [SCREEN, ,1 

3890 AS=INKEYS[IF AS=" "THEH3890 

3900 SCREEN, ,0[IF AS = "S"THEHCLEARiCLS! FORS=1T023 ! 

VPOKEBASE(5)+G, SHDB! G=G+32 [ VPOKEBASE( 5 )+G-l, fcHDB[ 



NEXTS : F0RS-1TO32 : VPOKEBASE [ 5 ) +S , 6HDB [ VPOKEBAEE ( 5 ) + 

Sf735,SHDB[NEXTS[RUN 

3910 END 

3920 RESTORE3930[FOR TY-0TO13!RE&DB[ SOUKDTY, B[ HEX 

TTY 1 RETURN 

3930 DATA 0,0,0,0,0,0,20,247,16,0,0,100,60,0 

10000 DEFUSR"SHEO41[Y9=USR(0) [RETURN 

25000 SOUNDll, 100[SOUND12, 150[SOUKD2, 100[SOUND3,1 

5 ! EOUND9, 15 [ FORA=lTO100 [ NEXTAi SOUNE9, 

2 5 001 SOUNEO,255[SOUND1,5[SOUND2,255[SOUND3,B[SOU 

ND4 , ! S0UHD5 , [ SOUNDS, [ S0UND7 , SBl 1 100 [ SOUNDS, 16 

!SOUKD9,16[SOUND10,16!SOUND13,0iFORTY=lTO390[NEXT 

TY[ RETURN 

2 5010 SOUNDll, 100[SOUND12, 150!SOUND2, 100 : SOUND3 , 1 

5 [ SOUND9, 15 [ FORA=lTO100 : NEXTA[ SOUHDB, 

25011 SOUNDO,2 65[SOUNDl,0!SOUND2,OiSOUND3,8[SOUND 

4, 0[ SOUNDS, 0: SOUNDS, 0:SOOND7,iB111000:SOUNDS,16!S 

OUKD9,16[SOUND10,16:SOUND13,0[FORTY=lTO400;HEXTTY 

; RETURN 

2 5 020 SOUNDll, 20 [S0UHD12, 35 iSDUHD7,0 [SOUNDS, 10 [SO 

UND8,16!SOUND9,16[SOUND10,15:SOUND13,0!VPOKEBASE( 

5)+RR,CH[RETURN 

2 5 3 S0UND2 ,25-. SOUMD3 , 1 I SOUNDS , 15 : FORA=- 1TO20 [ NE 
XTA [ S0UND9 , [ RETURN 

30000 A-USR1{4) [B=1[C=1 
30010 IS=IHKEYS:SCREEN,,1 
30015 GOSUB 2a90[B=B+l 

3 020 IFIS=""THEHFORA=lTO90[ NEXTA [IFPL=0THENGOTO3 
0010ELSESWAPXXS,PLS[GOSUB2B90[C=C+1[SWAPXXS,PLS:G 
OTO 3 0010 

30025 SCREEN,, 0: IF B/2=B\2THENGOSUB2890 

30026 IF C/2-=C\2THENSWAPXXS,PLSiGOSUB2B90[SWAPXXS 

,PI-S 

30030 IFIS=CHRS(SH18)THENRETURN40000 

30040 RETURN 

35000 LOCATEO, 22; PRINT"! I jmprime"; CHRS (SHBD); "(A| 
bor ta" ;CHRS ( SHBD), ■■■ (M)enu "; CHRS (SHBD);" 1";CHRS(SK 
BD) J !A-USR1(4) [SCREEN, , 1 

35001 IS = INKEYS[IFIS=""THENFORA-'1T04 0[ NEXTA [GOT03 

5001 

35002 SCREEN, , ! IFI$="A"THENIFLP=0THEN2600ELSE188 


35003 IFIS="I"THENPU=1:A=USR1(7) : GOTO 60104 

35004 IFIS<>"H"THEN350DO 

4 0000 LOCATEO,22[PRINT"(L)oad";CHRS[SHBD);"(S)ave 
"; CHRS (SHBD) ;"[M)enu"; CHRS (SHBD); "2" ; CHRS ( SHBD ) ; C 
HRS ( SHBD ); CHRS ! SHBD ); CHRS (SHBD); CHRS (SHBD); CHRS (S 
HBD) ; ;A=USR1(4 ) [SCREEN, , 1 

4 0001 IS=INKEYS!lFlS=""THENFORA=lTO4 0[ NEXTA 1G0T04 

0001 

40002 SCREEN, ,OiIFIS="L"TKEM 40O6O 

40010 IFIS-"S"THEN40030 

40020 IFlS="M"THEN3liOOO 

40021 GOTO 40000 

4 0030 BSAVE"B1. DAT", 6 144,6911,3 

40040 0PEN"B2.DAT"FOR 0UTPUTAS#1 

4 0050 FORA=0TO75[ [ PRIHT#1 , X ( A) ! PRINT#1 , Z (A) [NEXTA 

[PBINT#l,YV[PRINT#l,SS!CLOSE:IFLP-0THENGOTO2 6 0EL 

SE18B0 

4 0060 GOSUB2 890[BLOAD"B1.DAT",S 

40070 OPEN"B2 .DAT"FOR INPUTAS#1 

4 008 FORA=0TO75[INPUT#l,X(A) [ INPUT#1 , Z (A) ! NEXTAi 
INPUT#1 , YY [ INPUT#1 , SS [CLOSE 

40090 JFVV>37THEHKL=YY-38ELSEKL=YY 

40100 ONKL+lGOTOl 000,0, 1120, 1120, 1120, 112 0,0, 1120 
,112 0,112 0,11 20, 0,1 32 0,1 32 0,1320, 1320, 0,1 32 0,1 32 0, 
1320,1320,0,1530,1530, 1530, 1530,0,1530,1530,1530,1 

5 30,0,1740,1740,1740, 1740, 1740 

50000 IF G=70RG''80RG=90RG=4THENFORJ-'1T04 IFORK-YYT 

0YY+TT[IFZ(K)>Z(KH)THENSWAPZ(K),Z(K+1) jSWAPX(K), 

X(K->1) :NEXTK,JELSENEXTK,J 

50010 IF G-60RG=3ORG=2DRG=lTHEHFORJ=ITO4[F0RK-'YYT 

0YY+TT:IFZ(K)<Z(K+1)THENSWAPZ(K),Z(K+1);SWAPX(K), 

X(K->1) [NEXTK,JELSENEXTK,J 

50020 RETURN 

60000 ■ 

60001 IF CH=SHDBOR CH-SHEO OR CH^SHEB OR CH=SHDBT 
KEN WW-1:RETURN 

60010 IF YY<37 ANDCH<SHF8 AND CH>SHEFTHENWW-1 sRET 

URN 

60020 IF YY>37 AND(CH<SHFFAHDCH>SHF7ORCH=SHD0 )THE 

NWW^ 1 [ RETURN 



32 - CPU MSX N= 34 



UOGO 



60026 IFYV<37THENFF'-3BELSEFF=0 

60030 FOm=FFTOFF+37;IFRS=Z(I)THENE8-X{¥Y);X(YY) = 

X(YY)-X(I):X<I)-X[I)-E8EI.SEHEXTI 

6004 IFX(YY)<lTHENX(VY)=3l!A-USRl(2) jGOSUB2 5010i 

VPOKEBASE ( 5 ) +RB-RT, 3 Z : Z ( YY ) =-1 ! WW=1 

60050IFX(I)<1THENA=USR1(2) :GOSUB?5000lX( 11 = 3 1: Z( I ) 

--1 iVPOKEBASE{ B ) +BB, 32 

6O051 IF X{0)"3]ORK(38)=31THEN 60100 

6 00 60 RETURN 

60100 A-USR1(4) 

60101 LOCATEO, 22 : PRIHT"Quei: imprimit 7 [S/N) "; iSC 
REEN, ,1:IS=INKEYS!IFIS=""THEN6 01D1 

60102 SCREEN, ,0:IF IS-"M"THEN2900 

60103 IF I$<>"S "THEN60101 

60104 LOCATE0,22:PRINT"Batalha 1917 - by SfcBSOF 

T" 

602 00 POKESHEODF,£H6E!POKESHEOEO,SH79lA=USRl(3)!l 

FPU=0THEN2900ELSEA=USR1 ( 8 ) i GOSUB65529 ! PU-0 : IFLP-O 

THEH2600ELSE18B0 

65000 I,OCATE11,3:PRINT"EMPATE"!GOTO 2950 

65010 YY=0:Z-15:LOCATE4,2Z:PRINT"DECISAO FOR PONT 

OS ! ";FORA=lTO1000!NEXT 

650J5 L0CATE1,Z:PRINT"PE<;A =" iLOCATElS, ZiPRINT"TO 

TAL=" 

65017 IF YY>lftNDYY<nTHENXXS-CHRS(fiHFl)ELSEIFyY>3 

9ANDYY<'19THENXXS=CHRS(SHFD) 

55018 IF YY>11ANDYY<21THENXXS-CHRS{SHF2)ELSEIFYY> 

4 9AHD¥Y<59THENXXS=CHRS ( 6HFE ) 

65019 IF YY>21ANDYY<37THENXXS=CHRS[6HF3)EI.SEIF¥Y> 

5 9ANDYV<6 9THENXX$=CHBS ( SKDO ) 
65020 

IFYY=0TKEHXXS=CHRS { &HFO ) ELSEIFVY=38THENXX$-CHRS ( 6 

HF8} 

65021 IF YY>31ANDYY<37THENXXS=CHRS(fiHF4)ELSEIFVY> 
69ANDYY<75THEHXXS-CKRS!tHFC) 



65025 lFX(YY)<31ANDK(YY)>0THENLOCATE8,ZrPBIKTXXS: 
LOCATE22 , Z : SO=SO+X ( YY ) : PRINTSO 

6S02 7 YY=Y¥+1 ! IFYY-3 7THENZ=B+7 : DO^SOi SD=0 

6502 8 IFYY>=75TKEN65030ELSEGOTO65015 

65029 IF SO>DOTKENV=2ELSEV=1 



65030 IF SO-DOTHENLOCATE4,22:PRINT" 
-:GOTO3060 



EHPATE 
65031 LOCATES, 3!PRINT"0 EXERCITO VENCEDDR E O" 



65040 
LOCATE10,7!lFV=lTHEHPRINT"VERMELHO"ELSEPRIHT PRE 

TO":GOTO3060 

65100 JHS="000"+HEXS(S-ASC(XXS))!JHS=RIGHTS(JHS,4 
) :POKEI.HE001,VAI.("SH"+RIOHTS(JHS,2) ):POKESHE002,V 
AL("SH-+LEFTS(JHS,2) 1 lAS^USRl (5 ) iRETURN 

65500 A!=RND(-TIME):IFA1<.5THENRETUBNELSEX(YY) = 31. 
!Z(YY)=-l:VP0KEaASE(5)+BH, 32 : VPOKEBASE[ 5 )+RR-BT, 3 
2:A=USB1(2):GOSUB3920:VPOKEBASE(5)+RR,SHD7:PLS=CH 
RS(SHD7)!SWAPXXS,PI.S:FORB=lT010:GOSUB2890!NEXTBlS 
WAPXXS , PLS !VP0KEBASE( 5) +RB, 32 : GOTO 60051 

65527 RESUMENEXT 
6552 8 RETUBN 

6552 9 GOSUB380!GOSUB390:GOSUB400:GOSUB410!GOSUB42 
- ROSUB4 3 i G0SUB4 35 : GOSUB4 40 : G0SUB4 50 : GOSUB52 : GO 
EUB4 6 : GOSUB4 7 : GOSUB4 8 : GOSUB4 90 ! GOSUB5 00 : GOSUB51 
: RETUBN 



MULTI-INFO 

SUPCR VCNDfl COM PRC^OS INCRIVCIS 



Cartao 80 colunas para MSX (sem editor) 

Cartao 80 colunas para MSX (com editor) 

Interface para drive com cabo (MSX) 

Fonte para 2 drives 

Gabinete para drive 

Placa 2+ com FM 

Drive para MSX 360K 

Joystict; para MSX 

Megaram 256K 

Placa FM 

Micro MSX Gradiente Plus 

Impressora Lady 80 para MSX 

Impressora lady 90 para MSX 

nv. Cupece, 6062 niece 4 Lejo 3 - Jordim Miriam 
FONC: (Oil) 563-9568 - FAX: (Oil) 



us$ 


35.00 


US$ 


40,00 


uss 


25.00 


us$ 


15.00 


uss 


7 00 


uss 270.00 


USS 


130.00 


uss 


7.00 


uss 


50.00 


uss 


80,00 


uss 220,00 


USS 250.00 


uss 290.00 


Soe PQule - C€P 04366 


564-5466 



CPU MSX N= 34 -33 




Listagem 2 - Montador para os blocos hexadecimais 


Soma dos bytes: 2BF3 


























99AB 21 00 7P E7 El 20 


B2 


21 


00 


60 


01 


FF 


IT 


11 


00 


00 






99BB CD 5C 00 CD 00 7A 


CD 


38 


05 


01 


00 


OB 


11 


OD 


00 


21 


1 SCBEENO : WIDTH4 : SOMA=0 : L— 1 : C=0 




99CB 00 CO CD 5C 00 01 


20 


00 


11 


00 


20 


21 


00 


CB 


CD 


5C 


20 LINE INPUT -Prlneiro endere^o i";E$ 




99DB 00 C3 F7 FP AP 32 


14 


7B 


AF 


32 


13 


7B 


AF 


32 


12 


7B 




9 9EB CD El 7A 21 00 18 


3A 


12 


7B 


4P 


06 


00 


09 


3A 


13 


78 


30 E - VAL(*&H"->-ES) 




99FB B7 S7 B7 87 B7 4F 


09 


3A 


14 


7B 


84 


67 


CD 


4A 


00 


6F 






9A0B 26 00 29 29 29 3A 


14 


7B 


87 


87 


87 


64 


67 


22 


10 


7B 


40 L-L+1 1 IF L"16 THEN PRINT:PRINT: PRINT'Soma dos 1 


9A1B 11 15 7B 01 08 00 


CD 


59 


00 


CD 


70 


7A 


3A 


12 


7B 


3C 


by tea : fiK"*HEXS ( SOMA ) : L=0 : TT=TT+BOMA ! SOMft-0 


























50 PRINT ! PRINT HEXS(E)+": "; 




Soma dos bytes: 27BF 






















60 BVTES-IHPUTS(2) 




























9A2B 32 12 7B PE 20 30 


BC 


CD 


02 


7B 


3A 


13 


7B 


3C 


32 


13 


70 B=ASC(BYTES):IF R-IB THEN 120 




9A3B 7B FE 08 20 AT 3ft 


14 


7B 


3C 


32 


14 


7B 


FE 


03 


20 


98 






9A4B CD EE 7A C9 06 08 


C5 


CD 


80 


7A 


3A 


OC 


TB 


CD 


AS 


DO 


80 BYTE = VAI.{ "6H-+BYTES) 




9A5B CI 10 F3 C9 AF 32 


OD 


7B 


3A 


OC 


7B 


CB 


27 


32 


OC 


7B 


90 POKE E.BYTE: SOMA-SOHA+BYTE ! E=E+1 : PRINT | 


9A6B 3A OD 7B 21 15 7B 


06 


00 


4P 


09 


22 


OE 


TB 


2A 


10 


7B 


BYTES +" *; 




9A7B 09 01 00 20 09 CD 


4A 


DO 


Ee 


OF 


47 


3A 


E9 


F3 


BS 


2B 






9A8B lA CD 4A 00 CB 3F 


CB 


3F 


CB 


3F 


CB 


3F 


47 


3A 


EA 


F3 


100 C=C+1 ! IF C"B THEN CO : GOTO 40 




9A9B BB 38 10 2A OE 7B 


7E 


E6 


80 


28 


08 


3A 


OC 


TB 


CB 


C7 


110 GOTO 60 


























120 PRIHT:PRINTiPRINT"Som3 dos bytes: 




Soma dos bytes: 2FAE 






















£H"-l-HEX$(SOMA) 






























9AAB 32 OC 7B 2A OE 7B 


7B 


n 


77 


3A 


OD 


7B 


3C 


32 


OO 


7B 


130 TT-TT+SOHA : PRINT: PRINT"So»ia total: 




9ftBB FE 08 20 A4 C9 21 


F5 


7A 


06 


07 


7E 


CD 


A5 


OO 


23 


30 


tiH"*HEXS(TT) 




9ACB F9 C9 21 FC 7A 06 
9ADB IB 41 OD IB 51 27 


06 
3E 


18 
OD 


Fl 
CD 


IS 
AS 


41 
DO 


08 

3E 


IB 

OA 


4B 
C3 


00 
A5 


01 
00 






VA£D UU o/ tu :ij in 






















LISTAGEM 3 




Soma dos bytes: 1 653 






















ArqulvoBATLASM 


























Para gravar: BSAVE "BATl .ASM",SHEOOO,&HEOEB 




Arquivo BAT3.ASM 






















Eooo zi 00 DO 06 oe cd 4a 00 4f af cb 41 2B o: cb 


FF 


Para gravar: BSAVE "BATaASM", 


&H9 1 00, &H9829, &H 9800 


EOIO CB 49 2S 02 CB F7 CB 51 28 02 CB EF CB 59 28 


02 
























E020 CB BT CB 61 !H 02 CB DF CS 69 28 02 CB D7 CB 


71 


9100 00 00 00 00 00 00 


00 


00 


38 


2B 


28 


28 


38 


00 


3B 


00 


B030 2B 02 CB CF CB 79 28 02 CB CT CD 4D 00 23 10 


C5 


9110 6C 6C fiC 00 00 00 


00 


00 


6C 


FE 


FE 


6C 


FE 


FE 


6C 


00 


E04D C9 21 DO DT 06 08 CD 4A 00 07 CD 4D 00 23 10 


F6 


9120 30 7B BO 7C 32 FC 


30 


00 


C4 


CC 


IB 


3D 


60 


CC 


8C 


00 


E050 C9 01 FF 02 11 00 DO Zl 00 IS CD 59 00 C9 01 


FF 


9130 30 68 30 6ft fl4 Aft 


70 


00 


IB 


38 


50 


60 


OD 


00 


DO 


00 


BOGD 02 11 DO IB 21 DO DD CD 5C 00 C9 AF 32 00 SO 


01 


9140 38 SO AO AO AO 50 


38 


00 


EO 


50 


2B 


28 


28 


50 


EO 


00 


BOTO DO 40 11 01 80 21 00 SO ED BO 3E A8 D3 AS AP 


32 


9150 20 A8 70 20 70 AB 


20 


00 


OD 


30 


30 


FC 


FC 


30 


3D 


00 






9160 00 00 00 00 IS IS 


18 


30 


00 


00 


7E 


42 


7E 


00 


00 


00 


Soma dos bytes; 31 4C 




9170 00 00 00 00 70 50 


70 


00 


00 


00 


IS 


2B 


50 


AO 


CO 


00 


EOBO 00 40 C7 00 P3 3A FS FT 3D 28 17 3D 28 19 3D 


28 


Soma dos bytes; 222E 






















E090 IB 3D 28 ID 3D 3D 28 IE 3D 28 20 3D 28 22 3D 


28 
























EOAO 24 CS CD CA ED FB C9 CD 90 00 FB C9 CD DA EO 


FB 


91B0 7C A2 R2 A3 ft2 A2 


7C 


00 


38 


68 


28 


28 


2B 


2B 


TC 


00 


EOBO C9 CD 56 01 FB C9 CD 00 ED FB C9 CD 51 BO FB 


C9 


9190 7C 8A OA 7C ftO A! 


FC 


00 


7C 


8A 


BA 


3C 


OA 


BA 


TC 


OO 


EOCO CD 5E BO FB C9 CD 6B EO PB C9 31 00 00 06 08 


CD 


91A0 IC 34 54 94 FG 14 


IC 


oo 


FE 


AO 


AO 


FC 


03 


82 


7C 


00 


EODO 4A 00 2F CD 4D 00 23 10 Fe C9 3E AB D3 AS CD 


00 


91B0 7C A2 AO BC A2 A2 


7C 


00 


FB 


Oft 


14 


28 


28 


38 


38 


DO 


EOED 00 3B AO D3 AB C9 00 3E AO 03 A8 C9 




9 ICO 7C A2 A2 7C A2 A2 


7C 


00 


7C 


8A 


SA 


7A 


DA 


8A 


7C 


DO 






91D0 00 30 30 00 00 30 


30 


00 


OO 


IS 


IB 


00 


18 


IB 


18 


3D 


Soma dos bytes: 349D 




91E0 IC 28 50 AO 50 28 


IC 


00 


00 


FS 


FS 


00 


FS 


FB 


00 


00 




91F0 CO AO 50 28 50 AO 


CO 


00 


7C 


BA 


8A 


IC 


30 


00 


30 


00 


Arquivo BAT2.ASM 




Soma dos bytes: 2CDC 






















Para gravar: BSAVE ■BAT2,ASM",aH992B,SH9AEF 




9200 7C BA OA 4A AA ftA 


7C 


00 


7C 


A2 


ft2 


BE 


A2 


A2 


E2 


00 




9210 PC A3 A2 BC A2 A2 


FC 


00 


7C 


A2 


AO 


AD 


AO 


A2 


7C 


00 






9220 FC A2 A3 ft3 ft2 A2 


PC 


00 


PE 


AO 


AD 


BC 


AO 


AO 


FE 


OD 


992B iE AB D3 AS 01 BO 01 11 60 79 21 3F 99 ED BO 


3E 
























993B AO D3 AB C9 00 00 00 00 01 00 03 11 00 7C 21 


00 


9230 FB AO AO BC AO AO 


EO 


00 


7C 


ft2 


AO 


AE 


A2 


A2 


7C 


DO 






9240 E2 A2 A2 BE A2 A2 


E2 


00 


7C 


2B 


28 


28 


28 


2B 


7C 


00 


994B IB CD 59 00 01 00 OS 11 00 CO 21 00 00 CD 59 


00 




























9250 3E 14 14 14 94 94 


78 


00 


E3 


ft4 


AB 


B4 


A2 


A3 


E2 


00 


995B 01 20 00 11 00 C8 21 00 20 CD 59 00 11 00 60 


21 




























9260 EO AO AO AO ftO AO 


FE 


00 


E2 


B6 


AA 


A2 


A2 


A2 


E2 


00 


996B 00 IB CD D7 07 E5 26 DO EF 29 29 29 06 08 CD 


D7 




























9270 E3 B3 B2 AA A6 Ae 


E2 


00 


FE 


A2 


A2 


A2 


A2 


A2 


FE 


00 


997B 07 23 12 13 10 FS El D5 33 11 00 IB E7 01 20 


E2 
























99Bfl CD 12 00 21 00 20 11 00 7C lA CB 3F CB 3F CB 


3F 
























999B B5 26 CB 6F 7B El 06 OB CD CD 07 23 10 PA 13 


ES 


Soma dos bytes: 46FE 























34 - CPU MSX N^ 34 






<-y-yy.'^\-\-iy-»»»»V' 



OGO 



9280 PC A2 A2 BC AO AO 


EO 


00 


7C 


A2 


A2 


A2 


AA 


A4 


7A 


00 


95E0 EO F8 PC FE FE FF 


FP 


PF 


00 


DO 


OD 


00 


00 


00 


00 


00 


9290 FC a: A2 BC AB A4 


E2 


00 


7C 


A2 


AO 


7C 


OA 


8A 


7C 


DO 


95F0 DO DO 00 00 00 00 


00 


00 


DO 


00 


DO 


00 


00 


00 


00 


00 


92A0 FE 28 28 28 2B 2B 


38 


00 


E2 


A2 


A2 


A2 


A2 


A2 


7C 


00 
























32B0 E2 A2 A2 A2 64 28 


10 


00 


82 


92 


92 


AA 


ns 


Aft 


Cfi 


00 


Soma dos bytes: 28E3 






















92C;0 C2 A4 58 28 34 4A 


86 


00 


E2 


A2 


A2 


7C 


10 


10 


10 


DO 






















92D0 PE OA 14 28 50 AO 
92E0 00 DO SO 50 2S 14 
92F0 20 50 AS OS 00 00 


FE 
OC 
00 


00 
00 
00 


78 
78 
00 


50 
28 
00 


50 
28 

OO 


50 
29 

00 


50 
28 
FB 


50 

Is 

88 


78 
78 
FB 


00 
OD 
00 


9600 00 00 00 00 00 00 
9610 00 00 FF FF FF FF 
9S20 00 00 00 3C 3C OO 


00 
FF 

00 


00 

FF 
00 


00 
PP 
FF 


00 

PP 
PP 


DO 
00 
FF 


DD 
DO 
FF 


OO 
OO 

FF 


00 
00 
FF 


OD 
OD 

00 


OD 
OD 
00 


Soma dos bytes: 32C0 






















9630 CO CO CO CO CD CO 
9640 FC FC FC FC FC PC 


CO 

PC 


CO 
FC 


OF 
03 


OP 
D3 


OF 
03 


OF 
03 


FO 
03 


FO 
03 


FD 
03 


FO 
03 


9300 00 00 7C A2 AO A2 
9310 EO AO BC A2 A2 A2 
9320 OE OA 7A BA 6A 8A 


7C 
FC 
7E 


10 
00 
00 


OO 

DO 
00 


00 

00 

00 


7C 
7C 
7C 


OA 
A2 
A2 


7A 
AO 
BE 


8A 
A2 
AO 


7C 
7C 

7E 


00 
00 
00 


9650 3F 3F 3F 3F 3F 3r 
9660 FF PP FF 7P 7F 3F 
9670 00 00 00 00 00 OD 


3F 
IF 

00 


3F 

07 
00 


11 
PF 

DO 


22 
FF 

00 


44 
FP 

DO 


88 

FE 
00 


11 
FE 
DD 


22 
FC 

00 


44 

FB 
DO 


88 
EO 
00 


9330 3C 52 50 DC 50 50 
934D EO AO BC A2 A2 A2 


70 
E2 


00 
00 


00 

38 


00 
00 


7E 
78 


3A 
28 


8A 
28 


7A 
28 


DA 

7C 


7C 
DO 


Soma dos bytes: 3061 






















9350 IC 00 3E 14 14 14 


94 


78 


70 


52 


54 


58 


58 


54 


72 


00 
























9360 78 2B 2B 20 28 28 


7C 


00 


OO 


00 


F4 


AA 


AA 


AA 


EA 


DO 


9680 3a 3A 12 FE 3A 38 


44 


82 


DO 


00 


00 


00 


DO 


00 


00 


00 


9370 00 00 EC B2 AI A2 


E2 


00 


00 


00 


7C 


A2 


A2 


A2 


7C 


00 


9690 00 00 00 00 OD 00 


00 


00 


PO 


PO 


PO 


FO 


DO 


OO 


00 


00 
























96A0 00 00 OD 00 OF OP 


op 


OP 


OF 


OF 


OF 


OF 


00 


00 


00 


DO 


Soma dos bytes: 2F0O 






















96B0 DO 00 00 00 FO PO 


FO 


FO 


33 


33 


CC 


CC 


33 


33 


CC 


CC 
























96C0 00 ID 38 54 BA 54 


92 


10 


2D 


20 


70 


20 


70 


30 


20 


00 


9380 00 00 FC A2 A2 BC 


AO 


EO 


00 


DO 


7E 


BA 


9A 


6A 


OA 


OE 


9GD0 00 00 OD 50 88 ftS 


50 


00 


EE 


AA 


BA 


EC 


2A 


AA 


Eft 


00 


9390 00 00 BC aa AO AO 


EO 


00 


00 


DO 


7E 


AO 


7C 


OA 


PC 


00 


96E0 DO DO 00 00 FP FF 


FF 


FF 


07 


04 


08 


ID 


30 


40 


40 


80 


93A0 70 50 D8 50 50 52 


3C 


00 


00 


00 


E4 


A4 


A4 


A4 


7A 


00 


96F0 CO 2C lA 01 00 00 


00 


00 


01 


36 


48 


80 


00 


00 


00 


00 


93BO 00 00 B2 A2 A2 64 


38 


00 


00 


00 


82 


92 


D6 


BA 


6C 


00 
























93C0 00 00 E6 58 28 34 
93D0 00 00 FB 14 28 50 


CE 

FE 


00 
00 


00 
ic 


DO 
28 


8E 
28 


SA 

70 


7A 
28 


Oft 
28 


SA 
IC 


7C 

00 


Soma dos bytes: 20GD 






















93BO 30 30 30 00 30 30 
93FO 7C A2 AO AO AO A2 


30 
7C 


00 
20 


EO 
00 


50 
00 


50 
20 


38 
50 


5D 
FB 


50 
OD 


EO 
OD 


00 

00 


9700 FF 9F 66 F9 FF 9F 
9710 00 DO DD 00 00 00 


66 

00 


F9 
00 


00 
00 


00 
DO 


00 

00 


00 

00 


DO 
DO 


OO 
00 


00 
00 


00 
00 


Soma dos bytes: 2BBG 






















9720 FB Be 40 20 40 88 
9730 00 50 50 50 50 68 


F8 
80 


00 
80 


00 

OO 


OD 
SO 


78 
AO 


90 
20 


90 
20 


90 
20 


60 
20 


00 
00 


9400 40 se BB 10 00 00 
9410 08 10 70 BB FS 80 
9420 50 fiO 70 OB 78 88 
9430 20 00 70 OB 78 88 


00 

70 
78 

78 


00 
00 
DO 
DO 


50 
20 
80 
80 


AO 
50 

40 

40 


00 
70 
70 

20 


90 
08 
08 

00 


90 
T8 
78 

00 


90 
88 
88 

00 


68 

78 
78 

00 


00 
00 

00 
00 


9740 02 5C 22 66 22 94 

9750 70 88 88 88 SO 50 
9760 00 00 00 50 A8 A8 
9770 80 80 8D 40 30 OE 


4P 
DB 
50 
01 


30 
00 
OC 
00 


00 

30 
08 
OD 


ID 
4D 
70 
00 


38 
40 
AB 

00 


7C 
20 
A8 
00 


3B 
50 
A8 
03 


10 
50 
70 
IC 


00 
50 

80 

EO 


GO 
20 

00 

00 


9440 20 50 70 BB F8 80 


70 


00 


50 


AO 


70 


88 


F8 


80 


70 


00 
























9450 80 40 70 88 F8 80 


70 


00 


50 


AO 


00 


60 


20 


20 


70 


00 


Soma dos bytes. 21 OF 






















9460 20 50 00 60 20 20 


70 


00 


80 


40 


00 


60 


20 


20 


70 


00 
























9470 50 AO 50 BB FS 88 


88 


00 


20 


2D 


50 


88 


PS 


BB 


88 


00 


97B0 AA FB FE fift 92 BA 


44 


38 


00 


PB 


PE 


FB 


FE 


FE 


BA 


EE 
























9790 60 68 52 66 PA F8 


88 


88 


3A 


3A 


12 


FE 


3A 


38 


44 


82 


Soma dos bytes: 29D0 






















97A0 04 OE IC 3C 62 EA 


E2 


PC 


OO 


F8 


FE 


FB 


FB 


FE 


BA 


EE 
























97B0 60 68 52 66 PA F8 


88 


98 


3A 


3A 


12 


FE 


3A 


38 


44 


82 


9480 38 68 28 23 28 28 


7C 


00 


7C 


BA 


OA 


7C 


AO 


A2 


FC 


00 


97C0 AA FE FE AA 92 BA 


44 


38 


00 


F8 


FE 


FS 


FB 


FB 


BA 


EE 


9490 7C 8A 8A 3C OA BA 


7C 


00 


IC 


34 


54 


94 


F6 


14 


IC 


00 


97D0 60 68 52 66 FA FB 


B8 


BB 


3A 


3A 


12 


PE 


3A 


38 


44 


82 


94A0 FE AO AO FC 02 82 


7C 


00 


7C 


A2 


AO 


BC 


A2 


A2 


7C 


00 


97B0 04 OE IC 3C 62 EA 


E2 


FC 


DO 


FB 


FE 


F8 


FE 


FE 


BA 


EE 


94Ba FB OA 14 28 28 28 


38 


00 


7C 


A2 


A2 


7C 


A2 


A2 


7C 


00 


97FD 60 68 52 66 FA FB 


88 


38 


FF 


FF 


PF 


FF 


PF 


FF 


FF 


FF 


94C0 TC 8A 8A 7A OA BA 


7C 


00 


20 


AB 


70 


20 


70 


AB 


20 


00 
























94D0 00 AO 88 88 88 88 
94E0 18 24 20 F8 20 E2 


70 
5C 


00 
00 


20 
88 


20 
50 


78 
20 


80 
P8 


80 

20 


JB 
FB 


2D 
2D 


20 

00 


Soma dos bytes: 4DD4 






















94F0 40 AO 80 8A BC A8 


48 


00 


18 


20 


20 


F8 


20 


20 


20 


4D 


9800 CD 6F 00 3E ID 32 


AF 


F3 


32 


BO 


F3 


3E 


OP 


32 


E9 


F3 


Soma dos bytes: 2F7G 






















9810 3E OB 32 EA F3 3E 
9820 11 00 00 21 DD 90 


01 
CD 


32 

5C 


EB 

00 


F3 
C9 


CD 


62 


00 


01 


FF 


07 


9500 10 20 70 08 78 BB 
9510 08 10 70 88 88 BB 


78 
70 


00 
DO 


10 

10 


20 
20 


00 
90 


60 
90 


20 
90 


20 
90 


70 
68 


00 

00 


Soma dos bytes: 11 2C 






















9530 50 AO 00 AO DO 90 


90 


00 


28 


50 


00 


C9 


AB 


98 


88 


00 
























9530 60 90 90 68 00 FB 


00 


00 


60 


90 


90 


GO 


00 


FO 


00 


00 


Arquivo BAT4.ASM 






















9540 20 00 20 40 80 88 


70 


DO 


00 


00 


00 


FS 


80 


SO 


00 


00 
























9550 F7 80 80 80 FF 10 
9560 00 00 00 00 OD 00 


10 
00 


10 

00 


00 
00 


OD 

00 


00 
00 


00 
OD 


00 

00 


00 
00 


00 

00 


00 
00 


Para gravar: BSAVE "BAT4.ASM', 


aH9a4F,&H9eBE,8iH9875 


9570 00 00 00 00 00 00 


00 


00 


00 


00 


00 


00 


00 


00 


00 


00 














































9e4F CB IB CB CB CB CB 


CB 


CB 


CB 


CB 


CB 


CB 


CB 


cs 


CB 


CB 


Soma dos bytes: 1C9E 






















9857 CB CB Bl 81 CB CB 


CB 


CB 


CB 


CB 


IB 


CB 


B4 


IB 


SB 


IB 






















9e6F 00 00 DO OD 00 00 


01 


20 


DD 


21 


4F 


98 


11 


00 


20 


CD 


9580 00 DO OO 00 00 00 
9590 28 50 00 70 20 20 
95A0 50 AO 70 88 68 88 
95B0 50 AO 88 88 88 88 


00 
70 
70 
70 


00 
DO 

00 
00 


28 
28 

50 
50 


50 

50 
AO 

AO 


70 
00 
70 
00 


DB 
20 
BB 
90 


78 
20 
SB 
90 


88 
20 
88 
90 


78 
70 

70 
G8 


00 
OD 
00 

00 


9B7F 5C 00 11 DO 00 06 
9B8F 18 ED 5A 3E DB CD 
9B9F 06 20 21 DO 18 58 
SSAF ED 5A CD 4D 00 16 


17 
4D 
EC 

00 


EB 

00 
5A 
10 


11 
2B 
3E 

E9 


20 

CD 
DB 
21 


00 

4D 
CD 

00 


ED 
00 
4D 
18 


5A 
10 
00 

CD 


EB 
B9 
11 
4Q 


21 

16 
EO 
00 


OD 
00 
02 
C9 


95C0 FC 48 48 48 B8 08 
95D0 CO 44 C8 54 EC 54 


50 
9E 


20 
04 


00 
07 


AO 
IF 


00 
3F 


AO 
7F 


AO 
7F 


AO 

FF 


20 

FF 


4D 
FP 


Soma dos bytes: 2CCB 























CPUMSXN^34-35 




SX BITS 



Acelerando 
o Turbo Pascal 



Fernando da Rocha Carnelro 



Deixo aqui um pequeno "macete" para 
o pessoal que programa em Turbo 
Pascal no MSX Trata-se de uma pequena 
mjdanga na rotina Write (a encarregaba 
de )ogar os dados no video] para que a 
mesma funcione com uma velocidade 
aproximadamenle quatro vezes maior. 

O pue fiz foi mudar o endere^o que a 
rotira WriteAWrilein usa para jogar os da- 
dos no video pela CHPUT da BIOS, a 
mesma utiizada pelo BASIC para desem- 
penhar a mesma funqao (o comando 
Print)- 

Com isso temos a rotina padrao Write 
direcionada para "Pnnf, que se encarrega 
de passar o caracter a ser impresso para 
o registradof A e chama a rotina CHPUT 
do BIOS A rotina padrao permanece inal- 



terada, mantendo, portanto. as 
poderosas fungoes das proce- 
dures WnteAA/riteln. 

Devemos apenas mudar a va- 
riavei do sistema ConOutPtr para 
o enderego da rotina logo no inicio 
do seu programa (preferencial- 
mente) e pronto 

Lembre-se que, assim como a 
funi;ao2doBDOS, CHPUTemula 
o padrao VT-52, so que muito 
mais rapido. A unica desvanta- 
gem e que CHPUT nao faz a veri- 
ticaqao das leclas CONTROL+S e 
CONTBOL+C. mas isto nao e pro- 
blema pois elas podem ser verifi- 
cadas pelo programa em Pascal 
sem comprometer a velocidade 
de impressao no video. _i 





LISTAGEM 1 




Procedure Print (x :crhac) ; 




Begin 






lnlina[S3fl/x/ ( LD A, {KJ ; 


Carrega □ 
Reg . A com 






conteudo da 
varifivel X ) 




SFT/ { RST 30h ; 


-CALLF" ) 




SOO/ { DEFB OD ; 
SA2/00);{ DEFW 0A2 ; 


Slot ) 
Endereqo 
0aA2h (CHPUT)} 


end; 






Begin 


{ HlocD principal do 


eeu prograina ] 


ConOutPtr : =flddr (Print ) ; 




( Desvia rotina padrao Wrj 


tH para PRINT ) 


End . 


{ Fim do Geu programs ] 



UMA MAO 
NA RODA 



Para qucm trabalha com 
informatica, o disquete 
Nashuatcc e a melhor 
"fcrramcnta" de trabalho 
do mercado. Ele e 
fabricado no Brasil com a 



DISQUETES 



5 1/4 HD • 5 1/4 DD 
3 1/2 HD ■ 3 1/2 DD 



mesma tecnologia usada 
la fora e tern garantia 
ilimitada. E mais, voce o 
encontra em todo pais. 
Disquete Nashuatcc, tenha 
ele semprc em maos. 



V END AS 



(021) 286-4325 




R. 242/244 



nashuatec 



Tecnologia aprovada peio tempo. 



UOGO 



Magnar 



A nova safra de jogos europeus 



Jose Agripino 



• Parallax 92 

• MSX2 

• Mapper 

• FM 

Ap6s urn longo jejum de softs europeus 
para MSX a Parallax colocou no mer- 
cado o primeiro de um serJe de |ogos que 
Irao taze-lo abandonar o dJcionario de ja- 
pones. 

Certo dia, ao fazer um levantamenlo 
dos logos para MSX2, constatei que, ao 
contrano da crenga geral, existem mais 
logos de aqao do que RPGs para esta linha 
de mtcros. E bem verdade que por RPG eu 
entendo|ogoscomo Dragon Slayer 6 e SD 
Snalcher, onde ob com bate sao reallzados 
via menus Jogos como Xak ou Y's devem 
ser classlficados como BPG-Aqao pois os 
combates sao resolvidos com o bom e 
velho joystick. 

E quanto aos pgos de aqao pura? Mui- 
tos deles sao jogos de espaqonave como 
Aleste e Hydefos. Restam jogos como 
Vampire Killer, Psycho World, FJreHawk 
etc.. todos orlundos da Terra do Sol Nas- 
cente 

Mas sera que a velhia Europa esque- 
ceu do MSX? Bem, o MSX foi totalmente 
jgnorado na Inglaterra, sede de grandes 
empresasde software delazer Poremem 
pai'sescomoaHolanda, a Belgica, Franga, 
Sui'qa e Espanha o publico permaneceu 
tiel ao MSX. Agora, com a ja micjada inva- 
sao dos MSX R na Europa, certas empre- 



sas comeqaram a demonstrar um novo 
inferesse pelo padrao. Para demonstrar 
esta tendencia, temos jogos como Termi- 
nator II, DJzzy e outros que brevemente 
estarao no mercado de MSX 2, 2+ e Tur- 
bo R. 

E o que isso traz de bom para os usu^- 
rios de software de lazer? Primeiro, obvia- 
mente, a facilidade de lingua; nada mais 
de japones! Segundo, o usu^no de MSX 
deve sentr um certa inveja de jogos de 
Amiga como Loom, Lure of Temptress, 
Another World, Shadow of the Beast etc., 
jogos que ultrapassam o rotulo de excelen- 
te. Nao me entendam mal, isso nao quer 
dizer que tais |ogos serao convertidos para 
MSX. Quero apenas mostrar que estes 
jogos sao um exempio do que as softhou- 
ses ocidentais produzem, em comparaqao 
com o estilo japones que valoriza a trtade 
R PG-Estrategia-Puzzle. 

Em Magnar este estilo ocidental e no- 
tado logo na tela-titulo do |ogo, embalada 
porumatrilhasonoratipicamenteeuropeia 
(apenas no FM). Em seguida, o demo do 
|ogo, contando uma estoria complelamen- 
te sem nexo, mas muito bem feita. O menu 
de inicio de ]ogo fermite a escoiha do 
sistema NTSC/PAL-M. 



OJOGO 

Magnar consiste de oito missoes onde 
o jogador controla um tanque entre as 



paredes, compiexos industriais, pri- 
soes e outras localidades menos agra- 
daveis. As missoes estao distribuidas 
em tres discos e o simbolo para a troca 
dos mesmos e um disco 3 1/2 nume- 
rado. Bem europeu. 

Um ponto interessante do jogo e que 
ele pode ser logado tanto pelo teclado 
como pelo joystick padrao, com igual per- 
formance, ja que e possivel acessar o 
menu de armas pressionando os botoes 
A + Bdocontrole 

Em termos de graficos, o jogo e agra- 
davel, pois nao utiliza o scroll, com sua 
estrutura sendo formada por salas. Isto 
deu mais liberdade para a criatjao dos 
detalhes no cenano O som, para quern 
dispoe de um cartucho FM, desaponla por 
nao ser aquilo que se espera apos ouvir a 
excelente introduqao. Sem o FM, apenas 
OS ruidos de tiro sao ouvidos. 

Pelo fato de utilizar a Mapper o |ogo 
nao acessa o disco durante a fase, tornan- 
do o jogo mais agradavel Nao e um |ogo 
dificil, excetuando-se uma fase com pare- 
des invisiveis. Resumindo, eum excelente 
descanso mental apos um bom RPG e 
pode ser concluido em poucas horas. 

Em tempo: a Electronic Arts uniu-se a 
JVC no Japao para a criaqao de softs mais 
famosos do pais Com isso, quern sabe 
nao tenhamos um "NBA Lakers x Celtics" 
para o MSX em breve? j 




Drives 5 % 

Placa 80 colunas 

Modem de comunicagao 

Impressoras 

Fitas para impressoras 

Formularios continuos 

Etiquetas 

Disquetes 5% e 3!4 

Joystick MSX 

Arquivos 

Cabos em geral 



Jogos e aplicativos. a 
maior acervo do Brasit, 
sempre com as ultimas 
novidades. 



SOFTS PC e AMIGA 



Dominio publico 
Langamentos sensacionais 
p/ Amiga e PC 



SOFTSUL 



/li/. 7 de Setembro, 3146 - Loja 03 

Tel (041) 232-0399 e 233-0046 

CEP 80230 

CURITIBA - PARANA 

Ao solid tarCATALOGO especlfique seu micro 
enviando CrS 20.000,00 



CPU MSX N^ 34 - 37 



UOGO 



JoseL. M. doAmaralJr. 



Maze of Galious 



Knightmare II 



Denlre os melhores jogos para MSX, des- 
laca-se a serie KNIGHTMARE. No pri- 
meifo (sem MEGARAM), nosso heroj Popo- 
lon tern que salvar sua amada, Aphrodile. No 
S9gundo(com MEGARAM), ocasal, jaunido, 
deve resgalarseufilho. Aseguir, conhecere- 
mos jogo e as dicas para concluMo. 



O JOGO 

O Castelo (Castle) 

Apesar da primeira impressao. o castelo nao 
e um labinnto muito complexo. Nele encon- 
Iram-se alguns itens que facilitam nossa mfs- 
sao.Elesenconlram-seescondidosembolas 
vermelhas, adversarjos e cauernas, as quais 
muitas vezes tambem eslao ocultas nas re- 
feridas bolas. Dentre as cavernas, deslaco a 
que nos fornece o codigo para continuarmos 
]ogo em outra oportunidade. Ela enconlra- 
se na quaria sala contando a parlir da em que 
o jogo inioa-se. Pode-se alcanga-Ja mais ra- 
pidamenteteclandoFl seguidode RETURN, 
desde que possua-se o anei (item). 

UsandoateclaFI tambem selecionamos 
o PopDion {golpes mais fortes e saltos majo- 
res) e Aphrodite (resjste majs na agua). Mais 
embaixo, podemos selecionar as armas co- 
locando o pystick para baixo. Ao todo sao 
cinco armas e uma lupa, ativadas pelo botao 
superior oupelalecla"M".0 bo taoinfertorou 
o espago ativam a espada. Voltando as ar- 
mas. 

A) flecha vermeiha: mais rapida; 

B) flecha branca: mais destrutiva porem len- 
1a; 

C) loguintio' desce sempre em frente; 

D) estrelinha; circula plataformas; 

E) mina: arma mais poderosa - explode ao 
ser pisada: 



F) lupa: mostra o noma do guardiao impresso 
em pedras monumento, encontradas nos 
mundos. 

Dentre os itens, destaco a 'cruz inclinada" 
(ela e mostrada inclinada) que aumenta a 
energia do personagem. Ha uma na bola 
yermelha superior da sala, no lado direito da 
sala em que inicla-seo jogo. Oblemos outras 
deslruindo um guardiao. A energia e recom- 
posta quando e preenchido o marcador mais 
embaixo. Isto e fetto matando-se adversa- 



Os mundos (Worlds) 

Os mundos as vezes se fazem como fases 
neste jogo. Entramos neles pelas portas ver- 
melhas do castelo. E imporlante observar 
quedevemosacessa-losemordem: WORLD 
1. WORLD 2 etc. Sabemos em qua! entrar 
atraves do toque de um sino (item). Cadaum 
abrlga um guardiao que para poder ser des- 
truido, requerquepossuamoscincoob|etos. 

A) o mapa do respectivo mundo; 

B) um cetro; 

C) uma garrata com "agua pura": 

D) um objeto vermelho que parece uma gali- 
nhaassada; 

E) o nome do guardiao; encontrado em uma 
das 'pedras monumento' de um mundo, deve 
ser lido com a lupa e digitado na sala azul do 
mapa. onde ha um grartde simbolo, Digitado 
o nome, o monstro surge, bastando destrui-lo 
para concluir a fase (ao todo sao dez). 



DICAS 

Antes de ir aos mundos. percorra o castelo 
em busca dos itens. em especial a "cruz 
inclinada', o anel. o sino e a harpa (basta um 
goipe de espada para destruir as bolas ver- 
melhas de uma sala) Busque ainda as armas 



(umas estao em cavernas e outras em bolas 
vermelhas). a lupa (em uma caverna escon- 
dida por uma tjola vermeiha) , muniijao, cha- 
ves e moedas, Para inserir o cbdigo de uma 
jogada anterior, tecle CONTRGL-i-L na tela 
que pede para pressionar espa?o Para os 
mais apressados. seguem os nomes dos 
guardioes (enlre parenteses) e as dicas so- 
bre cada mundo: 

World 1 (Yomar) 

Esqueleto de dragao. Deve sar sliminado 
com as flechas vermelhas. As aranhas cor- 
rem em sua dire?ao quando coloca-se o per- 
sonagem na mesma horizontal delas. 

World2{eiohlm) 

Planta que e destruida usando tieclias bran- 
cas. Antes da sala do guardiao, lia um po;o 
aparentementeintransponivel.Paratranspo- 
lo, pegue o garoto escondido na parede do 
lado direito de uma das pedras monumento 
do mundo. A parede devera ser golpeada 
com a espada, mas antes, o tantasma deve 
ser mono. Note que ao golpear a parede, 
voc§ ouvira um som caracteristico. 

World 3 (Hahakia) 

E um dragao que quando surgir numa plata- 
forma, basta subir para a plataforma acima e 
disparar o foguinho contra ele varies vezes. 

World 4 (Barechet) 

E uma "boiha" que voce destruira usando 
mines. Antes disso destrua todos os morce- 
gos que encontrar e des9a a escada sem 
saida (ache-a e descubra a razao golpeando 
suas paredes com a espada). 

World 5 (Heotymeo) 

Dragao vulneravel a flecha vermeiha. Antes 
do guardiao, voce voltara a deparar-se com 
um lago que parece intransponivel. Atire fle- 
chas vermelhas para a outra margem ate 



C?U«Bx 



A REViSTA QUE FaZ O 
ACONTECER 



38-CPUMSXN*'34 



UOGO 



surgir uma pedra. Continue fazendo isso ate 
alravessar o po?o. Dispare as flechas da 
beirada da margem na passagem interior, 

World 6 (Lepha) 

Carangueio que voce podera veneer usando 
o toguinho. Mate todos os advers&nos e siga 
a instru^ao do DEMETER. 

World 7 (Nawabra) 

E uma boca que morre ao ser allnglda por 
flechas brancas. Merguihe no lago sem piso 
no fun do para alcangar outras sal as. 

World 8 (Ascher) 

Outro Caranguejo. so que este e mats vulne- 
ravel as eslrelinhas. Voce devsra dispara-las 
da plataforma acima daquela na qual o mons- 
tro esta ou da mesma. Nesta fase, o cetro e 
dispensavel. 

World9(Xywoleh) 

Dragao do Ires cabegas que voce deslruira 
utilizando flechas brancas, Destrua os adver- 
sanos da segunda sala para que sur)a uma 
escada. Tambem destrua um monstro azul 
dasalaaoladodadoguardlao.Aodestrui-lo, 
note que um bloco do teto desaparecera. 
Pule e golpeie com a espada a parade a 
esquerda do espa^o que surgiu (lembre-se 
do som caraclerlstico). Voce fara surgir a 
pedra monumento com o nome do guardiao 
e a passagem para a sala do mesma. 

World 10 (Hamalech) 

A enlrada deste mundo pode aparecer em 
qualquer lugar do castelo. Assim sendo, ao 
concluir o mundo 9, anote o codigo na cawer- 
na do DEMETER, recarregue o jogo e dtgite- 
o. Ha boas chances do mundo 10 surgjr na 
sala de Inicio (nao teremos que procu^a^o). 
Caso yoce nao consiga na prlmeira vez, re- 
pila a operaQao ate o portal surgir na sala 
injcjal.o mundo 1 tern cinco sales em linha, 
sendo que voce alcangara uma outra no ex- 
tremo direlto do mundo, ao matar o guardiao, 
onde estara o bsbe. 

Ataque o monstro inicialmente com fle- 
cHas brancas e. apos destruir as bolas que 
fleam girando, use as vermelhas Va para a 



nica$o(t In^ormaiica 



sala final e descubra em qual das bolas ver- 
melhas esta o beb6. 

Observagoes 

As armas que citei para superar cada guar- 
diao sao as mais eftcazes em minha opiniao, 
pod en do ser usadas outras em al guns casos. 
Ha paredes que so somem ou escadas que 
s6 surgem se voce destruir um certo adver- 
s^rio ou um grupo deles em certa sala, As- 
sim, aconselhoeliminar todos os advers^rios 
ds um mundo, Existem momenlos nos quais 
a Aphrodite e mais eficiente por ela poder 
disparar mais tiros. 



UM ITEM DIFICIL 

Alem da "cruz inclinada', hd uma outra cruz, 
reta, muito dificil de ser descoberia, ja que 
encontra-se em uma sala secreta do castelo. 
Para alcanga-la, va ate a sala onde esta a 
caverna dos codigos (DEMETER), va para a 
sala da direifa, suba ate a proxima (onde ha 
dois soldados azuis), desga de volta pelo 
oulro iado, avance duas salas para a direita 
e torne a subir para a proxima sala. Nesta, 
deverao existir borboletas e a entrada para o 
mundo 5, 

Prosseguindo, volte para a sala anterior 
pelo outro Iado, avance mais duas saias para 
a direita e retorne uma para a esquerda (por 
baixo], indo a seguir paraa sala debaixo. Esta 
sala deverater alguns porcos-espinho. Por 
tim, usando a Aphrodite, desga mais uma 
sala. 

Se voce seguiu todos os passes correta- 
mente, a sala que voce eslae um "poQo" mais 
ou menos estreito com duas pequenas plata- 
formas, Posicione-se na ponta esquerda da 
plataforma debaixo. Salte e golpeie a parede 
esquerda, retornando para a plataforma 
(lembre-se do som caracterislico), Hepila a 
opera^ao mais duas vezes, Caso voce tenha 
acertado os goipes, surgira um espago apa- 
rentemente sem saida com uma moeda. Al- 
cance-o e pule contra a parede ate conseguir 
penelrar na mesma. Ao conseguir, caminhe 
com calma para a esquerda ale cair e pare. 
Agora pule mais uma vez direcionando-se 
para a esquerda (voce ainda devsra estar na 
sala do pogo, mas "dentro " da pareda) . 



FInalmenle basia camintiar para a es- 
querda at6 a sala secreta que esconde a 
"cruz reta" em uma bo la Vermel ha. Tente 
descobrlr sua utilidade. 



DOIS CODIGOS 

Seguem-se dois codigos. O primeiro Ihe dara 
a maioria dos itens (nao inclui-se a 'cruz 
reta"} e todas as armas, mas nenhum dos 
mundos resolvidos. O segundo traz todos os 
itens que consegui.faltandoapenaso mundo 
1 a ser encontrado e resolvido. 



Maioria dos Itens e armas 
KORM6RR6UR4F4237 
UBSF UR3F UR3F UR3F 
UYTPNMWSOeS6F 

Faltando apenas o Mundo 10 

NGRA679MUR4F 123N 
ULWJ C9SP WLWJ J9SX 
2YTI CMWI OL06 9 



CONCLUSAO 

Pelo grafismo e complexidade. este e um 
Jogo que devemos concluir. Em caso de du- 
vidas,escreva-meetereiprazerema]uda-lo. 

Jose Amaral Jr. 
Rua Santa Clara, 84 
Parlenon - Porto Alegre - RS 
Cep 90680-540 
Tel.: (051) 336-6909 



Colaboragao: Crislian Piva Franzen. 






OS MELHORES PROGRAM AS PARA SEU MICRO 

Jogos, Aplicalivus e demos para: 

AMIGA"" em 3 1/2 ou 5 1/4 - MSX 1 e MSX 2 em 5 1/4 36()Kh. ou 720Kb. 

Av Retire da Imprensa, 1160- PIAM - Belford Roxo - RJ - CEP 261 12-180 - Tel.: (021)761-6720 

ENVIE DISCO PARA CATALOGO GRATIS - ATENDEMOS TODO BRASIL 



CPU MSX N= 34 -39 



- LfARTAS 



»>K«0««««««flpW»K«* 



Caros amigos de CPU, 

Eu era uauario de um MSX 2. mas estava 
insatlsfeilo pols apesar do potenclal da 
maquina, nao havia bons softwares 
aplicativos disponfveis no mercado (na epoca 
eles estawam apenas comegando a siirgir). Por 
adorar progtamagao e querer extrair toda a 
capacidade que a linha 2 posE.ji, comecei a 
estudar Assembly, mas nao enconttei dados 
sobre as implementagoes do VDP, ROM elc, 
Enlao cheguei a seguinte condusao: gaslei 
dinheiroatoacom a transform ai^o! Nao queria 
um MSX 2 apenas para jogos e edilores 
graficos, entenderri? Acredrlava (o ainda 
acredito) no polencial do micro, mas nao havia 
informagao lecnica dispom'vel, tampouco 
atitudes serias por parte dos programadores 
brasllelros (quejatinham mostradodoque eram 
capazos de tazer com os MSX 1) quanto a 
capacidade de seu irmao mais novo. 

Ha dols anas possuo um Amiga 500 e con- 
fessoqueostoumuitosatisfeitocomele, apesar 
deloda sua liter atura ser imporlada e estar arn 
ingles. Com o surgimonto do Caderno Amiga na 
revisia, voltei acompra-la com alguma regulari- 
dadee quando, inocentemonto (e com um certo 
ar ironico, admito). resolvi dar uma oihada no 
Caderno MSX para ver o que ainda havia a ser 
dito sobre o MSX e... Surpresa! Nao e que o 
MSX nao so se mantem corajosamenle de pe, 
como agora tambem jase pode obter facilmente 
lodootipode informa^aoqueeu procufeMncan- 
saveimente tempos atras? Leuado entao pelo 
entusiasmo, como quern houvesse conhecido o 
micrinho naquele exato momento, tirei-o do ar- 
mario, espanei a poeira, peguei de volta os 
disquetes emprestados com os cole gas e resol- 
vi por o velho e simpatico MSX de volta a ativa! 
O que eu pretendo mostrar com toda essa 
historia e que o usuario do MSX nao tem que se 
preocupar com a e!<istenda do novo espa^o do 
Amiga narevtsta, pots quern gosta da maquina, 
com o devido suporte, pode comprar quaiquer 
outro modolo de micro, mas tera sempre o 
pequenino do lado esquerdo da mesa. E aquo- 
ies que dizem que o MSX esta morto, que nao 
sen/e mais para nada ou que a era dos 8 bits ja 
passou, e porque nao sent em prazer ao sentar- 
se em trenle a um MSX e certamente nunca 
souberamo que esse micro tem aoterecer. Sim, 
certamente nao sabem' 

Ah! Gostariadepedir aosusuariosdoMSX, 
principalmente do MSX 2. que programem 
"fluentemente' em Assembly, para enlrarem em 
corttato comigo. 

Omar Silas Colocci 
Rua Maruim. 501/303 
Aracaju - SE 



Tel.: (079) 222-1956 
Enderego elotronico: 
ALUNOINF@BRUFSE.BITNET 

Prezado Omar. 

Me sinto particularmenta Miz com manHesta- 
foes espanlaneas como a sua. O seu depoi- 
mento. sntretanlo. tern um peso ainda maior par 
voce tambem ser usuario de outra linha. O MSX 
realmenle tem o poder de calivar e certamente 
nao caira em desuso tao cedo. como apregoa- 
se por ai. Ainda ha muito o que se tazer com 
esse micro, qualquer que seja a versao- 

E esse o compromisso de CPU: insligar os 
leitores revelando novas lacetas deste micro 
fantastico. Nao e uma tarefa facil, mas temos 
alguns pontos a noaso favor. Os sele anos de 
estrada do MSXno Brasil serviram para ~farmar' 
varias levas de usuarios. Hoje o MSX e um 
padrao amadurecido no pais e podemos pre- 
senciar atitudes serias de varias empresas, 
como a ACVS e Tecnobytes em hardware e 
muitas outras em software. Mas nada disso 
seria possivBl se nao tiouvesse um grande inte- 
resse dos usuarios. 

Apenas uma curiosidade: Por que colocar o 
MSX no 'lado esquerdo da mesa"? Voce e 
canttolo? 

Cados Alberto Herszterg 



Prezados amigos da CPU/MSX, 

Sou lertor assiduo da ravista desde que a 
conheci ha cerca de um ano, quando ad- 
quiri mau MSX. Aprecio muito a revista e 
leio todos os artigos, mesmo os que se referem 
ao Amiga, apesar de so a titulo de curiosidade, 
pois nao prelendo trocar meu lao amado e litil 
MSX. Possuo um Expert DD Plus, com drives 3 
1/4 e 5 1/2 e impressora Olivia. Estou 
salisfeilissimo com meu equipamento, que nao 
tem apresentado nenhum problema desde que 
o adquiri. Pretendo expandi-lo em breve com o 
carlao MSX 2 4- e com uma Mogaram A revista 
tem me ajudado muito a conhecer e esclarecer 
duvidas e principalmente a conhecer tor- 
necedores e genie interessada em preservar o 
MSX. E e exatamente isso que me levou a 
escrever. 

Aqui em Belo Horizonte temos que batalhar 
para adquirir software e hardware para o MSX. 
As poucas iojas estabetecidas quevendem pro- 
gramas [so conheijo duas), vendsm apenas 
programas piratas, que alem de nao tunciona- 
remdireito, naovemcomosuporletBcniconem 
manuals, Alem disso, temos de enfrentar um 



pessimo atendimento e um Iratamento de sub- 
servi90, jaquenessas lojaspredominamos PCs 
e amigas da vida, ficando o MSX e seus usua- 
rios esquecidos em um canto qualquer. 
Lamento profundamente que isso ocorra, pois 
acredito que ainda haja gente aqui em BH, que. 
como eu, preterde usar programas de qualida- 
de e condabiiidade em seu MSX. 

Gostaria de saber o que eu poderia tazer 
para ser revendedor de produtos originals para 
MSX, tanto programas como peritencos, {a que 
nenhuma das lojas que conhego aqui faz isso, 
pelo menos de maneira adequada. Tenho dis- 
posigao e um tremendo interesse por isso. 
Gostaria que me orientassem nesse sentido, 
dando uma torga a todos nos usuarios do MSX 
em BH, 

Sei que a maior parte dos usuarios se pren- 
de mesmo aos jogos, o que os piratas daqui e 
de outros estados servem bem. Mas para mim 
e outras pessoas, □ MSX serve para muito mais 
qua isso, apesar da maioria dos usuarios des- 
conhecer ou ignorar. Sou universitario e utiiizo 
o MSX em todos os meus trabalhos escolares, 
alem de usar planilhas para balango em uma 
microempresa de minhafamilia. Tenho interes- 
se ainda em me desenvolver na area gratica. 
mas ainda nao adquiri os programas necessa- 
rios. 

Gostaria ainda que me esclaiecessem uma 
duvida. Qua! a diferen^a entre a Memory Map- 
per e a Megaram? Qual me seria mais util para 
aumenlar a memoria para processamento de 
textos? Gostaria tambem de saber como fago 
para adquirir os niimeros atrasados da revista 

Alex Assirio Bossi, Belo Horizonte 

Caro Alex, 

E isso ai. voce como muitas outras pessoas (eu 
tambem!) descobriram que o MSX pode pertei- 
lamenle dar conta do recado. seja qual lor a 
area do nosso interesse. Por isso e dificil com- 
preender as razoes das pessoas que "migram' 
para outras linhas, desembolsando MUITAS 
cenlenas de dolares, apenas para usar jogui- 
nhos. Para a grande maioria desles. um MSX 
2t seria ideal —a transformagao realmente vale 
a pena. 

Fico satisleito de ver genie interessada em 
trabalhar com o MSX, ajudando a manter o 
padrao. Para revender softwares e perifericos 
do MSX basta que voce enlre em contato com 
OS legitimos delentores dos direilos das produ- 
tos que voce deseja comerciallzar e fazer-lhes 
uma proposta de representegao. A coisa fun- 
ciona assim: voce e cadastrado por essas 
empresas como um representante ButorlzMdo 
{com conlralo em alguns casasj e assim tem 



C?U«sf 



NOVAIVIENTE EXclusiVA 
pARA OS USUARJOS (Je 



40 - CPU MSX N= 34 



fARTAS 



direito a um delerminado percentual, que Ihe e 
concedido sob a forma ds desconlo. na compra 
de um numero minima de copias de algum 
produlo. Com esse acordo, a produtora respon- 
sabilizB-se pelo suporte aos pradutos e assim 
voce pode repassar esse suporte para seus 
clientes. Cerlamonte todos os anunciantes de 
CPU car)cederr] represer^ta^oes, desde que a 
proposta seja seria. 

Quanta a sua duvida. se voce chegou ale 
aqui (cartas), ja leu a ariiga da Memory Mapper, 
que tambem desvenda algumas diferenfas en- 
tre as dais padroes de memoria. Em todo caso, 
nenhuma dessas expansoes par si so aumen- 
tam o espago para a edigao detextos. Epreciso 
que a software reconheqa esia memoria adicio- 
nal. 

As edigoes attasadas de CPU padem set 
obtidas medianle uma carta a Bonus Rio Editora 
Llda. . acampanhada de cheque nominal au vale 
postal (agencia Copacatiana) no valor do prego 
de capa atual para cada numero em alraso. 

Carlos Alberto Herszterg 



snho acompanhando CPU ha aigum 
'tempo B, por nao po35Uit todos os 
volumes, tenho as soguintes perguntas: 

1 ) Como posso conseguit o progtama MSXDE- 
BUG juntamente com manual do mesmo? 

2) Oesquema da MEGAHAMfoipubllcado con- 
forme o anuncio em CPU 26 pagina 66? Caso 
jatenha sido publicado, em qual edigao'' 

3} Gostaria de vef publicado algum artigo sobre 

OS pacotes de assembler no MSX (eu fago uso 

de DEVPAC mas desconhe9o os outros). 

4) Existe alguma versao do DEVPAC para o 

TURBO R? 

5} Gostaria de alguma dice para o VENON 

STRIKES BACK. 

Pegc) que publlquem meu enderego e, caso 
algum lertottenha resposia para alguma duvida 
minha, gostaria que me escrevesse. Tenho um 
Expert 1.0 com megaram e drive de 5 1/4, 

Para terminar, gostaria, como mais um 
MSX-maniaco, parabenizar os senhores edito- 
res por ainda trabalfiar com o MSX e pela 
qu alidade dos artigos publicados. 

Wagner Per nandes Silva 
RuaDefonsoAlbano, 441/303 
Forlaleza- CE 
Cap 601 65-000 

Cara Wagner, 

Na ordem de suas perguntas: 

1) O MSXDEBUG, um programa sab a forma de 
pra/eta de Sergio Doric Calheiros, esteve pre- 
senle em CPU/MSX nas edigoes de numero 7 
ate 20. Nestas edigoes. cada nmo comanda 
implementada foi acampanhado das explica- 
goes necessarias, alem das mstrugoes de uso. 
Na edigao 21 foi publicado o programa na Inte- 
gra e em CPU 26. os ultimos comandos que 
fizeram parte da montagem "oficial'. 

2) O esquema da Megaram esteve par ser 
publicado, mas devido a alguns "atropelos" aca- 
bou sendo adiada. Compensamos esta falta 
com a Memory Mapper publicada nesta edigao. 
De qualquer forma, aguarde as novidades! 

3) Pacotes de qualidade para programagaa As- 
sembly exislem apenas dois na minha opiniao: 
um e o Devpac e o outro e o Macro-80. O 
problema das abardagens desses programas e 
que elas seriam grandes demais. Nao adianta 



falar por alto: o que estamos tenlanda viabilizar 
e a publicagao deguias completos de utilizagao. 
4) Apesar de nao conhecer nenfium, deveexistir 
algum assemblador para o R800. 
SjAivaiadicaquevocepediu. Para enlrar com 
as senhas, tecle "P". ^s senhas saa: MA YHEN, 
TRANSMOGRIFY, VALKYR e PETALS OF 
DOOM. 

Valeu Wagner a equipe agradece os elagias. 

Carlos Alberto Herszterg 

• • • 

Pude reparar que, de umas publica^oes 
para ca, o conteudo da CPU tem so tor- 
nado cada uez mais interossante. E, pen- 
sando na continuidade do ni'vel de suas 
materias, gostaria que tossem publicadas 
inlorma<;i5es sobre o uso de gralicos no Turbo 
Pascal. 

Gostafia tambem que saisse nessa revista 
uma lisla dos principals aplicativos graficos para 
a MSX 2 B 2+, ja que pielendo Iransformar 
bravBmente o meu MSX 1 para MSX 2+. 

Guilherme S. Pereira - Vila Velha, ES 

Cara Guilherme, 

Pude reparar que, desde a CPU 32 (a rigor 
desde CPU 30, modestia a parte), os leitores 
responderam positivamenle as mudangas que 
fizemos na revista. Apesar de estarmos com o 
mesmo espago Jisico", o espago logico" da- 
brou da edigao 32 em diante. Sem alarde, au- 
mentamos muito o numero de materias e 
conseguimos colocar os assuntos de real inte- 
resse dos leitores em segoes ftxas da revista. 
coma a MSX 2, dicas dejogos, Assembler, alem 
das "MSX Bits", uma ideia que eu vintia amadu- 
recendo ha algum tempo. 

Os lecursos gralicos no Turbo Pascal ja 
foram tiatados em CPU/MSX 10, 15 e 16, mas 
nada impede que os leitores 'leras' nessa lin- 
guagem nos enviem arligas sobre navos 
comandos graficos ou mesmo implementagoes 
para o MSX 2 e 2-t. 

Finalmente, segue uma pequena lista de 
programas graficos que recomendo a todos que 
possuam um MSX 2 au MSX 2+: 

Dynamic Publistier 

DD1 Graph (Dot Designer's Club) 

Video Graphics Philips 

Video Graphics Matsushita 

Super Print 

Graph Saurus 

The Final Graph 

The Sallas Free Hand 

The MSX Paint 3 

The Animator 

Carlos Alberto Herszterg 

• • • 

Utilizo o MSX na area da aduocacia ha mais de 
tres anos, com excelentes resultados. Alem da 
edigao detextos, utilizo banco de dados parao 
tralo da clientela (cadastro. listagens, mala di- 
reta etc.), planiiha de calculos para as liquida- 
goes de sentBngas, aluallzagoes monetatias 
etc. e ate edigao gralica, confeocionando cartao 
1/8, papeltimbrado, capas e cartazes. Saocer- 
ca de 900 clientes e uma grande quantldade de 
servigo raalizada em dois Experts (um DDPIus 
e um 2.0). 



Assim, pego a genlileza de publlcarem o 
meu nome e enderego. para aqueles que por- 
ventura se interessem na troca de intormagoes 
□u mesmo para algum auxilio. 

Joao de OiivBira Batista 
RuaMoacyAvidos, 109/620 
Praia do Canto ■ Vrtoria ■ ES 
Cep 29057-230 
Tel,: 1027)225-1341 



TROCAS 



■ ompro expansor de slots b interface RS- 
232. Quern quiser vender tais equipamen- 
tos entrar em contato com; 



JoseAyrlon Egrafonte 

Rua Anacleto Ramos, 92 

Ferroviarios 

Cachoeiro de Itapemirim - ES 

Cep 29308-020 



Possuo um microcomputador MSX Expert 
DD Plus com drives de 3 M2 e de 5 1/4 e 
cerca de 1 50 Jogos Gostaria quo publicas- 
sem meu enderego para ttocas de programas 
com usuarios de todo o Brasil. 

Israel Barbosa Sarnpaio 
Rua Gialindo Baldiotti, 100 
JardJm Guanabara - Monte Mor - SP 
Cep 13190-000 



Pego que pubMquem o msu noms o 
enderego para trocas de programas e 
informagoes com outros usuarios. Meu 
computador e um Expert Plus com drive 5 1/4. 

Sandro Ptnheiro de Souza Lomos 
Rua 5 esq. com Rua 20. 1035/301 
Centre - Goiania - GO 
Cep 74020-170 



Gostaria da me corrosponder com as pes* 
soasque possuam um MSX 1.1 eum drive 
5 1/4 (360 kB) para a troca de dicas e 
programas. Possuo mais de 300 programas 
para MSX, inciuindo aplicativos, utilitarios e 
principalmenle jogos. 

Responderei a todos que se corresponde- 
rom comigo. 

Roberto g. Schwarz 

Rua Telles, 21 6/303 - Centro 

Pelotas - RS 

Cep 96010-310 

Tel; (0532) 2233-75 



CLUBES 



Nasce um clubetolaimente diferenlo para o 
sislema MSX com multos aplicativos, 
logos, utilitarios, revislas e livros, Sistema 
MSX. Podemos gravar em 5 1/4. 

Os interessados devem remoter listagem e 
descrever a configuragao do sistema. 

MSX FRIENDS AND BROTHERS 
Av. 7 de Setembro, 634/403 
Centro - Divinopolis - MG 
Cep 35,500-01 1 



CPU MSX N^ 34 -41 



UiCA 



ICAS 

CONTRA 

Vidas Infinitas 

10CS='CONTFIA " 

20BLOADCS+".BIN" 

30 0EFUSR=&HDlD3.FORA=0TO7 

flO P0KE&HD1 DE,A*2:BLOADC$+",00" + 

HEX$(A):GOSUB60 

50 X=USR(0);NEXT:DEFUSR = &HD1FC: 

OUT&HD4.0;A=USR(0) 

60IFA = 1THeNPOKE&HBF30,0 

70HETUHN 



FAMICLEPARODIC 
Vidas infinitas 

10C$=TAM1CLE " 

20BLOADC$+".BIN" 

30DEFUSR-&HD1D3;FORA=0TO7 

40POKE&HD1DE,A'2:BLOADCS+".00" + 

HEXS(A):GOSUB60 

50 X=USR[0):NEXT.DEFUSR = &HD1FC: 

OUT4HD4,0:A=USR(0) 

60 IFA=1THENPOKES.H9098,0 

70 RETURN 

Paulo Eduardo Costa Stelnback 



No proximo numero 

Sensacional! 
Subdiretorios no MSX! 



Memory Mapper 
O esquema completo! 



A solugao do jogo 
O Conde de Monte Cristo 



MSX 2 e MSX 2+, MSX Bits, 
dicas e muito mais... 




GARANTA JA SEU EXEMPLAR DE CPU! 

ASSINE CPU'*^ 

•1 Sim, dcscjo cfctuar a assinatura da Rcvista CPU. Para tal. cstou cnviando, junto com 

mcus dados, cheque nominal a Bonus Rio Editora Ltda.. Caixa Postal 11750, CEP 

22022-970, Rio de Janeiro. RJ, ou vale postal (pagavcl na agcncia copacabana) no valor 

n Cr$ 1,176.000.00 - assinatura valida por 12 cdicocs 

D Cr$ 58R. 000.00 - assinatura valida por 06 cdiijoes prg^oj validos ate lS/06/93 

D Cr$ 294.000.00 - assinatura valida per 03 cdifocs 

Nome: ^ ^ ■ " — " 

Endercfo: 

Bairro: . 

CEP: ^ 




Cidade: 

Tcl.:__ 



Estado: 



Dados do cquipamento: 



Para pagamcnto parcclado (vilido somcnte para assinatura por ! 2 cdifScs), envic dois cheques dc valorcs idcnticos. 
Urn sera dcpositado no ato de scu rcccbimento. o outro 30 dias apos, 



42 -CPU MSX N« 34 



rag^e u 
Item atJa 
'servi9as 




'I 



//epj^ 



mpre.^^^^nde^uipan: 

TacervoW/soft^^ / 

nutengao e migistm^alestras e /^ 

aculdades. 
isso^janidQ^miti^co Ij^r, 
cn^npo na ^miMmot^ ^ 

dlorfvQs^^S^TO a criaop/la 

»f/le ^, e qu^ a Fo^s^ j 
„. di^ usuanos de^iniggr 

ila Man a] 
(Ol/j 




Transforme seu MSX 
emuma estagdo grafica... 





Tela digitalizada (folo cm monitor RGB). 



Placa elctrflnica KIT 2+. 



KIT 2+ 



• 19 268 cores • 256 KBytes F=IAM do usu^rlo • 128 KBytes VRAM (video) • 96 KBytes ROM-BASIC • TURBO-BASIC 

residerte • 80 colunas de texto (mesmo pela TV) ■ Rel6gio/Calend^rio (mantido por bateria) • Movlmenla^ao flna das telas 

gr&flcas na horizontal e vertical • Resoluqao de 51 2 x 424 16 cores de 51 2 

... e tambem em um Video-Game 
de alta resolugdo 





Jogo SPACE-MANBOW (MEGAROM). 



Placa e Cartucho 11 MEGARAM. 

II-MEGARAM 



Expansao com 256 KBytes desttnada a rodar os ]ogos MEGAROM gravados em disquetes. • Funclona em qualquer 
micro da Linha MSX. ■ Os jogos MEGAROM possuem alta definl^ao grSfica e sonora. 

Todos OS produtos tern garantia de 1 ano. 
KIT 2.0 e KIT 2+ sao marcas registradas da ACVS Eletronlca Ltda. 

Vectra eletronica Representante Autorizado ACVS: Rua Antonio Gil, 1318- 
sala2 - Jardim Cupece - Sao Paulo - CEP: 04655-002 - Tel. : (Oil) 564-3415